Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/24707
Type: Artigo de periódico
Title: Qualidade do tomate de mesa em diferentes etapas, da fase de pós-colheita
Title Alternative: Tomato quality in different postharvest phases
Author: Ferreira, Marcos David
Franco, André TO
Ferraz, Antonio Carlos O
Carmargo, Gustavo GT
Tavares, Marcelo
Abstract: Manual classification using wooden boxes (K) are still very common in Brazil. The main goal of this work was to characterize tomatoes of the cultivar Débora type, for maturity index, diameter and external defects at harvest time and at Retail Market, CEASA, Campinas, São Paulo State, Brazil. This research also evaluated parameters related to mechanical injury (%), weight loss (%) and quality during the main phases (1) harvest; (2) before field sorting and classification; (3) after field sorting and packaging in K boxes; (4) at CEASA. 120 fruits were taken at each stage. Defects and physical damage were evaluated using a score scale. Fruits sampled in the field showed external damages, due to bruising from bamboo stakes, insects attack and physiological and nutritional disorders. Fruits were harvested mainly at green maturity stage (48%). But, when sampled at CEASA this amount dropped to 26,3%, having mixed diameters fruits, 55,4% at 50-60mm and 43,9% over 60 mm. The results showed an increase in mechanical injury (%), weight loss (%) and loss of quality during the stages. Fruits taken directly from field showed better quality (45%) after storage for 21 days than fruits sampled at terminal market, CEASA (5,8%).
A classificação manual para tomate de mesa e a utilização da caixa K para transporte ainda predomina em diversas regiões no Brasil. O presente trabalho buscou caracterizar frutos da cultivar Débora provenientes de plantios comerciais quanto ao estádio de maturidade, diâmetro e defeitos físicos e danos na etapa de colheita e no recebimento do produto na CEASA, de Campinas. Objetivou-se também avaliar a incidência de danos físicos, a perda de peso e alterações na qualidade em frutos retirados diretamente no campo de produção e nas etapas da colheita (1), recebimento em um barracão para classificação manual (2), após classificação manual e embalagem (3) e na comercialização do produto na CEASA (4). Para está amostragem retirou-se 120 frutos em cada etapa. Defeitos e danos físicos presentes foram analisados utilizando-se uma escala de notas. Frutos amostrados em campo já demonstravam danos físicos, provenientes principalmente da abrasão com as estacas de bambu e fios de amarrio, ataque de insetos e distúrbios fisiológicos e nutricionais. Os frutos foram colhidos predominantemente no estádio de maturação verde-maduro (48%). Na amostragem retirada na CEASA dois dias após a colheita está porcentagem era de 26,3%, com misturas de diâmetros, sendo que 55,4% dos frutos encontravam-se entre 50-60 mm e 43,9% acima de 60 mm. Observou-se um incremento nos danos físicos e na perda de peso e conseqüente perda na qualidade com o aumento do manuseio e transporte do produto. Frutos retirados diretamente da planta mostraram-se mais aptos a consumo após armazenagem por 21 dias (45%) do que frutos amostrados na CEASA (5,8%).
Subject: Lycopersicon esculentum
caixa K
perdas
pós-colheita
danos físicos
Lycopersicon esculentum
wooden box
postharvest losses
injury
Editor: Associação Brasileira de Horticultura
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-05362008000200020
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362008000200020
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-05362008000200020
Date Issue: 1-Jun-2008
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-05362008000200020.pdf575.75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.