Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251419
Type: TESE
Title: As relações de gênero em cooperativas populares do segmento da reciclagem = um caminho para a construção da autogestão?
Title Alternative: Gender relations in people's cooperatives of the recycling segment : a way for the construction of self-management?
Author: Wirth, Ioli Gewehr, 1982-
Advisor: Leite, Márcia de Paula, 1948-
Abstract: Resumo: Dentro do contexto das transformações do mundo trabalho, esta pesquisa aborda duas experiências de trabalho associado sob a perspectiva analítica de gênero. Duas cooperativas populares de triagem de resíduos sólidos, de Campinas-SP, foram analisadas, com foco no processo produtivo, na divisão sexual do trabalho, na gestão do empreendimento e na incubação. Buscou-se também contemplar essas experiências do ponto de vista do lugar precário que elas ocupam na cadeia produtiva da reciclagem, condição que limita sua possibilidade de autogestão. Nessas cooperativas, o número de mulheres é superior ao de homens e observa-se uma nítida divisão sexual do trabalho. Este estudo analisou as conseqüências e as possibilidades de alteração dessa configuração. Além disso, a pesquisa buscou compreender o significado do trabalho associado para homens e mulheres por meio das trajetórias ocupacionais de 15 trabalhadores entrevistados. Entre as mulheres entrevistadas foi possível observar um sentido contraditório do trabalho associado, significando por um lado uma melhor possibilidade de articulação entre as atividades produtivas e reprodutivas e por outro, essa flexibilidade combinada com um maior nível de exploração.

Abstract: Within the context of labor's world transformations, this research addresses two experiences of associated work under the analytical perspective of gender. Two people's cooperative that select solid waste, in Campinas-SP, were analyzed, focusing on the production process, the sexual division of labor, the enterprise management and incubation. We also tried to look at these experiences in terms of the precarious place they occupy in the productive chain of recycling, a condition that limits their possibility of selfmanagement. In these cooperatives, the number of women exceeds that of men and there is a clear sexual division of labor. This study examined the consequences and the possibilities For changing this setting. Moreover, the research sought to understand the meaning of associated work for men and women through the occupational trajectories of 15 interviewed workers. Among the women interviewed it was possible to observe a contradictory sense of associated work, meaning on one hand a better possibility of articulation between the productive and reproductive activities and on the other, this flexibility combined with an greater level of exploitation.
Subject: Relações de gênero
Divisão do trabalho por sexo
Autogestão
Cooperativismo
Cooperativas - Incubação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Wirth_IoliGewehr_M.pdf8.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.