Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251391
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Os pressupostos filosóficos da educação cooperativista no Estado de São Paulo (1989-2011) : matrizes pedagógicas e contradições institucionais e políticas
Title Alternative: The philosophical assumptions of cooperative education in the State of São Paulo (1989-2011) : matrices educational and politics and institutional contradictions
Author: Silva, Maria Cristiani Gonçalves, 1971-
Advisor: Nunes, Cesar Apareciddo, 1959-
Abstract: Resumo: A dissertação analisa a trajetória histórica e institucional da expansão do cooperativismo educacional no Estado de São Paulo entre os anos de 1989 e 2011. Trata-se da busca de identificar as premissas políticas e éticas do movimento cooperativista internacional e analisar suas peculiaridades no desenvolvimento de uma educação e pedagogia de natureza cooperativista na tradição educacional paulista e brasileira. Analisa a organização da escola e os pressupostos filosóficos e políticos dessa trajetória, ao relacionar as transformações do trabalho e a questão da educação. O cooperativismo educacional ocupou um lugar de destaque nos anos de 1980 e 1990, com um discurso aparentemente renovador de uma escola que se anunciava como inovadora, pois tanto pretendia formar o indivíduo integralmente, afirmando superar a ética da competição pela ética da cooperação, pleiteando organizar-se pedagogicamente com a participação plena dos professores como colegiado, de modo a superar a tradição administrativa hierárquica da escola pública e privada e, apresentar, inclusive, disposições políticas emancipatórias para todos os envolvidos no processo de ensino aprendizagem. Produzida como uma pesquisa bibliográfica de natureza qualitativa a pesquisa também recolheu dados institucionais das entidades e escolas cooperativistas paulistas que se pautam pela busca de uma Pedagogia da Cooperação referenciada nesta pesquisa em Paulo freire e Celestin Freinet. Analisa ainda os pressupostos psicológicos e educacionais de uma ontologia social da subjetividade e disposição para a ação cooperada na sociedade e cultura. Apresenta as contradições da educação e da escola cooperativista em vista das próprias contradições da cooperação como princípio de gestão econômica e social. Aponta possibilidades de formação de educadores para a cooperação e possíveis contribuições da adoção de uma Pedagogia da Cooperação para a emancipação humana.

Abstract: The dissertation analyzes the historical and institutional trajectory of the expansion of the educational cooperativism in the State of São Paulo between the years 1989 and 2011. The research seeks to identify the political and ethical assumptions of the international cooperative movement and analyze their peculiarities in the development of an education and pedagog based in the tradicional cooperative educational paulista and brazilian. Examines the organization of the school and the philosophical and politicians presuppositions of this trajectory relating the transformations in working with the issue of education. The educational cooperativism occupied a place of prominence in the years 1980 and 1990, with a speech apparently renovator of a school that is announced as innovative, because wanted to train the full individual, affirming overcome the ethic of competition by the ethic of cooperation, pleading organize educationally with the full participation of teachers as collegiate, so as to overcome the administrative tradition of hierarchical public and private school, and present, including provisions emancipatory politics for all involved in the teaching-learning process. Produced as a composing of qualitative research also collected institutional data entities and cooperative schools in São Paulo that are ruled by finding a Pedagogy of Cooperation referenced in this research Paulo Freire and Celestin Freinet. Also examines the psychological and educational assumptions of a social ontology of subjectivity and provision for the cooperative action in society and culture. Presents the contradictions of education and cooperative school in view of its own contradictions of cooperation as a principle of economic and social management. Pointing training opportunities for educators for cooperation and possible contributions from the adoption of a Pedagogy of Cooperation for human emancipation.
Subject: Educação
Cooperativismo
Cooperação
Filosofia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_MariaCristianiGoncalves_M.pdf1.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.