Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251108
Type: TESE
Title: Professores de sociologia : relações e condições de trabalho
Title Alternative: Professors of sociology : relations and working conditions
Author: Lennert, Ana Lucia
Advisor: Souza, Aparecida Neri de, 1952-
Abstract: Resumo: O objetivo desta pesquisa é analisar as relações e as condições de trabalho de professores formados em cursos de licenciatura em Ciências Sociais. Para tanto, analisamos as trajetórias profissionais e de formação de professores que se encontravam, em 2008, ministrando aulas em escolas públicas estaduais, de ensino médio, na cidade de Campinas (São Paulo). Inicialmente, buscamos apreender como a Sociologia, enquanto disciplina a ser ensinada em escolas de nível médio, tem se constituído historicamente para, a partir daí, estabelecer relações entre a trajetória da disciplina, o mercado e as relações de trabalho docente. Em seguida, foi entrevistada uma amostra representativa de professores - efetivos, temporários e eventuais - que concluíram cursos de licenciatura em Ciências Sociais - indagando sobre sua inserção no mercado de trabalho no campo do ensino; as condições nas quais realizavam o trabalho docente; em que disciplinas trabalhavam na ausência da Sociologia no currículo escolar; como e quais trajetórias profissionais foram construídas; quais as representações que estes professores construíam sobre o trabalho de ensinar Sociologia para jovens de diferentes segmentos sociais. A pesquisa insere-se no aporte teórico-metodológico da Sociologia do Trabalho e da Educação, em que a análise dos processos sociais é construída a partir dos conceitos de interdependência e configurações sociais, assim como as trajetórias (profissionais e ou de formação profissional) são compreendidas como marcas sociais do elenco de disposições (pensamento e ação) adquiridas ao longo do processo de formação destes professores.

Abstract: The purpose of this research is to examine the relations and working conditions of teachers graduated in Social Sciences. To do so, we analyze both the trajectories and professional training of teachers who were, in 2008, ministering classes in the secondary level of public schools in the city of Campinas (São Paulo, Brazil). Initially, we sought to discover how Sociology, as a discipline taught in the high school, has historically evolved, to link that with the history of the discipline, the market and the relations of teaching. It was then interviewed a representative sample of teachers - effective, temporary and without contracts of employment - that completed undergraduate courses in Social Science - inquiring about their inclusion in the labor market in the field of education; the conditions under which teachers work were performed; in which disciplines they worked during the absence of Sociology in the high school curriculum; how and what professional paths were built; what are the representations that these teachers built about the work of teaching Sociology for young people from different social segments. The research is included in the theoretical and methodological framework of the Sociology of Labor and Education, where the analysis of social processes is constructed from the concepts of interdependence and figurations, and the trajectories (professional and or vocational training) are understood as marks of the range of social provisions (thought and action) acquired along the training process of these teachers.
Subject: Professores de sociologia
Relações de trabalho
Condições de trabalho
Sociologia - Estudo e ensino
Trabalho docente
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lennert_AnaLucia_M.pdf1.05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.