Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251239
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O espaço do brincar em uma escola municipal
Title Alternative: The area of play on a country school
Author: Silva, Inajá Zaem da
Abstract: Resumo: Esta pesquisa investiga o brincar e sua ocupação no espaço escolar em uma escola municipal de ensino fundamental. Para tanto tem como questão central: como promover o uso dos espaços abertos para as brincadeiras na escola fundamental? As bases teóricas que fundamentam a pesquisa estão alicerçadas em autores como: Mayumi Souza Lima, Ana Lúcia Goulart de Faria, Viñao Frago, Escolano, Bencostta, Monarcha, Kishimoto, Brougère, entre outros. O objetivo é desvelar a relação das crianças, de professores, pais e funcionários com os espaços abertos da escola fundamental e com o brincar nesses espaços. Foi realizada uma pesquisa etnográfica, em uma escola de ensino fundamental da cidade de Campinas (SP), nos anos de 2008 e 2009. A escolha dessa escola justifica-se pela peculiaridade do terreno onde se encontra o prédio escolar, por sua arquitetura, e pelo empenho da comunidade escolar em aproveitar melhor os espaços da escola. Este estudo de caso exigiu uma extensa pesquisa bibliográfica, análise da planta do projeto arquitetônico, dos critérios para construção escolar, da legislação ambiental, da leitura do projeto político pedagógico e das fotos. Foram realizados questionários e entrevistas com alguns membros da equipe da escola e membros da comunidade escolar, participantes da C.P.A. (Comissão Própria de Avaliação). A categoria que auxiliou na compreensão da temática foi o espaço e suas diferentes particularidades: espaço como promotor social, como espaço inibidor, como espaço crítico, como espaço de passagem e como espaço para brincar. A escola estudada possui um espaço pequeno e vazio de materiais direcionados ao brincar, contudo este ocorre de qualquer maneira, as crianças transformam os elementos que possam lhes servir de entretenimento e fazer parte de seus jogos e de suas brincadeiras. Conclui-se que, ao se pensarem nas construções de prédios escolares para a educação fundamental, para a Escola de Nove Anos, também se pense na inclusão de elementos visuais, táteis e de equipamentos para a otimização das brincadeiras, dos jogos e da convivência da criança. Além de se constituirem parceiros no interior da comunidade escolar, os professores e gestores educacionais deveriam possibilitar uma aprendizagem mútua sobre a relação da arquitetura escolar com as atividades lúdicas e recreativas na escola fundamental.

Abstract: This research investigates playing and its occupation in the school space in an elementary school in the city of Campinas. The research has as a central issue: How to promote the use of open spaces for playing in elementary school? The theoretical basis that underpin the research are based on authors as: Mayumi Souza Lima, Ana Lúcia Goulart de Faria, Viñao Frago, Escolano, Bencostta, Monarcha, Kishimoto, Brougère, among others. The objective is to unveil the relationship of children, teachers, parents and employees with the open spaces in the elementary school and with the action of playing in these spaces. An ethnographical research was conducted in an elementary school in the city of Campinas (SP) in the years of 2008 and 2009. The choice of this school was made due to the peculiarity of the land where the school building is, its architeture, and the commitment of the school community to make better use of school spaces. This case study required an extensive bibliographical research, analysis of the architectural plant design, of the school construction criterion, the environmental law, the political pedagogical project and the photos. Questionaries were applied and some members of team from school and members of school community, participants for C.P.A. (Commission Own Evaluation) were interviewed. The category that helped in the thematic comprehension was the space and its different particularities: the space as a social promoter, as an inhibitor space, as a critical space, as a space of passage and as a space to play. The school studied has a small space that lacks materials directed to play, yet it happens anyway, children transform the elements that may serve for their entertainment and part of their games and their play. In conclusion, when the construction of school buildings for the fundamental education is thought of, the School of Nine Years (?), the inclusion of visual, tactile elements has also to be consider. As well as equipments to the optimization of children games and the children coexistence. Besides being partners within the school community, teachers and educational gestors should enable mutual learning about the relation between the school architecture with other playful and recreational activities in the elementary school.
Subject: Espaço fisico da escola
Escolas
Brincar
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_InajaZaemda_M.pdf36.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.