Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251349
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Vida e arte e educação e(m) criações
Title Alternative: Life and art and education and/in creation
Author: Romaguera, Alda Regina Tognini
Advisor: Amorim, Antonio Carlos Rodrigues de, 1968-
Abstract: Resumo: ... e pela criação se resiste educação. Explorar na arte o conceito de resistência e fazer conexões com a vida singular, não orgânica. No entre virtualidade e singularidade enquanto potência de criação, compor com imagens na/pela linguagem. Na confluência entre os planos conceitual e de composição, movimentar sentidos de uma vida singular, de forças vivas que se manifestam e gestam novas sociabilidades, novas sensibilidades, inaugurando encontros entre seres. Procurar a produção de sentidos que se querem experimentações na/da arte, no encontro entre bioarte e vida singular, numa linha inventiva transpassada pela criação artística, movimentando dimensões de invenção, interação e cooperação. No plano de composição, optar pela condição do corte e pensamentos em fluxos, ao trazer para estas páginas imagens/capítulos-giros que se querem exemplares, considerando com Agamben a definição de exemplo enquanto singularidade, o ser-dito, enunciado que se mostra ao lado. No plano conceitual, imagens e conceitos escorrem, escoam e cortam e se antagonizam por entre os capítulos; buscam traços teóricos na argumentação filosófica dos escritos de Deleuze e de leitores de algumas de suas obras. Exercício de pensamento que se faz em proliferação de ideias, abrindo múltiplas possibilidades que escolhem linhas e trançados para esta tese: pensar o conceito de singularização da vida pelas potências-bio, na intersecção entre arte e ciência e filosofia. Fazer da singularidade um problema, concebido com Deleuze enquanto abertura a ação; e extrair da vida singular que se deixa perfurar, fabricar e criar por entre as linhas da vida, momentos de reflexão intensiva com criações artísticas: cinema, literatura, bioarte e imagens de uma instalação. Do entre da ciência e da arte, emana o conceito de bioarte e, de mãos dadas com a filosofia, jogam-se dados da vida singular. O esvaziamento corpóreo acontece por composições de textos e imagens tensionadas pelo vazio e que, por entre silêncios e texturas, apostam nas fendas que se abrem por entre imagens-palavras, esvaziando-as.

Abstract: ... and through creation education resists. Explore in art the concept of resistance and make connections with singular, non-organic life. In between virtuality and singularity, as a potency of creation, compose with images in/through language. In the confluence of the conceptual and the composition planes, deal with the meanings and directions of a singular life, of living forces that come up and give birth to new sociabilities, new sensibilities, leading to encounters of beings. Search for the production of meanings and senses in experimentations in/of art, in the encounter of bioart and singular life, in an inventive line running through artistic creation, moving dimensions of invention, interaction and cooperation. In the plane of composition, opt for the cutting condition and for the flow of thought, by bringing to the pages gyre-images/chapters as examples, considering, with Agamben, the definition of example as singularity, the being-in-language, the statement placed sideways. In the conceptual plane, images and concepts drip, drain and cut and antagonize through the chapters; their theoretical traces in the philosophical argumentation of Deleuze and readers of his writings. Exercise thought in the proliferation of ideas, opening for multiple possibilities that choose lines and weaving traces for this thesis: think of the concept of singularization of life through bio-potencies, in the intersection between art and science and philosophy. Consider singularity a problem, understood with Deleuze as an opening to action; and extract, from the singular life that allows drilling, fabricating and creating in lines of life, moments of intensive reflection with artistic creations: cinema, literature, bioart and images in an installation. From between science and art the concept of bioart derives and, allied with philosophy, the dice of a singular life is played. The corporeal emptying takes place in compositions of texts and images that are tensioned by the void and that, in between silences and textures, value the gaps and fissures opened in between wordimages, emptying them.
... e pela criação se resiste educação. Explorar na arte o conceito de resistência e fazer conexões com a vida singular, não orgânica. No entre virtualidade e singularidade enquanto potência de criação, compor com imagens na/pela linguagem. Na confluência entre os planos conceitual e de composição, movimentar sentidos de uma vida singular, de forças vivas que se manifestam e gestam novas sociabilidades, novas sensibilidades, inaugurando encontros entre seres. Procurar a produção de sentidos que se querem experimentações na/da arte, no encontro entre bioarte e vida singular, numa linha inventiva transpassada pela criação artística, movimentando dimenções de invenção, interação e cooperação. No plano de composição, optar pela condição do corte e pensamentos em fluxos, ao trazer para estas páginas imagens/capítulos-giros que se querem exemplares, considerando com Agamben a definição de exemplo enquanto singularidade, o ser-dito, enunciado que se mostra ao lado. No plano conceitual, imagens e conceitos escorrem, escoam e cortam e se antagonizam por entre os capítulos; buscam traços teóricos na argumentação filosófica dos escritos de Deleuze e de leitores de algumas de suas obras. Exercício de pensamento que se faz em proliferação de ideias, abrindo múltiplas possibilidades que escolhem linhas e trançados para esta tese: pensar o conceito de singularização da vida pelas potências-bio, na intersecção entre arte e ciência e filosofia. Fazer da singularidade um problema, concebido com Deleuze enquanto abertura a ação; e extrair da vida singular que se deixa perfurar, fabricar e criar por entre as linhas da vida, momentos de reflexão intensiva com criações artísticas: cinema, literatura, bioarte e imagens de uma instalação. Do entre da ciência e da arte, emana o conceito de bioarte e, de mãos dadas com a filosofia, jogam-se dados da vida singular. O esvaziamento corpóreo acontece por composições de textos e imagens tensionadas pelo vazio e que, por entre silêncios e texturas, apostam nas fendas que se abrem por entre imagens-palavras, esvaziando-as.
Subject: Vida
Arte
Educação
Criação (Literária, artística, etc.)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Romaguera_AldaReginaTognini_D.pdf8.72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.