Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/244443
Type: Artigo de periódico
Title: Categorização e Identificação Etária em uma Amostra de Idosos Brasileiros Residentes na Comunidade
Title Alternative: Age Categorization and Identification in a Community-Dwelling Sample of Brazilian Elderly
Author: Samila Sathler Tavares
Batistoni
Stéfani Martins
Prestes
Meire
Cachioni
Deusivânia Vieira da Silva
Falcão
Andrea
Lopes
Mônica Sanches
Yassuda
Anita Liberalesso
Neri
Abstract: Indicadores de atitudes etárias representados por categorização e identificação etária e suas relações com variáveis sociodemográficas e de saúde física e emocional foram investigados entre idosos residentes na comunidade. A amostra foi composta por 302 idosos participantes do Estudo FIBRA - Fragilidade em Idosos Brasileiros (Pólo Universidade Estadual de Campinas [Unicamp]; M = 72,3 anos; DP = 5,76; 64,6% mulheres), com escolaridade média de 3,32 anos (DP = 2,61) e renda de um a três salários mínimos (53,7%). A existência e atribuição de idade para início da velhice foram tomadas como indicadoras de categorização etária e o autorrelato de sentir-se idoso indicou identificação etária. Embora a maior parte dos idosos tenha atribuído uma idade para esse início (M = 62,3 anos; DP = 14,66), a maioria (60,3%) não se identificou como pertencente a essa categoria etária. Escolaridade, fragilidade e satisfação com a vida revelaram ser importantes preditores dessas atitudes em relação à velhice.Indicadores de atitudes etárias representados por categorização e identificação etária e suas relações com variáveis sociodemográficas e de saúde física e emocional foram investigados entre idosos residentes na comunidade. A amostra foi composta por 302 idosos participantes do Estudo FIBRA - Fragilidade em Idosos Brasileiros (Pólo Universidade Estadual de Campinas [Unicamp]; M = 72,3 anos; DP = 5,76; 64,6% mulheres), com escolaridade média de 3,32 anos (DP = 2,61) e renda de um a três salários mínimos (53,7%). A existência e atribuição de idade para início da velhice foram tomadas como indicadoras de categorização etária e o autorrelato de sentir-se idoso indicou identificação etária. Embora a maior parte dos idosos tenha atribuído uma idade para esse início (M = 62,3 anos; DP = 14,66), a maioria (60,3%) não se identificou como pertencente a essa categoria etária. Escolaridade, fragilidade e satisfação com a vida revelaram ser importantes preditores dessas atitudes em relação à velhice.
Subject: Atitudes
Idosos
Envelhecimento
Citation: Categorização E Identificação Etária Em Uma Amostra De Idosos Brasileiros Residentes Na Comunidade, v. 28, n.3, p. 511-521. 2015.
Rights: aberto
Address: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722015000300511&lang=pt
Date Issue: 2015
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File SizeFormat 
S0102-79722015000300511_por.pdf396.09 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.