Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/178
Type: Artigo de periódico
Title: Práticas preventivas de detecção de câncer em mulheres: comparação das estimativas dos inquéritos de saúde (ISA - Capital) e vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico (VIGITEL - São Paulo)
Title Alternative: Preventive practices of cancer screening in women: comparison of estimates from ISA - Capital survey and the telephonebased Surveillance of Risk and Protective Factors for Chronic Diseases (VIGITEL - São Paulo)
Author: SEGRI, Neuber José
FRANCISCO, Priscila Maria S. Bergamo
ALVES, Maria Cecília Goi Porto
AZEVEDO BARROS, Marilisa Berti de
CESAR, Chester Luiz Galvão
GOLDBAUM, Moisés
MALTA, Deborah Carvalho
Abstract: OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi comparar estimativas obtidas em inquéritos domiciliar e telefônico, da realização dos exames de Papanicolaou e mamografia em mulheres residentes no município de São Paulo em 2008, segundo características sociodemográficas, bem como dimensionar as diferenças observadas. MÉTODOS: Foram utilizados os dados do ISA - Capital 2008, inquérito domiciliar realizado no município de São Paulo pela Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Secretaria de Estado da Saúde com apoio da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, e do VIGITEL - São Paulo, inquérito telefônico realizado pelo Ministério da Saúde para Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas. Estimativas da realização do exame de Papanicolaou e mamografia na vida, bem como a realização no último ano foram comparadas segundo o tipo de inquérito (domiciliar/telefone) por meio de regressão de Poisson ajustada por idade e escolaridade. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre as estimativas obtidas pelo VIGITEL e ISA - Capital para as prevalências de realização de mamografia no último ano. No entanto, para as estimativas globais de realização do exame de Papanicolaou alguma vez na vida e no último ano e da mamografia na vida, foi possível verificar diferenças estatisticamente significantes, com prevalências de cobertura superiores entre as entrevistadas pelo inquérito telefônico. CONCLUSÃO: Os resultados sinalizam a tendência de superestimação de alguns indicadores de cobertura de mamografia e de exame de Papanicolaou nos dados de pesquisa via telefone, apontando a necessidade de novos estudos que também contribuam para o melhor entendimento das diferenças observadas com o uso de diferentes modalidades de inquéritos.
OBJECTIVE: The aim of this study was to compare estimates of Pap smear and mammogram screening obtained from household and telephone surveys in women living in São Paulo in 2008, according to sociodemographic characteristics, and to measure the differences observed from those estimates. METHODS: The study compared data from ISA - Capital 2008, a household survey conducted in São Paulo by Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) and the State Health Department with support from the Municipal Health Department, and VIGITEL - São Paulo, a telephone-based Surveillance of Risk and Protective Factors for Chronic Diseases. Estimates of Pap smear and mammography, as well as their realization in the year prior to the interview, were compared according to type of survey (household/telephone) by Poisson regression adjusted for age and education. RESULTS: There were no statistically significant differences between the estimates obtained by VIGITEL and ISA - Capital as to the prevalence of mammography in the year prior to the interview. However, global estimates of the Pap smear at least once in life and in the past year, as well as mammograghy at least once in life, show statistically significant differences, with higher prevalence rates of coverage among those interviewed by telephone. CONCLUSION: The results indicate a tendency to overestimate coverage of mammography and Pap smear in the telephone survey data, which indicates the need for new studies that also contribute to a better understanding of the differences observed by different types of surveys.
Subject: Inquéritos epidemiológicos
Prevalência
Colo do útero
Mamografia
Entrevista
Telefone
Health surveys
Prevalence
Cervix uteri
Mammography
Brazil
Interview
Telephone
Country: Brasil
Brasil
Editor: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1415-790X2011000500004
Address: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2011000500004
http://www.scielo.br/pdf/rbepid/v14s1/a04v14s1.pdf
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FCM - Artigos e Materiais de Revistas Científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
art_SEGRI_Praticas_preventivas_de_deteccao_de_cancer_em_2011.pdfpublished version192.09 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.