Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251121
Type: TESE
Title: Processo histórico de institucionalização das primeiras escolas agrícolas nos Campos Gerais do Paraná
Title Alternative: Process historical the constitution of the first agricultural schools from Campos Gerais in Paraná
Author: Martiniak, Vera Lúcia
Advisor: Sanfelice, José Luís, 1949-
Abstract: Resumo: Esta tese tem como objeto de pesquisa as escolas agrícolas da região dos Campos Gerais do Paraná, e teve como objetivo analisar, dentro de uma perspectiva histórica, o seu processo de constituição e o modelo de ensino oferecido por estas instituições. As escolas de trabalhadores rurais, no Paraná, foram criadas durante o governo de Getúlio Vargas e visavam qualificar a mão de obra para a agricultura. As escolas eram destinadas aos filhos de agricultores, entretanto, sua gênese reside na criação dos patronatos e abrigos para menores que tinham como objetivo atender a infância desvalida do estado. Assim, o ensino agrícola tinha um duplo sentido: a formação da mão de obra para os filhos de agricultores e a consequente melhoria da produção agrícola com o uso de técnicas e máquinas modernas; e segundo, sob a égide do assistencialismo, o trabalho agrícola nestas instituições passou a ser utilizado como disciplinador do futuro trabalhador. O estudo está delimitado no período de 1910 a 1961, abrangendo, portanto cinco décadas de história. O ano de 1910 é o marco inicial do ensino agrícola, com a criação do Ministério da Agricultura, onde o ensino técnico passou a ser subordinado a este órgão, passando somente à responsabilidade do Ministério da Educação, com a promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, em 1961. A pesquisa partiu da análise das partes envolvidas na relação trabalho e educação, demandando a necessidade em analisar o desenvolvimento histórico do capitalismo do Brasil e os desdobramentos para o desenvolvimento econômico, político e social da região. Para compreender a institucionalização das escolas agrícolas na região dos Campos Gerais, problematizou-se a partir da análise desta conjuntura, baseando-se em três categorias fundamentais: o singular, o particular e o universal. Os resultados da pesquisa apontam que para o processo de modernização da agricultura se fez necessário formar profissionais com o domínio de conhecimentos básicos sobre a agricultura e manejo de máquinas e insumos agrícolas. No entendimento que resulta desta pesquisa, as instituições agrícolas criadas na região dos Campos Gerais, tinham um caráter mais regenerador do que propriamente profissionalizante. O caráter profissionalizante foi se alterando conforme o avanço nas relações capitalistas, forjando um novo trabalhador pronto para atender os interesses do capital.

Abstract: This thesis objected to research the agricultural schools from Campos Gerais Region in Paraná, and aimed to analyze its constitution process and the teaching model offered by these institutions in a historical view. The country-side worker schools, in Paraná, were created during Getúlio Vargas? government and aimed to qualify the manpower for the agriculture. The schools were destined to the agriculturist?s children, although its genesis reside in the creation of patronages and shelters for under ages which objective was to assist the state?s devalued childhood. So, the agricultural teaching had two senses: the manpower formation for the agriculturalists? children and the consequent improvement of the agricultural production with the usage of modern techniques and machines; and in the second place, under the aegis of the welfarism, in these institutions, the agriculture worker started to be used as a future-worker?s discipliner. This study is delimited from 1910 to 1961, which covers five decades of the history. The mark of the beginning of the agriculture teaching is 1910, with the creation of Ministério da Agricultura, where the technical teaching became subordinated to this organ, being a responsibility of the Ministério da Educação, with the National Education?s Lei de Diretrizes e Bases promulgation in 1961. The research started with the analysis of the parts involved in the relation between work and education, demanding the necessity of analyzing the historical development of the capitalism in Brazil and the procedures for the region?s economical, politic and social development. In order to understand the institutionalization of the agricultural schools in the Campos Gerais region, it was problematized considering the analysis of this situation taking into consideration three principal categories: the single, the private, and the universal. The research results show that it is necessary to graduate professionals who dominate basic studies about agriculture and agricultural input and machines dealing for the agricultural modernization process. The understanding of the research portraits that the agricultural institutions created in the Campos Gerais region had a more regenerating character than a professionalizing one. The professionalizing character had been altering according to the advances in the capitalist relations, forming a new worker which was ready to supply the capital concerns.
Subject: História
História da educação
Instituições escolares - História
Ensino agricola
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Martiniak_VeraLucia_D.pdf881.59 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.