Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251664
Type: TESE
Title: Musica e linguagem verbal : uma analise comparativa entre a leitura musical cantada e aspectos selecionados da leitura verbal
Author: Goldemberg, Ricardo, 1956-
Advisor: Brito, Marcia Regina Ferreira de, 1950-
Abstract: Resumo: Este trabalho teve o propósito de examinar as relações entre a leitura musical cantada à primeira vista e determinados aspectos de aptidão linguística relacionados à leitura verbal. O trabalho foi motivado pelo fato de que as analogias entre música e linguagem verbal são frequentes mas, em geral, fruto de opiniões variadas e não do resultado de pesquisas.As seguintes variáveis musicais foram testadas e devidamente quantificadas: leitura cantada e discriminação de intervalos. Da mesma forma, as seguintes variáveis linguísticoanalíticas: análise da língua e aprendizado de números. E, por fim, as seguintes variáveis linguístico-auditivas: associação somsímbolo e discriminação de sons.Além dessas variáveis, um questionário permitiu que se estudassem os seguintes aspectos referentes à formação musical prévia dos sujeitos: participação ativa, interesse em leitura cantada, auto-avaliação e influências musicais na infância.Em urna amostra, 48 estudantes de graduação em música da Universidade Estadual de Campinas foram examinados nas habilidadesem questão. Os resultados foram submetidos a análise estatística. Os coeficientes de correlação (pearson e Spearman) foram calculados e submetidos a testes t para verificar se as variáveis linguísticoauditivas são significativamente mais relacionadas às variáveis musicais do que as variáveis linguístico-analíticas. A análise dos resultados indica que existe urna baixa correlação entre as variáveis linguísticas e as variáveis musicais (de 0.017 a 0.376). Ainda assim, pode-se perceber que essas baixas correlações ocorrem sempre com as variáveis linguístico-auditivas(de 0.208 a 0.376, na maior parte significativos no nível 0.05) ao passo que as variáveis linguístico-analíticas têm coeficientes maispróximos de zero (de 0.017 a 0.194, não-significativos).Entretanto, não é possível descartar a possibilidade de que as diferenças das correlações das variáveis linguístico auditivas e analíticas com as variáveis musicais sejam obra do acaso. As únicas exceções ocorrem quando se considera o resultado de totais parciais. Nesses casos, as diferenças podem ser um pouco mais significativas.No que diz respeito aos aspectos de formação musical prévia, urna análise multivariada desses fatores com propósitos preditivos resultou em modelos bastante ineficazes.As conclusões mostram que as baixas correlações positivas encontradas entre a leitura musical cantada e as variáveis linguísticas estudadas podem até sugerir a existência de fatores comuns, mas enquanto esses fatores não forem determinados com maior exatidão, as analogias entre a leitura cantada e a leitura verbal devem ser feitas sempre de forma cautelosa

Abstract: This study aims to examine the relationships between sightsinging and certain aspects of linguistic ability related to verbal reading. It was motivated by the fact that the analogies between music and verbal language are frequent but, in general, the fruit of varied opinions and not the result of researches.The following musical variables have been tested and appropriately quantified: sightsinging and interval discrimination. In the same way, the following linguistic-analytic variables: language analysis and numbers learning. And, finally, the following linguistic-auditive variables: sound-symbol association and sound discrimination.Besides these variables, a questionnaire allowed the study of the following aspects regarding the subjects' previous musical background: active participation, interest in sightsinging, self-evaluation and musical influences in their childhood.In a sample, 48 undergraduate students in music at the State University of Campinas have been examined on the abilities in questiono The results have been submitted to statistic analysis.The correlation coefficients (pearson and Spearman) have been calculated and submitted to t tests to verify if the linguisticauditive variables are significantly more related to the musical variables than the linguistic-analytic variables.The analysis of the results indicates that there is a low correlation between the linguistic variables and the musical variables (from 0.017 to 0.376). Even so, it can be noticed that these correlations always occur with the linguistic-auditive variables (from 0.208 to 0.376, most of the time significant at leveI 0.05) while the linguistic-analytic variables have closer to zero coefficients (from 0.017 to 0.194, non-significant).However it is not possible to discard the possibility that the differences of the correlations between the linguisticauditive and analytic variables and the musical variables are a matter of chance. The only exceptions occur when the result of partial totaIs are considered. In these cases the differences may be a little more significant.Concerning the aspects of previous musical background, a multivaried analysis of these factors with predictive purposes resulted in very ineffective models.The conclusions show that the low positive correlations found between sightsinging and the linguistic variables studied may even suggest the existence of common factors but, as long as these factors have not been more precisely determined, the analogies between sightsinging and verbal reading must always be done cautiously
Subject: Música - Instrução e estudo
Linguistica - Testes de aptidão
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1995
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Goldemberg_Ricardo_D.pdf9.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.