Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251357
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Por uma apropriação do espaço de viver, do espaço virtual e do lugar de sujeito = Parque Oziel
Title Alternative: For an appropriation of space to live, of the virtual space and subject's place : Parque Oziel
Author: Silva, José Paulo Mendes da
Advisor: Geraldi, Corinta Maria Grisolia, 1952-
Geraldi, Corinta Maria Grizolia
Abstract: Resumo: Esta pesquisa é vinculada ao GEPEC - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada, da Faculdade de Educação da UNICAMP, e tem como tema a apropriação do espaço - territorial, virtual e de sujeitos - pela comunidade do Parque Oziel, em Campinas, uma das maiores ocupações urbanas da América Latina, onde moram cerca de 30.000 habitantes com uma história de lutas e conquistas, desde 1997. O problema que esta pesquisa se propôs a investigar é como o processo de apropriação do espaço territorial e do espaço virtual que teve lugar no Parque Oziel, em decorrência da ocupação, fortaleceu a constituição da identidade dos sujeitos que tornaram próprios esses espaços, especialmente daqueles que narraram suas histórias sobre a história da ocupação. Assim, foram dois os objetivos centrais da investigação: por um lado, contextualizar a apropriação do espaço territorial, como forma de afirmação da identidade de uma comunidade sem-teto, relacionando-a à apropriação também do espaço virtual e do lugar de sujeitos e, por outro, compreender a influência dessas conquistas nos sujeitos que as protagonizaram, considerando o binômio experiência e sentido. Para investigar esse processo, foram utilizadas como instrumentos de produção de dados entrevistas com pessoas que desenvolveram um papel de liderança na comunidade e diversas fontes documentais que tratam dos acontecimentos ocorridos na época da ocupação e no período subsequente. A abordagem metodológica, de pesquisa qualitativa, é pautada especialmente pela narrativa dos sujeitos entrevistados. A documentação do trabalho foi organizada também na forma de uma narrativa, porém em um modelo hipertextual, composto a partir de Páginas com textos completos, dispostos de modo não-linear, em que a apresentação das informações prevê a liberdade do leitor escolher os seus próprios caminhos de leitura, sem precisar trilhar um percurso único pré-estabelecido pelo autor. Isto permite uma abordagem rizomática do conteúdo das Páginas. Ainda que a realidade do texto impresso restrinja a potencialidade desse tipo de recurso, buscou-se a maior aproximação possível: cada Página foi produzida para representar por si um texto inteligível embora as páginas estejam interligadas entre si. Os principais conceitos desenvolvidos são os de experiência, alteridade, virtual e ciberespaço. As respostas possíveis para o problema central da investigação, a partir dos dados analisados, indicam algumas lições importantes. Uma delas é que o tipo de experiência (Larrosa, 2004b) que tem lugar em um processo como o que ocorreu no Parque Oziel, produz efeitos de transformação nos sujeitos que ampliam significativamente o poder sobre si mesmos e sobre o mundo que os cerca, o sentimento de pertença, a identidade pessoal e coletiva e, portanto, as possibilidades efetivas de exercício da cidadania.

Abstract: This research is entailed to GEPEC - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada da Faculdade de Educação da UNICAMP, and has as theme the space appropriation - territorial, virtual and subject - by Parque Oziel community, in Campinas, one of the biggest Latin America's urban occupations, where about 30,000 habitants live with a conquests and struggles history since 1997. The problem that this research intends to investigate is how the appropriation process of the territorial and virtual space that took place at Parque Oziel, as a result of the occupation, fortified the subject's identity constitution that turned characteristics these spaces, especially those who narred their histories about the occupation history. Thus, the two central objectives of the investigation were: on one side, contextualize the territorial space appropriation, as a way of identity affirmation of a homeless community, relating this to the appropriation of the virtual space too, and to the subject's place and, on the other hand, understand the influence of these conquests on the subjects that were the protagonists, considering the terms experience and feeling. To investigate this process, interviews with people that played the part of leadership in the community and several documental sources that deal with the events that took place at the period of the occupation and subsequent period, were utilized as instruments of data productions. The methodological approach, of quality research, is ruled especially through the narrative of the interviewees subjects. The documentation of the work was also organized as a narrative, however in a hipertextual model, composed from pages with complete texts, arranged in a non linear way, where the presentation of the informations foresee the reader liberty to choose his own ways of reading, without thrashing a single course established by the author. This allows a rizomatic approach of the pages contents. Even if the reality of the printed text restricts the potential of this kind of recourse, the biggest possible approximation was searched: each page was produced to represent by itself an intelligible text, though the pages are connected amongst themselves. The main concepts developed are about experience, otherness, virtual and cyberspace .The possible answers to the investigation central problem, from the analysed data, show some important lessons. One of them is that the kind of experience (Larrosa, 2004b) that takes place on a process like the one that occurred at Parque Oziel, takes effects of transformation on the subjects, that enlarge meaningfully the power upon themselves and on the world around them, the sense of belonging, the collective and personal identity and, therefore, the effective possibilities of the citizenship practice.
Subject: Apropriação do conhecimento
Espaço virtual
Ciberespaço
Formação de professores
Professor pesquisador
Parque Oziel (Campinas, SP)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_JosePauloMendesda_M.pdf2.74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.