Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/250749
Type: TESE
Title: Aprendizagem autorregulada de estudantes de pedagogia : suas estratégias de aprendizagem, teorias implícitas de intelegência e variáveis motivacionais
Title Alternative: Learning self-regulation of pedagogy students : learning strategies, implicit theories of intelligence and motivational variables
Author: Marini, Janete Aparecida da Silva, 1969-
Advisor: Boruchovitch, Evely, 1961-
Abstract: Resumo: A autorregulação é todo ato intencional que, agindo sobre os mecanismos de aprendizagem, favorece sua progressão e/ou redirecionamento. É um aspecto importante no processo de ensino que contribui para a organização do ato de aprender. Estudantes autorregulados utilizam uma série de estratégias cognitivas, metacognitivas e motivacionais que permitem a construção de conhecimentos relevantes. O presente estudo teve por objetivo conhecer as variáveis associadas à autorregulação da aprendizagem em estudantes de Pedagogia. Mais precisamente, investigou suas Teorias Implícitas de Inteligência, suas motivações e uso de estratégias de aprendizagem e autoprejudiciais. Na coleta de dados foram utilizados: Escala de Avaliação das Estratégias de Aprendizagem, Escala de Avaliação da Motivação para Aprender de Estudantes Universitários, Escala de Teorias Implícitas de Inteligência e Escala de Uso de Estratégias Autoprejudiciais. Foram aplicadas, também, três atividades autorreflexivas: duas referentes ao uso de Estratégias de Aprendizagem e uma relativa às Estratégias Autoprejudiciais. A amostra foi composta por 107 estudantes do curso de Pedagogia, com faixa etária entre 18 e 46 anos, provenientes de duas Instituições de Ensino Superior do Estado de São Paulo. As respostas dos participantes para as atividades autorreflexivas foram examinadas qualitativamente pela análise de conteúdo. Os resultados das escalas e de questões fechadas, por sua vez, foram estudados pela estatística descritiva e inferencial. Observou-se que os participantes reportam fazer uso expressivo das estratégias de aprendizagem, apresentam motivação predominantemente intrínseca para aprender, possuem concepção de inteligência incremental, bem como que quanto maior o uso das estratégias de aprendizagem, menor a adoção de estratégias autoprejudiciais. Correlações entre o uso das estratégias de aprendizagem, motivação intrínseca, motivação para aprender e autoprejudiciais foram encontradas. Entre os estudantes acima de trinta anos, houve relato mais frequente de uso das estratégias de aprendizagem e maior motivação para aprender. Espera-se, que o presente estudo contribua para ampliação dos conhecimentos sobre as variáveis associadas à autorregulação da aprendizagem, bem como para o desenvolvimento de ações voltadas à melhoria da autorregulação da aprendizagem dos estudantes de Pedagogia.

Abstract: Self-regulation is any intentional act that operates on the mechanisms of learning, promotes progression and redirection. It is an important aspect in the learning process that contributes to the organization of the act of learning. Self- regulated students use a variety of cognitive, metacognitive and motivational strategies that allow the construction of relevant knowledge. The present study aims to understand the variables associated with self- regulated learning in a sample of students in undergraduate programs of Pedagogy. More precisely, it investigates their Implicit Theories of Intelligence, their motivations and the use of learning and self-handicapping strategies. Different tools were employed for the data collection: Scale of Assessment of Learning Strategies, Scale for Evaluation of Motivation to Learn for University Students, Implicit Intelligence Theories Scale and Self-handicapping Strategies Scale. Three self-reflective activities were also applied: two related to the use of Learning Strategies and one to the Selfhandicapping Strategies. The sample consisted of 107 undergraduate students of Pedagogy, aged between 18 and 46, from two private universities in the State of São Paulo. Content analysis was the method used to examine participants' responses to the self-reflective activities. Descriptive and inferential statistics methods were used to examine the results of the scales and closed questions. It was observed that participants report expressive use of the learning strategies, present predominantly an intrinsic motivation to learn orientation and have incremental intelligence conception. It was also noticed that the higher the report of use of learning strategies, the lower the report of employment of self-handicapping strategies. Correlations among the use of learning strategies, intrinsic motivation, motivation to learn and self-handicapping strategies were found. Reports of use of learning and higher motivation to learn strategies were more frequent among the students over thirty years old. It is the hope that this study can contribute to increase the understanding of the variables associated with the self-regulation of learning, as well for the development of educational practices oriented towards improving self-regulation of undergraduate Pedagogy students.
Subject: Aprendizagem - Autorregulação
Estratégias
Formação de professores
Motivação para aprendizagem
Cognição
Metacognição
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Marini_JaneteAparecidadaSilva_D.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.