Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/250814
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Autorregulação da aprendizagem : intervenção com alunos ingressantes do ensino superior
Title Alternative: Self-regulation learning : intervention with higher education freshman
Author: Freitas-Salgado, Fernanda Andrade de, 1980-
Advisor: Polydoro, Soely Aparecida Jorge, 1966-
Abstract: Resumo: Pesquisas apontam que alunos com maior grau de aprendizagem autorregulada tendem a ser mais responsáveis e autônomos em seu processo de estudo e aprendizagem uma vez que têm a capacidade de regular o ambiente, o comportamento, a cognição e a motivação a partir de seus objetivos acadêmicos. Há diversos programas de intervenção com a finalidade de promover a autorregulação da aprendizagem, muito embora nenhum programa elaborado e implantado no contexto brasileiro tenha sido localizado por meio de levantamento bibliográfico. Desse modo, selecionou-se o programa "Cartas do Gervásio ao seu Umbigo: comprometer-se com o estudar na Educação Superior" (desenvolvido por Rosário, Núñez e González-Pienda, adaptado e publicado no contexto brasileiro em 2012), devido a seu suporte teórico, à metodologia da narrativa e por estar voltado a ingressantes da educação superior. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia desse programa, a partir de uma pesquisa com delineamento quase experimental na qual participaram 66 estudantes provenientes de diferentes cursos de graduação de uma universidade pública do interior do estado de São Paulo, sendo 26 ingressantes do grupo experimental (GE) e 40 ingressantes do grupo controle (GC), com faixa etária entre 17 e 29 anos. Os ingressantes do GE participaram da oficina intitulada "Como estudar melhor agora que estou na Universidade?", organizada em seis encontros de 90 minutos cada um, oferecida por meio do serviço de apoio ao estudante da universidade como atividade não obrigatória. Nessa oficina, as cartas 0, 2, 3, 4, 6 e 13 do programa, as quais tratam de temas como integração ao ensino superior, estabelecimento de metas, anotações, gerenciamento do tempo, autorregulação da aprendizagem e autoavaliação, respectivamente, foram selecionadas e trabalhadas com os alunos. Nos GE e GC foram realizados pré e pós-teste a fim de avaliar as seguintes variáveis dependentes: conhecimento das estratégias de aprendizagem, autorregulação da aprendizagem, instrumentalidade para autorregulação, autoeficácia para autorregular-se e autoeficácia na formação superior. Para compor a avaliação de seguimento, sete participantes do GE responderam a uma entrevista após dois meses do término da oficina. A partir das análises quantitativa e qualitativa, algumas evidências foram obtidas a favor da eficácia de parte do programa. Com base na estatística descritiva e inferencial, identificou-se que os resultados dos participantes do GE foram significantemente melhores nas variáveis autorregulação da aprendizagem, instrumentalidade para autorregular-se, conhecimento das estratégias de aprendizagem, autoeficácia para autorregular-se e autoeficácia na formação superior a favor do pós-teste. Constatou-se a convergência dos resultados obtidos nos instrumentos pelo GE e GC desta pesquisa com os resultados obtidos em outras realidades e cultura. A partir da análise de conteúdo, verificou-se que os resultados obtidos pelo GE convergiram com a análise quantitativa. Em função desses resultados, entende-se que a autorregulação da aprendizagem de ingressantes pode ser potencializada e/ou desenvolvida por meio da intervenção proposta. Além disso, algumas limitações e implicações metodológicas e práticas foram esboçadas, bem como a proposição de novas pesquisas.

Abstract: Research shows that students with a higher level of self-regulated learning, tend to be more responsible and autonomous in their processes of study and learning once they have the capability to regulate the environment, behavior, cognition and motivation from their academic goals. There are several programs of intervention aimed at promoting learning self-regulation, though no program developed and implemented in the Brazilian context was found through bibliographical research. Therefore, "Letters from Gervasio to his Navel: getting committed to studying in Higher Education", (developed by Rosário, Núñez and González-Pienda, adapted and published in the Brazilian context in 2012), was selected due to its theoretical support regarding the methodology narrative and for being addressed to freshmen students. Thus, the objective of this research was to evaluate the efficacy of this program from quasi-experimental research which included 66 participants from different graduation courses who attend a public university in the interior of São Paulo State; 26 in the experimental group (EG), and 40 in the control group (CG), with an age range of 17 to 29 years old. The freshmen students participated in a workshop named "How do I study better now that I am in the University?" It was organized in 6 ninety-minute meetings and offered by the support service to the university student as a non-mandatory activity. In this workshop, the numbers 0, 2, 3, 4, 6 and 13 of the program, which covered issues such as integration to higher education, setting goals, notes, time management, self-regulation of learning and self-assessment, respectively, were selected and worked with the students. Pre and post tests were realized in the EG and CG in order to evaluate the following dependent variables: knowledge of learning strategies, learning self-regulation, instrumentality for self-regulation, self-efficacy to self-regulate, and self-efficacy for higher education. To compose the follow-up evaluation, seven participants from EG were interviewed two months after the workshop finished. From both quantitative and qualitative analysis, some evidences were obtained favoring the efficacy part of this program. Based on descriptive e inferential statistics, it was identified that the results from the EG participants were significantly better regarding these variables: learning self-regulation, instrumentality to self-regulate, knowledge of the learning strategies, self-efficacy to self-regulate and self-efficacy in higher education favorable to the post test. The results obtained in the instruments by EG and CG in this research were converged with the results obtained in other settings and cultures. From the content analysis, it was found that the results obtained by the EG converged to the quantitative analysis. In light of these results, it is understood that the self-regulation of learning can be enhanced and/or developed through the proposed intervention. Moreover, some limitations, methodology, and practical implications were outlined, as well as proposals for new research.
Subject: Ensino superior
Aprendizagem - Autorregulação
Estudantes universitários
Programas educacionais
Aprendizagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FREITAS-SALGADO, Fernanda Andrade de. Autorregulação da aprendizagem: intervenção com alunos ingressantes do ensino superior. 2013. 172 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/250814>. Acesso em: 22 ago. 2018.
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Freitas-Salgado_FernandaAndradede_D.pdf2.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.