Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/244509
Type: TESE DIGITAL
Title: Perfis fisiológicos e cinemáticos de atletas de elite do basquetebol = Physiological and kinematic profiles of elite basketball players
Title Alternative: Physiological and kinematic profiles of elite basketball players
Author: Calderani Junior, Anderson, 1991-
Advisor: Mercadante, Luciano Allegretti, 1958-
Abstract: Resumo: O objetivo geral deste estudo é descrever as atividades de alta intensidade em jogos de competição, baseado em dados de velocidade, e variáveis de carga interna, baseado na resposta de Frequência Cardíaca (FC) de jogadores, enquanto que o objetivo especifico é encontrar diferenças entre posições e quartos. Foram utilizadas amostras de dados de FC e posição em função do tempo de 10 jogadores profissionais do sexo masculino em 6 jogos de basquetebol de uma equipe brasileira de alto nível. Na coleta da FC foram utilizados monitores de frequência cardíaca com transmissão sem fio da marca Polar®, modelo Team System, com frequência de 0,2 Hz. As partidas foram registradas a partir de quatro câmeras filmadoras digitais e, ao final de cada partida, as sequências de imagens de 30 Hz adquirida da câmera foram convertidas para o formato AVI e analisadas a uma frequência de 7.5 Hz utilizando o sistema DVideo (Campinas, Brasil). Foram quantificadas o tempo gasto por zonas de porcentagem, em função da FCmax e por faixa de Velmax, recuperação da FC durante Bola Morta, picos de velocidade e intervalo entre picos de velocidade com a mesma intensidade. Os resultados mostram que jogadores podem estar submetidos a atividades de maiores intensidades em comparação aos estudos na literatura. Há ainda uma tendência de os pivôs realizarem mais deslocamentos com intensidades próximas a suas velocidades máximas e de os armadores realizarem mais deslocamentos em intensidades intermediarias, caracterizando um esforço continuo. As diferenças encontradas nos quartos mostram que há uma tendência de aumento das atividades de baixa intensidade conforme o desenvolvimento do jogo. Dados da taxa de redução de FC mostrou que os jogadores tendem a ter sua melhor performance aeróbia no primeiro e último quarto, onde as taxas de redução foram maiores. Fatores como o maior número de lances livres e tempos técnicos podem ter contribuído para a maior média na taxa de redução durante esses quartos. A taxa de redução analisada neste estudo para as diferentes posições não apresentou nenhuma diferença. Na quantificação da intensidade de esforço a partir dois tipos de variáveis analisadas, a FC se mostrou como um parâmetro de intensidade acumulativo enquanto que a velocidade se mostra como uma parte da intensidade de esforço que se é realizado em geral, onde não há relação linear entre as duas variáveis

Abstract: The main aim for this study is describe the high intensity activity during oficial games, based on velocity data, and internal load variables, based on Heart Rate (HR) responses from basketball players, whereas the second aim is find significant differences as among positions as among quarters. We use data samples of HR and position of players on the court collected from 10 elite male players during six basketball national level games. During HR collection, were used HR wireless monitors Polar®, Team System model, with sampling frequency of 0.2 Hz. The matches were filmed using four digital cameras, with a frame rate of 30 Hz, which were converted to AVI format and analyzed in a frame rate of 7.5Hz, through a DVideo System (Campinas, Brasil).Were quantified the time spent in each %HRmax zone and each Velmax range. Besides that, we also quantified the recovery of HR index during Stoppage Time, velocity peaks and the interval between velocity peaks categorized in the same intensity. The results showed that Brazilian basketball players could be exposed to higher intensity of activities than those that previously studies in literature have been reported. Besides that, there were also a trend of centers to perform more displacements in an intensity near of their maximum reached during game, and the guards are more likely to perform displacements at medium intensities, characterizing a continuous effort. The differences found between quarters showed that there are an increasing trend of low intensity activities as the games goes toward to its end. The recovery HR index data showed that players trends to have their best aerobic performance during first and fourth quarter, where the HR¿s recovery index were higher. Factors like the greater number of free throws and time outs could probably have contributed to the increase of recovery index¿s means during these quarters. The differences in recovery index between playing positions analyzed in the present study were not found. In quantifying the exercise intensity from two types of variables analyzed, HR has shown as a cumulative intensity parameter while the speed has shown as a part of the exercise intensity that is performed in general where there is no linear relationship between the two variables
Subject: Frequência cardíaca
Jogadores de basquetebol - Velocidade
Jogadores de basquetebol - Treinamento
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
CalderaniJunior_Anderson_M.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.