Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/16137
Type: Artigo de periódico
Title: Simetria e entropia: sobre a noção de estrutura de Lévi-Strauss
Author: Almeida, Mauro W. B. de
Abstract: In a famous but often misunderstood article, Lévi-Strauss defines the notions of structure and model, and asserts the significance of these notions for the social sciences. We find there notions such as group, topology and order, as well as the distinction between mechanical models and statistical models, and a classification of the social sciences (history, sociology, etnography and ethnology) based on such notions. It this a residue of scientificism, to be discarded in later works, and to be contrasted with the humanism of Tristes Tropiques, for instance? The answer is no, not only because such notions stay alive in Lévi-Strauss later works, but also because some of the most basic ideas on society and history, present in Tristes Tropiques, spring from them. It is true that Lévi-Strauss uses such notions in a metaphorical mode, so that it is useless to seek in his texts precise scientific definitions. By employing such notions, always guided by a conscious effort towards combining sensibility and reason, and disrespecting the currently trendy cleavage between Geistwissenschaften and Naturwissenchaften, Lévi-Strauss has expressed some of his central themes. One of them is the significance of symmetry as a fundamental property of culture and nature alike. Another theme is the view of history as a loss of symmetry. These basic themes are interspersed in his analyses of kinship and myth, and also in many texts on music and painting. The research program formulated by Lévi-Strauss in his article on The Notion of Structure in Anthropology, as well as in La Pensée Sauvage, often treated as if it were outdated, remains influential outside the anthropological mainstream, in disciplines such as neuroscience, ethnoscience and the theory of self-organizing systems. This article tries to explain why.
Em um artigo famoso mas pouco compreendido, Lévi-Strauss define as noções de estrutura e de modelos, e afirma a importância dessas noções para as Ciências Sociais. Encontramos ali as noções de grupo, de estrutura topológica e de estrutura de ordem, a distinção entre modelos mecânicos e a de modelos estatísticos, e uma classificação das Ciências Sociais (a História, a Sociologia, a Etnografia e a Etnologia) a partir dessas noções . Trata-se de cientificismo depois abandonado? Não, porque o uso dessas noções não somente permanece em sua obra posterior, como elas envolvem algumas das idéias mais básicas de Lévi-Strauss sobre as sociedades e seu movimento histórico. É verdade que Lévi-Strauss utiliza metaforicamente essas noções, de maneira que não adianta buscar nos seus textos as definições científicas para eles. Em vez disso, guiado por um esforço consciente de combinar sempre sensibilidade e razão, desrespeitando a moderna separação entre ciências do espírito e ciências da natureza, Lévi-Strauss expressou alguns de seus temas centrais. Um deles é a importância das simetrias como propriedades comuns à natureza e à mente humana. O segundo é a visão da história como perda de simetrias. Esses temas encontram-se entremeados em suas análises de mitos e de parentesco, mas também no domínio da arte, na música e na pintura. Curiosamente, os projetos formulados por Lévi-Strauss no seu artigo sobre A noção de estrutura em Antropologia, bem como no Pensamento selvagem e outros trabalhos no mesmo espírito, embora sejam vistos por muitos como ultrapassados, encontram-se em pleno vigor fora do mainstream da Antropologia, em disciplinas como a Neurociência, a Etnociência e a Teoria de sistemas auto-organizativos.
Subject: estruturalismo
estrutura
entropia
simetria
grupos matemáticos
transformação
história
structuralism
structure
entropy
symmetry
mathematical groups
Editor: Departamento de Antropologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo - FFLCH/USP
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0034-77011999000100010
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-77011999000100010
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77011999000100010
Date Issue: 1-Jan-1999
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.