Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251379
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Desempenho escolar e variáveis do contexto familiar
Title Alternative: Scholastic performance and variables of family context
Author: Baggio, Rejane Cristina
Advisor: Martinelli, Selma de Cássia, 1964-
Abstract: Resumo: A escola configura-se para a criança como a grande demanda infantil, na qual se espera que desenvolva suas potencialidades e se aproprie dos conhecimentos historicamente construídos. Ocorre que há alguns anos, nota-se que as crianças embora frequentando as instituições escolares, não estão tendo rendimento satisfatório e que, apesar disso, continuam avançando pelos anos de escolarização. Inúmeras pesquisas foram realizadas objetivando compreender quais variáveis poderiam estar intervindo no baixo desempenho escolar e, dentre outras, as variáveis familiares foram apontadas como importantes preditoras. Partindo dessa indicação, apontada pela literatura, o presente estudo teve como objetivo investigar o desempenho escolar de alunos do Ensino Fundamental de escolas públicas e analisar se há diferenças entre grupos com diversos desempenhos escolares em relação a algumas variáveis do contexto familiar, tais como: os estilos parentais e o suporte e recursos presentes no ambiente familiar. Participaram 71 mães e seus respectivos filhos, com idades entre 11 e 14 anos que cursavam o 6º e 7º anos do ensino fundamental. Para a coleta de dados foram utilizados os seguintes instrumentos: Inventário de Estilos Parentais (IEP); Questionário sobre Suportes e Recursos do Ambiente Familiar; Teste de Desempenho Escolar (TDE) e a média das notas de português e matemática dos alunos referentes aos quatro bimestres. Os resultados indicaram que o estilo parental predominante foi o estilo parental de risco. Ao comparar os grupos de desempenho no TDE em relação ao IEP, verificou-se que o desempenho escolar da criança varia conforme práticas educativas familiares positivas ou negativas são preponderantes em sua educação. Em relação ao suporte e recursos do ambiente familiar, os grupos de desempenho médio e superior apresentaram maiores pontuações que o grupo de desempenho inferior na categoria interação com os pais e no total do questionário. Isto revela que o ambiente mais suportivo e com mais recursos pode promover um melhor desempenho escolar.
Resumo: A escola configura-se para a criança como a grande demanda infantil, na qual se espera que desenvolva suas potencialidades e se aproprie dos conhecimentos historicamente construídos. Ocorre que há alguns anos, nota-se que as crianças embora frequentando as instituições escolares, não estão tendo rendimento satisfatório e que, apesar disso, continuam avançando pelos anos de escolarização. Inúmeras pesquisas foram realizadas objetivando compreender quais variáveis poderiam estar intervindo no baixo desempenho escolar e, dentre outras, as variáveis familiares foram apontadas como importantes preditoras. Partindo dessa indicação, apontada pela literatura, o presente estudo teve como objetivo investigar o desempenho escolar de alunos do Ensino Fundamental de escolas públicas e analisar se há diferenças entre grupos com diversos desempenhos escolares em relação a algumas variáveis do contexto familiar, tais como: os estilos parentais e o suporte e recursos presentes no ambiente familiar. Participaram 71 mães e seus respectivos filhos, com idades entre 11 e 14 anos que cursavam o 6º e 7º anos do ensino fundamental. Para a coleta de dados foram utilizados os seguintes instrumentos: Inventário de Estilos Parentais (IEP); Questionário sobre Suportes e Recursos do Ambiente Familiar; Teste de Desempenho Escolar (TDE) e a média das notas de português e matemática dos alunos referentes aos quatro bimestres. Os resultados indicaram que o estilo parental predominante foi o estilo parental de risco. Ao comparar os grupos de desempenho no TDE em relação ao IEP, verificou-se que o desempenho escolar da criança varia conforme práticas educativas familiares positivas ou negativas são preponderantes em sua educação. Em relação ao suporte e recursos do ambiente familiar, os grupos de desempenho médio e superior apresentaram maiores pontuações que o grupo de desempenho inferior na categoria interação com os pais e no total do questionário. Isto revela que o ambiente mais suportivo e com mais recursos pode promover um melhor desempenho escolar.

Abstract: The school has a role to the children as a big infantile demand, where it is expected that they develop their potentials and acquire historically constructed knowledge. However, for some years, it has been noticed that in spite of the children's attendance in school, they are not having a satisfactory performance, although they continue advancing through the school years. Several studies have been conducted to understand which variable things could be causing in their low school performance, and among others, the family variables were singled out as important causes. From this indication demonstrated by the literature, this present study had the objective of analyzing the scholastic performance of middle school students coming from public schools, and investigate whether there are differences between groups with varied school performances related to some variables of family context such as parental styles and support and present resources in the family environment. In the study, 71 mothers and theirs sons participated, between the ages of 11 and 14, attending levels 6, 7 and 8 of middle school. For the collection of data were used the following instruments: Parenting Style Inventory (PSI), Questionnaire of Support and Resources of the Family Environment, School Performance Test (SPE) and the grade averages of the subjects portuguese and mathematics from the students, pertaining to the whole academic year. The results show that the dominating parental styles were the risk parental style. In comparing the groups of performance of SPE related to PSI, it has been verified that the scholastic performance of the child varies as some positive or negative practices dominate their education. In support and environmental family resources the groups of average and superior performance presented higher punctuations than the group with inferior performance in the category interaction with their parents and in the total of the questionnaire. This shows that in an environment with more support and resources could be achieved a better scholastic performance.
Subject: Desempenho escolar
Estilos parentais
Suporte familiar
Recursos materiais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Baggio_RejaneCristina_M.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.