Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251120
Type: TESE
Title: Liberdade e educação = articulações sartreanas em uma educação da autenticidade
Title Alternative: Freedom and education : a joint is sartre's authenticity education
Author: Sgardiolli, Everton Fernando, 1984-
Advisor: Gallo, Sílvio, 1963-
Gallo, Sílvio Donizetti de Oliveira, 1963-
Abstract: Resumo: A presente dissertação tem por objetivo relacionar educação, filosofia e literatura, numa desenvoltura permeada pelo conceito de liberdade construído pelo filósofo francês Jean- Paul Sartre, mais especificamente em suas obras "O Ser e o Nada" e "A Náusea", ou seja, entrelaçar esse conceito com a tradição histórica e filosófica no que se refere à educação. Priorizar a liberdade existencial em detrimento da cultura essencialista "formadora" de sujeitos e investigar como seria possível pensar a educação embasada em princípios existenciais é o que caracteriza a dissertação. No processo histórico de desenvolvimento do pensamento pedagógico, a prioridade pertence às concepções que atribuem à educação a função de realizar o que o homem deve ser. A grande herança do idealismo antigo e cristão constitui a base destas concepções e a filosofia de Platão foi uma das fontes principais. Sartre, ao estabelecer um diálogo com as tradições metafísicas que aceitam uma essência que caracteriza a realidade humana e assumem uma causa a priori que a antecede, a define e a determina, aponta que segundo essa visão, a existência humana nada mais faz do que realizar essa essência pré-determinada, ou seja, existir restringe-se à realização fatalista daquilo que essa essência previamente determinou, extinguindo dos homens uma postura responsável, criativa e autêntica diante do mundo. Nesse aspecto, constatamos que a ideia de educação que infesta a nossa tradição histórica há séculos, parte deste pressuposto metafísico de que existe uma essência humana a ser concretizada na existência e que cabe, portanto a essa educação, o ilustre papel de "lustrar" essa essência, para que através dela possa irradiar o verdadeiro ser da realidade humana fazendo, assim, com que a educação institucionalize atitudes de má-fé. Não pensamos que haja um desenvolvimento linear, verticalizado e hierarquizado na Educação, mas sim, suspeitamos que esse desenrolar-se se dá por rupturas e pelas múltiplas e diferentes formas e maneiras de ser, maneiras essas, impossíveis de serem controladas, previstas, mensuradas e valorizadas a priori. Suspeitamos assim, que haja uma intensiva e assustadora gratuidade pairando sobre as mais variadas situações e ocasiões em geral e em particular na educação e, dessa forma, diferentemente da tradição essencialista, podemos praticar uma educação mais responsável, criativa e autêntica.

Abstract: This dissertation aims to relate education, philosophy and literature permeated by the concept, resourcefulness of freedom built by French philosopher Jean-Paul Sartre, more specifically in his works "Being and nothingness" and "Nausea". Entwine this concept with the historical and philosophical tradition that regarding education. Prioritize the existential freedom to the detriment of the essentialist culture "trainer" of people and investigate how it would be possible to think of education based on existential principles is what characterizes the dissertation. In the historical process of development of the pedagogical thought, the priority belongs to the conceptions that attach to the task of conducting the education that the man should be. The great heritage of the old idealism and Christian forms the basis of these ideas and the philosophy of Plato was one of the main sources. Sartre, to establish a dialogue with the metaphysical traditions that accept an essence that characterizes the human reality and take a a priori cause that precedes, sets and determines it and it points out that according to this view, human existence is nothing more than performing such predetermined essence, there is limited the achievement of what this fatalistic essence previously determinedmen's attitude erodes, responsible, creative and authentic in the world. In this regard, we found that the idea of education that infests our historical tradition for centuries, comes from this metaphysical assumption that there is a human essence to be realised in existence and that it is, so that education, the illustrious role of "polishing" this essence, so that through it can radiate the true being of human reality by doing so, with that education does institutionalize attitudes of bad faith. We do not believe that there is a linear development, channelling and verticalised in education, but , we suspect that this take place if it ruptures and by multiple and different forms and ways of being, ways that are impossible to be tracked, measured and valued, as provided a priori. We suspect that there is an intensive and frightening gratuitousness hovering over the most varied situations and occasions in General and in particular in education and, in this way, different from the essentialist tradition, can we practice an education more accountable, creative and authentic.
Subject: Liberdade
Educação
Autenticidade (Filosofia)
Responsabilidade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sgardiolli_EvertonFernando_M.pdf993.15 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.