Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/24313
Type: Artigo de periódico
Title: Isotermas de sorção de sementes de Eucaliptus grandis e Pinus taeda
Title Alternative: Sorption isotherms for Eucaliptus grandis and Pinus taeda seeds
Author: Fantinatti, Jussara Bertho
Usberti, Roberto
Brod, Fernando Pedro Reis
Abstract: Forest seeds must be adequately stored in order to minimise the process of deterioration. The level that limits the water in stored seeds is called the moisture equilibrium. It is possible to establish a relation between seed free water content and conservation, expressed by the water activity,, given by the relation between seed water and pure water vapour pressures, at the same temperature. An isotherm is a curve that describes, in specific moisture, the equilibrium of an amount of water sorbed by seed components and the vapour pressure or relative humidity, at a specific temperature. The main aim of this study was to analyse sorption isotherms for Eucalyptus grandis and Pinus taeda, which are forest species of economic interest. Seed moisture contents were adjusted before storage, using silica gel or rehydration above water. Seed subsample weights were recorded periodically to control the amounts of removed or sorbed water. The process was over when the corresponding weight to the desired seed moisture content had been achieved. Seed moisture content and water activity determinations have been carried out and different empirical equation models were used aiming to correlate experimental data of sorption isotherms of the seed samples. The best adjustment of the sorption isotherms was achieved through the Langmuir 3-parameter model and the Peleg 4-parameter model for seeds of E. grandis and P. taeda, respectively.
As sementes florestais devem ser armazenadas adequadamente, a fim de reduzir ao mínimo o processo de deterioração. É possível estabelecer uma relação entre o teor de água livre na semente e sua conservação, expresso pela atividade de água, através da relação entre a pressão de vapor de água em equilíbrio sobre a semente e a pressão de vapor de água pura, à mesma temperatura. Uma isoterma é uma curva que descreve, em uma umidade específica, a relação de equilíbrio de uma quantidade de água sorvida por componentes da semente e a pressão de vapor ou umidade relativa, a uma temperatura específica. O objetivo deste trabalho foi estudar as isotermas de sorção para sementes de Eucalyptus grandis e Pinus taeda, que são espécies florestais de interesse econômico. Os graus de umidade das sementes foram ajustados, antes do armazenamento, usando-se dessecadores com sílica gel ou através de reidratação sobre água. Para o controle da quantidade de água removida ou absorvida, as subamostras foram pesadas periodicamente, sendo o processo encerrado ao ser atingido o peso correspondente ao grau de umidade final desejado para cada tratamento. Foram realizadas determinações de umidade e de atividade de água e utilizados diferentes modelos de equações empíricas que correlacionam dados experimentais das isotermas de sorção em materiais biológicos. O melhor ajuste das isotermas de sorção foi alcançado pelos modelos de três parâmetros de Langmuir e de quatro parâmetros de Peleg para sementes de E. grandis e de P. taeda, respectivamente.
Subject: espécies florestais
atividade de água
conservação
grau de umidade
forest species
water activity
conservation
moisture content
Editor: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0101-31222005000200002
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222005000200002
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-31222005000200002
Date Issue: 1-Dec-2005
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0101-31222005000200002.pdf191.42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.