Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/21536
Type: Artigo de periódico
Title: Genótipos de haptoglobina e hipertensão refratária em pacientes com diabete melito tipo 2
Title Alternative: Haptoglobin genotypes and refractory hypertension in type 2 diabetes mellitus patients
Author: Wobeto, Vânia Pereira Albuquerque
Pinho, Paula da Cunha
Souza, José Roberto M.
Zaccariotto, Tânia Regina
Zonati, Maria de Fátima
Abstract: BACKGROUND: It has been suggested that haptoglobin polymorphism may influence the pathogenesis of microvascular and macrovascular complications in diabetic patients. OBJECTIVE: This cross sectional study was carried out to investigate the existence or not of an association between haptoglobin genotypes and prevalence of ischemic cardiovascular events (stable angina, unstable angina and acute myocardial infarction), systemic arterial hypertension, refractory hypertension, obesity and dyslipidemia in 120 type-2 diabetes mellitus patients followed up at Hospital de Clínicas da UNICAMP in Campinas, São Paulo state, southeastern Brazil. METHODS: Haptoglobin genotyping was performed by allele-specific polymerase chain reactions. The frequencies of the haptoglobin genotypes were compared with the presence/absence of cardiovascular disease, systemic arterial hypertension, refractory hypertension, obesity and dyslipidemia; systolic and diastolic blood pressure measurements; plasma levels of glucose, cholesterol (total, high density lipoprotein-HDL and low density lipoprotein-LDL) and triglycerides; and serum creatinine levels. RESULTS: Although no association between haptoglobin genotype and the presence of cardiovascular disease could be identified, we found a significant excess of patients with Hp2-1 genotype among those with refractory hypertension, who also had higher systolic and diastolic blood pressure, and total and LDL cholesterol levels. CONCLUSION: Our results suggest that type-2 diabetes mellitus patients with the Hp2-1 genotype may have higher chances of developing refractory hypertension. Further studies in other diabetic populations are required to confirm these findings.
FUNDAMENTO: Tem sido sugerido que o polimorfismo da haptoglobina pode influenciar na patogênese das complicações microvasculares e macrovasculares em pacientes diabéticos. OBJETIVO: O objetivo principal deste estudo transversal foi de realizar uma investigação da existência ou não de uma associação entre os genótipos de haptoglobina e a prevalência de eventos isquêmicos cardiovasculares (angina estável, angina instável e infarto agudo do miocárdio), hipertensão arterial sistêmica, hipertensão refratária, obesidade e dislipidemia em 120 pacientes com diabete melito tipo 2, seguidos no Hospital Universitário da Unicamp, em Campinas, Estado de São Paulo. MÉTODOS: A genotipagem da haptoglobina foi realizada por reações em cadeia da polimerase alelo-específicas. As frequências dos genótipos de haptoglobina foram comparadas com a presença/ausência de doença cardiovascular, hipertensão arterial sistêmica, hipertensão refratária, obesidade e dislipidemia; medições de pressão arterial sistólica e diastólica; glicemia, colesterol (total, lipoproteínas de alta densidade - HDL e lipoproteínas de baixa densidade - LDL) e triglicerídeos; assim como níveis de creatinina sérica. RESULTADOS: Embora nenhuma associação entre o genótipo de haptoglobina e a presença de doença cardiovascular tenha sido identificada, encontramos um excesso significativo de pacientes com o genótipo Hp2-1 entre as pessoas com hipertensão refratária, que também apresentavam uma maior pressão arterial sistólica e diastólica e níveis de colesterol total e LDL. CONCLUSÃO: Nossos resultados sugerem que os pacientes com diabete melito tipo 2 com o genótipo Hp2-1 podem apresentar uma maior chance de desenvolver hipertensão refratária. Estudos adicionais em populações diabéticas são necessários para confirmar esses achados.
Subject: Haptoglobinas
hipertensão
infarto do miocárdio
obesidade
dislipidemias
diabete melito tipo 2
Haptoglobins
hypertension
myocardial infarction
obesity
dyslipidemias
diaebtes mellitus, type 2
Editor: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0066-782X2011005000107
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2011005000107
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0066-782X2011001300010
Date Issue: 1-Oct-2011
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0066-782X2011001300010.pdf395.33 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.