Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/250957
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: A organização do trabalho didático nas escolas isoladas paulistas : 1893 a 1932
Title Alternative: The organization of didactic work in Isolated Schools Paulist : 1893-1932
Author: Cardoso, Maria Angélica, 1963-
Advisor: Jacomeli, Mara Regina Martins, 1965-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa tem por objeto a organização do trabalho didático nas escolas isoladas paulistas. Fundamentando-se no método histórico-crítico, estabeleceu a organização do trabalho didático como categoria de análise, objetivando analisar a história e a forma como as escolas isoladas se organizaram didaticamente, no período de 1893 a 1932. Ao partir da tese de que as escolas isoladas carregaram vestígios do método lancasteriano (ou mútuo), tornou-se necessário um recuo ao Período Imperial, aprofundando o estudo sobre as escolas de primeiras letras para, em seguida, investigar as escolas isoladas. Para tanto, foi realizada uma revisão bibliográfica tendo como referência teórica os trabalhos de Saviani (2008); Alves (2001, 2005); Neves (2003); Marcílio (2005); Bastos e Faria Filho (1999); Souza (1998, 2006, 2009); Reis Filho (1995); Infantosi (1983); Nagle (1976); Schelbauer (1998). Os documentos constantes no Arquivo do Estado de São Paulo (AESP) foram as fontes primárias consultadas. No primeiro período republicano, a necessidade de universalização da instrução pública levou à criação dos grupos escolares, que atendiam, inicialmente, os grandes centros urbanos; para os centros menores e bairros populosos, criaram-se as escolas reunidas. Nos bairros periféricos, nas vilas e áreas rurais foram adotadas as escolas isoladas cuja função era dar uma formação básica - leitura, escrita e as operações elementares da aritmética - à população pobre, residente nesses locais. A organização do trabalho didático, nessas escolas, se aproximava da organização adotada nas escolas de primeiras letras sob o método mútuo presentes no Período Imperial. A história das escolas isoladas está marcada por aspectos tanto de suas antecessoras, as escolas de primeiras letras, quanto da moderna escola burguesa. Funcionando em casebres, elas herdaram das escolas de primeiras letras, principalmente, o atendimento, em uma só sala, de crianças em diferentes níveis de adiantamento, o controle da presença, os registros administrativos; da escola burguesa, dentre outros aspectos, o controle e a divisão ordenada do tempo.

Abstract: This research has as object organization of the didactic work in isolated schools in São Paulo. Basing on the historical-critical method, established the organization of the didactic work as a category of analysis, in order to study the history and analyze how schools are organized didactically isolated in the period from 1893 to 1932. When from the thesis that the isolated schools carry traces of the lancasterian system (or mutual), it became necessary to a retreat Imperial Period, deepening the study of the schools of first letters to then to investigate the isolated schools. To this end, was conducted a bibliography review with reference to the theoretical work Saviani (2008), Alves (2001, 2005), Neves (2003); Marcílio (2005); Bastos and Faria Filho (1999); Souza (1998, 2006, 2009); Reis Filho (1995); Infantosi (1983), Nagle (1976); Schelbauer (1998). The documents in the Arquivo do Estado de São Paulo (AESP) were the primary sources consulted. In the first Republican period, the need for universal public education led to the creation of school groups, which met initially to large urban centers; for smaller centers and populous neighborhoods, schools were created together. In the suburbs, towns and rural areas were adopted isolated schools whose function was to provide a basic education - reading, writing and elementary arithmetic operations - to the poor population of these locations. The organization of the didactic work in these schools approached the organization adopted in schools of the first letters under the mutual method present in the imperial period. The history of isolated schools is marked by both aspects of its predecessors, the schools of first letters, as the modern bourgeois school. Working in hovels, they inherited the school of first letters mainly care in one room, children at different levels of play, controlling presence, administrative records; the bourgeois school, among other things, control and orderly division of time.
Subject: História da educação
Instituições escolares
Escola isolada
Classe multisseriada
Trabalhos didáticos - Organização
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CARDOSO, Maria Angélica. A organização do trabalho didático nas escolas isoladas paulistas: 1893 a 1932. 2013. 280 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/250957>. Acesso em: 22 ago. 2018.
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cardoso_MariaAngelica_D.pdf2.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.