Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/244496
Type: TESE
Title: Análise cinemática das ações ofensivas no goalball em situação de jogo : deslocamento do jogador e arremesso
Title Alternative: Kinematic analysis of offensive actions in goalball on game situation : player's displacement and throwing
Author: Magalhães, Thiago Pinguelli, 1988-
Advisor: Misuta, Milton Shoiti, 1970-
Santiago, Paulo Roberto Pereira
Abstract: Resumo: O goalball é um esporte coletivo praticado por pessoas com deficiência visual e baseado na troca de arremessos entre as equipes, vencendo a equipe que marcar o maior número de gols. Embora o goalball tenha sido criado após a II Guerra, assim como outros esportes paralímpicos, são relativamente escassos estudos da análise do jogo ou das ações dos jogadores nas partidas. Nesse sentido, a videogrametria apresenta-se como uma possiblidade para a análise quantitativa do jogo de maneira mais objetiva, por permitir descrever a movimentação dos jogadores e da bola em função do tempo. Assim, o objetivo do trabalho foi a análise cinemática dos arremessos em jogos oficiais usando a videogrametria, que permitiu analisar o deslocamento dos jogadores durante os arremessos; levantar características sobre os arremessos considerando a técnica utilizada, a posição onde ocorreu, o tipo de bola, sua velocidade e trajetória. Foram analisados jogos masculinos de nível estadual brasileiro, e a amostra contou com dezesseis jogadores, sendo seis alas direito, quatro centrais e seis alas esquerdo (média ± dp, idade 27 ± 6,8 anos; estatura 1,73 ± 0,09 m; massa corporal 77,7 ± 17,4 kg; tempo de prática 53 ± 36 meses). Os jogos foram filmados por duas câmeras de vídeo digitais, as imagens foram analisadas no software Dvideo, permitindo a obtenção da posição dos jogadores e registro das ações em função do tempo. O primeiro estudo trata da análise das ações dos jogadores. Os resultados mostraram que os alas desenvolveram maiores distâncias percorridas e velocidades máximas ao arremessar, suas ações apresentam maior duração e menores intervalos de recuperação que os centrais, evidenciando a necessidade de treinamento específico entre as posições. Apesar da maior distancia percorrida e velocidade do jogador na técnica entre pernas, isto não representou nem uma maior velocidade da bola, nem um maior número de gols. O segundo, trata da análise dos setores de origem e destino, as trajetórias e a velocidade da bola nos arremessos. Foi observado uma preferência pelos setores esquerdos da quadra para a origem dos arremessos, enquanto os destinos distribuíram-se de forma mais equilibrada pela quadra com vantagem para os setores laterais, sendo as trajetórias diagonais as mais utilizadas. A bola arremessada com giro foi mais veloz e foi esta a técnica utilizada na maior parte dos arremessos que resultaram em gols. As bolas quicadas representaram a maior parte dos arremessos e embora tenham apresentado menores velocidades que as bolas lisas, foram as bolas que mais marcaram gols, indicando a velocidade da bola não é o único fator de interferência na conversão do arremesso em gol. Palavras-chaves: goalball, biomecânica, arremesso e análise cinemática

Abstract: Goalball is a team sport practiced by people with visual impairment and based on the exchange of throws between the teams, winning the team that scores the most goals. Although the goalball was created after World War II, as well as other Paralympic sports, are relatively scarce game analysis of studies or actions of players in the matches. In this sense videogrammetry presents itself as a possibility for quantitative analysis of the game in a more objective manner described for enabling the movement of the players and the ball with respect to time. The objective of this study was kinematic analysis of throws in official matches using videogrammetry specifically analyze the movement of players during the throws; lift characteristics on the throws considering the technique used and the location where it occurred, the type of ball, its speed and trajectory. Brazilian state-level male games were analyzed, and the sample consisted of sixteen players, being six right wing, four pivots and six left wings (mean ± SD, age 27 ± 6.8 years, height 1.73 ± 0.09 m, body mass 77.7 ± 17.4 kg; practice time 53 ± 36 months). The games were filmed by two digital video cameras, the images were analyzed in Dvideo software, allowing to obtain the position of the players and registration of shares with respect to time. The first study deals with the analysis of the player's actions. The results showed that the wings have developed larger covered distances and maximum speeds to throw, his actions have longer duration and lower rest intervals that central, highlighting the need for specific training between positions. Despite the increased distance traveled and speed of the player in between legs technique, this hasn't represented or greater ball's speed or a greater number of goals. The second study deals with the analysis of the origin and destination sectors, ball's trajectories and ball's speed in throw. Was observed a preference for left sectors of the court for the origins, while the destination were distributed more evenly across the court, with advantage of the lateral sectors, being the diagonal trajectories the most used. A spin ball was faster and this was the technique used in most of the throws that resulted in goals. The jumpy balls accounted for most of throws and although they presented lower speeds than smooth balls, were the balls that more marked goals, indicating the speed of the ball isn't only interference factor in the conversion of throw on goal. Keywords: goalball, biomechanics, throw and kinematical analysis
Subject: Goalball
Biomecânica
Esporte paralímpico
Cinemática - Análise
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Magalhaes_ThiagoPinguelli_M.pdf2.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.