Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251272
Type: TESE
Title: Aprendizagem de frações : uma analise comparativa de dois processos diferentes de ensino na 5a. serie do 1o. grau
Author: Oliveira, Raquel Gomes de
Advisor: Brito, Marcia Regina Ferreira de, 1950-
Abstract: Resumo: Este trabalho teve por objetivo analisar a aprendizagem de frações na 5i! série do 1 Q grau comparando dois métodos diferentes de ensino. Para isto, 58 crianças que cursavam a 5i! série do 1 Q grau de uma escola pública, no ano letivo de 1995, foram submetidas a uma prova sobre frações antes e depois de trabalharem com frações na 5i! série. Dentre os modelos de pesquisa propostos por Campbell e Stanley (1979) foi escolhido o delineamento 10 (pré e pós teste com não aleatorização dos grupos). Uma das classes passou a ser o grupo experimental trabalhando sob o método de ensino que tinha como base princípios construtivistas e procurou considerar algumas dificuldades do conceito de fração e alguns dos elementos que, conforme. Piaget, Inhelder e Szeminska (1948), necessitam ser articulados para que haja a construção operatória do conceito. A outra classe trabalhou sob a forma convencional. Os resultados e suas análises mostraram que as crianças que foram submetidas ao método diferenciado tiveram um melhor desempenho na prova sobre frações em relação às crianças que trabalharam sob o método convencional

Abstract: The objective of this work was to analyse the learning of fraction on fifih grade comparing two different methods of teaching. So, fifiy-eigth children that studied in this grade in a public school, during 1995 did a test about fractions before and afier studying them. Among the examples found in Campbell and Stanley (1979) it was chosen the delineation 10 (before and afier test with not aleatory groups). Twenty-one students became the experimental group working with this teaching method that was based in constructive principIes and It looked for some difficulties about fraction ideas and some elements in, Piaget, Inhelder and Szeminska (1948), that need be articulated to have the operative process of the idea. The other group of students worked with the conventional form. The results and its analyses showed that children submited to a different method had a better performance on test about fractions versus children that worked in the conventional form
Subject: Ensino - Metodologia
Aprendizagem
Frações
Educação matemática
Psicologia educacional
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_RaquelGomesde_M.pdf11.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.