Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251553
Type: TESE
Title: Avaliação institucional no ensino fundamental : a participação dos estudantes
Title Alternative: Institutional evaluation in elementary school : the participation of students
Author: Pereira, Maria Simone Ferraz, 1971-
Advisor: Sordi, Mara Regina Lemes de, 1955-
Sordi, Mara Regina Lemes de
Abstract: Resumo: Este estudo analisa as diferentes formas de participação dos estudantes no processo de pactuação da qualidade da escola pública favorecidas por políticas democráticas, como é o caso da Avaliação Institucional participativa - AIP, implementada nas escolas de ensino fundamental da Rede Municipal de Educação de Campinas/SP. Busca-se, ainda, compreender os sentidos atribuídos pelos estudantes às questões relacionadas aos processos de qualificação da escola e às mudanças propostas pela AIP no processo educacional, no que se refere à aprendizagem da participação. O caminho metodológico ancorou-se na pesquisa qualitativa do tipo etnográfica, realizado em três escolas escolhidas a partir de um estudo exploratório de eventos organizados pela política de AIP, viabilizadores da participação dos estudantes no processo de reflexão da qualidade da escola. Procedeu-se a análise documental no sentido de compreender a trajetória dessas escolas na consolidação de seu trabalho de avaliação, conforme proposto pela política de AIP. Foi ainda realizada a observação intensiva dos espaços formais e informais da escola, intentando identificar as formas de participação dos estudantes com ênfase nas reuniões de CPA, Conselho de Alunos e grêmios. Foram realizadas entrevistas com 299 estudantes, distribuídos em 42 grupos, assim como foram entrevistados professores, funcionários e gestores das escolas. As observações e entrevistas tiveram enfoque qualitativo, o que proporcionou o desvelamento das aprendizagens e dificuldades vivenciadas pelos estudantes no processo de AIP e possibilitou a identificação de como estes estudantes concebem a escola de qualidade e, principalmente, o significado que atribuem a sua formação. Os dados indicam que as escolas têm se organizado para garantir o princípio da participação dos estudantes na CPA, mas evidenciamos que ainda existem aspectos que precisam ser compreendidos, a fim de possibilitar uma participação para além de espaços como a CPA, e assim promover uma formação que contribua de fato para que os estudantes se envolvam com a vida da escola. Revelam, ainda, que a política de AIP tem se constituído como alternativa que contribuiu para retirar os estudantes, ainda que por representação, do microespaço da sala de aula/disciplinas, das atividades pedagógicas e da escola, auxiliando-os a entender as questões que influenciam o funcionamento da escola, sua formação e, principalmente, fortalecendo-os para o retorno a este universo. Outro aspecto identificado no estudo é que a concepção de escola de qualidade e de formação dos estudantes extrapola as expectativas presentes nos exames de desempenho, que espelham concepções de educação regidas pelo viés mercadológico. Para eles, a escola de qualidade precisa garantir, por meio de boas aulas e de professores comprometidos, a apropriação e a compreensão dos conhecimentos científicos e uma formação diretamente ligada a um exercício de cidadania que passa, necessariamente, por experiências participativas. Por fim, o estudo sinaliza que a participação dos estudantes pode contribuir para a melhoria do trabalho desenvolvido pela escola quando, em sua organização, a auto-organização estudantil se constituir como um dos princípios formativos.

Abstract: This study examines the different forms of student participation in the process of agreed quality public school favored by democratic politics, as in the case of Participative Institutional Evaluation (Avaliação Institucional Participativa - AIP), implemented in the elementary schools of the Municipal Education Campinas/SP. The aim is also to understand the meanings attributed by students to questions relating to the qualification of the school and the proposed changes by AIP in the educational process, with regard to learning to participate. The methodological approach was anchored in ethnographic qualitative research conducted in three schools chosen from an exploratory study of events organized by AIP policy, enablers of student participation in the process of reflection of school quality. We proceeded to document analysis in order to understand the trajectory of these schools to consolidate its assessment work, as proposed by the policy of AIP. Was also carried out intensive observation of formal and informal spaces of the school, trying to identify the forms of participation of students with an emphasis on CPA meetings, Council of Students and alumni. Interviews were conducted with 299 students divided into 42 groups, and interviewed teachers, staff and administrators of schools. The observations and interviews were qualitative approach, which provided the unveiling of learning and difficulties experienced by students in the process of AIP and enabled the identification of how these students perceive school quality and, especially, the meaning they attach to their training. The data indicate that schools have been organized to ensure the principle of student participation in the CPA, but we noted that there are still aspects that need to be understood in order to enable participation in addition to spaces such as CPA, and thus promote formation which contributes to the fact that students get involved in school life. Also show that the policy of AIP has been constituted as an alternative that contributed to withdraw students, albeit by proxy, the microspace classroom/disciplines, pedagogical activities and school, helping them to understand the issues influence the functioning of the school, their training and, especially, empowering them to return to this universe. Another aspect identified in the study is that the design of school quality and training of students goes beyond the expectations contained in performance tests that reflect conceptions of education governed by marketing bias. For them, the school needs to ensure quality through good classes and committed teachers, ownership and understanding of scientific knowledge and training directly related to an exercise of citizenship necessarily involves a participatory experiences. Finally, the study indicates that students' participation can contribute to improving the work of the school when, in your organization, self-student organization to establish itself as one of the formative principles.
Subject: Avaliação institucional
Participação
Participação estudantil na educação
Políticas públicas
Educação - Qualidade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_MariaSimoneFerraz_D.pdf2.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.