Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251152
Type: TESE
Title: Sofrimento psíquico e privacidade do Agente Comunitário de Saúde.
Title Alternative: Psychic suffering and privacy of Community Health Agent
Author: Ribeiro, Sandra Fogaça Rosa, 1965-
Advisor: Heloani, José Roberto Montes, 1956-
Abstract: Resumo: O trabalho do Agente Comunitário de Saúde na Estratégia Saúde da Família é de ordem técnica, no cuidado e na assistência a população e político, na organização da manifestação popular, compreendido como o elo entre a população e a equipe. A especificidade do trabalho do Agente Comunitário de Saúde é permeado por dificuldades no processo de identidade e sofrimento psíquico, identificados em pesquisas anteriores. O referencial teórico foi a Psicologia Social, Psicodinâmica do Trabalho e Saúde Coletiva. O objetivo deste estudo foi investigar a influência da atividade do Agente Comunitário de Saúde na sua privacidade por morar próximo ao local de trabalho. A metodologia foi de natureza qualitativa, utilizando uma combinação de recursos na coleta de dados: grupo focal e observação participante. De maneira geral, os resultados apontaram alguns pontos de intensificação do desgaste do agente comunitário de saúde, uns diretamente relacionados a perda da privacidade, por morar no território que trabalha, dificilmente contornáveis, pois lidar com o processo saúde-doença de pessoas que fazem parte da convivência diária, às vezes amigos e parentes é uma situação que dificilmente algum manejo técnico dê conta de resolver. Outros, como a falta de espaço para discutir os casos atendidos, desvalorização, poderiam ser minimizados por meio de mudanças na gestão e formação permanente.

Abstract: The Community Health Agent?s work in the Family Health Strategy is technical, in the care and assistance to population and political organization in the popular demonstration, understood as the relationship between the community and staff. The specificity of the Agent?s work is permeated by difficulties in the process of identity and psychic suffering, identified in previous researches. The theoretical framework was the Social Psychology, Work?s Psychotherapy and Collective Health. The aim of this study was to investigate the influence of the activity of the Community Health Agent in your privacy by living around workplace. The methodology was qualitative, using a combination of resources in data collection: focus groups and participant observation. Overall, the results indicated some points of increased wear of the Community Health Agent , some directly related to loss of privacy, living in the territory that works, hardly manageable because dealing with the health-disease process of people who living daily, sometimes friends and relatives, is a situation that hardly any technical account management get resolve. Others, such as lack of space to discuss the cases treated, devaluation, could be minimized through changes in management and continuing education.
Subject: Programa Saúde da Família (Brasil)
Sofrimento
Trabalho
Comunidades
Instituições
Relações sociais
Saude comunitaria - Auxiliares
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ribeiro_SandraFogacaRosa_D.pdf7.66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.