Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/17554
Type: Artigo de periódico
Title: Adequação do conhecimento sobre métodos anticoncepcionais entre mulheres de Campinas, São Paulo
Title Alternative: Knowledge adequacy on contraceptives among women in Brazil
Author: Espejo, Ximena
Tsunechiro, Maria Alice
Osis, Maria José Duarte
Duarte, Graciana Alves
Bahamondese, Luis
Sousa, Maria Helena de
Abstract: OBJECTIVE: An analysis of secondary data was carried out to evaluate the knowledge adequacy on contraceptives and its association with socioeconomic and demographic characteristics. METHODS: The sample consisted of 472 women from the city of Campinas, state of São Paulo, Brazil. Chi-square test was used to evaluate differences among variables and logistic regression was performed to identify independent variables associated with knowledge adequacy (evaluated through a score). RESULTS: Of the total, 47.6% women reached a score higher than six, which was classified as an adequate knowledge on contraceptives. Higher schooling and better socioeconomic status were associated to higher scores of knowledge. CONCLUSIONS: The results show that it is necessary to improve women's education in general, and on contraceptive methods specifically. In addition, professionals working in public health services should be capacitated to provide contraceptives as well as adequate information on contraceptive methods.
OBJETIVO: Realizou-se uma análise de dados secundários para avaliar a adequação do conhecimento sobre métodos anticoncepcionais e sua associação com características socioeconômicas e demográficas. MÉTODO: Foi estudada uma amostra de 472 mulheres da Cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Aplicou-se o teste qui-quadrado para avaliar diferenças entre as variáveis, e realizou-se análise múltipla por regressão logística para identificar as variáveis independentes associadas à adequação do conhecimento (medida através de um escore). RESULTADOS: Pouco menos da metade das mulheres alcançou um escore de conhecimento dos métodos anticoncepcionais maior que seis, classificado como adequado. A maior escolaridade e a melhor classificação de estrato socioeconômico associaram-se a um maior escore de conhecimento. CONCLUSÃO: Os resultados apontam a necessidade de maiores investimentos na educação das mulheres de modo geral e, especificamente, quanto à contracepção. Ao mesmo tempo, é necessário que os profissionais que trabalham nos serviços públicos de saúde estejam capacitados para proverem acesso aos métodos e à informação adequada sobre eles.
Subject: Anticoncepção
Conhecimentos, atitudes e prática
Saúde da mulher
Educação em saúde
Serviços de saúde para mulheres
Contraception
Knowledge, attitudes, practice
Women's health
Health education
Women's health services
Editor: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0034-89102003000500006
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102003000500006
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102003000500006
Date Issue: 1-Oct-2003
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0034-89102003000500006.pdf99.22 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.