Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251578
Type: TESE
Title: Crenças em relação a velhice : bem-estar subjetivo e motivos para frequentar universidade da terceira idade
Author: Silva, Flavia Pereira da
Advisor: Neri, Anita Liberalesso, 1946-
Neri, Anita Liberalesso
Abstract: Resumo: São reconhecidos os efeitos potencializadores da educação sobre a cognição, o autodesenvolvimento e o bem-estar psicológico dos idosos, e, portanto para a promoção de boa qualidade de vida na velhice. Esta pesquisa teve como objetivo descrever e analisar crenças em relação à velhice, bem-estar subjetivo e motivos para freqüentar universidade da terceira idade. Foram sujeitos 100 alunos de 60 anos e mais. Oitenta e seis por cento eram mulheres; 70% tinham de 60 a 69 anos; 43% eram viúvos, 27% casados, 17% solteiros e 12% divorciados; 19% tinham cursado da 1º a 4º série do primeiro grau e 17% tinham cursado da 5º a 8º série; 34% tinham segundo grau e 30% curso universitário. A coleta de dados foi feita com cinco instrumentos: um questionário de dados sócio-demográficos, uma escala DS de 30 itens avaliando crenças em relação ao idoso, ao longo de quatro domínios conceituais - cognição, agência, relações sociais e "persona"; uma escala de item único avaliando satisfação geral com a vida: uma escala de oito itens compreendendo saúde física e mental, capacidade física e mental e relações sociais; uma escala de cinco itens levantando a satisfação dos motivos para freqüentar o programa e solicitando que os sujeitos os classificassem por ordem de importância. Análises multivariadas revelaram que os sujeitos estão altamente satisfeitos com a vida, os domínios avaliados e a oferta da universidade, considerando seus motivos para freqüenta-la. As crenças em relação à velhice mostraram grande variabilidade, uma vez que apareceram respostas positivas, negativas e neutras cobrindo todos os itens e domínios da escala. Os relatos sobre os motivos para freqüentar a universidade tiveram a seguinte hierarquia: Aumentar conhecimento, investir no auto-desenvolvimento, melhorar o contato social e utilizar o tempo livre de forma útil. Os sujeitos disseram-se satisfeitos com o programa tendo em vista suas necessidades. Os resultados confirmaram os efeitos positivos da educação para a adaptação dos idosos e sugerem que a educação gerontológica pode contribuir para o aumento do poder político dos idosos, como indivíduos e como grupo

Abstract: Education has been widely recognized as a condition to promote successful aging, by its positive effects on cognition, self development and psychological well being of old people. I was designed a investigation aimed to describe and analyze beliefs concerning old age, subjective well being and motives to attend a program of informal education. The sample comprised 100 students (aged 60 and more) of a Brazilian university of third age. Eighty and six percent were female; 70% were 60 to 69 years old; 43% were widowed, 27% married, 17% singles and 12% divorced; 19% had four and 17% had eight years of elementary education, 35% has secondary, and 30% had university level. Data collection was carried out with aid of five instruments: a questionnaire about socio-demographic variables; a DS Scale containing 30 items assessing beliefs about old people, covering four conceptual domains - cognition, agency, social relationships and "persona"; a single item scale assessing global satisfaction with life; eight item scale assessing domain referenced satisfaction (physical and mental health, physical and mental ability, social relationships); a five item scale asking for the motives the subjects had to attend such educational program, as well as about the contribution of the program to the attainment of their motives. Multivariate analysis showed high overall satisfaction with life and high domain referenced satisfaction. Beliefs concerning old people showed great variability, since negative, positive and neutral beliefs concerning all dimensions _d a comparable rate of occurrence. Self reports on motives to attend university of third aged showed the following hierarchy: knowledge improvement, self development, investment in social contacts and useful occupation of free time. Subjects were very satisfied with the program as a mean to fulfill these motives. Results were confirmatory of the positive effects of education on the adaptation of old people and suggest that gerontological education can contribute to the empowerment of old people either as individual, either as age grou
Subject: Velhice
Qualidade de vida
Motivação (Psicologia)
Gerontologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_FlaviaPereirada_M.pdf6.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.