Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/126
Type: Artigo de periódico
Title: Polímeros sintéticos biodegradáveis: matérias-primas e métodos de produção de micropartículas para uso em drug delivery e liberação controlada
Title Alternative: Biodegradable synthetic polymers: raw-materials and production methods of microparticles for drug delivery and controlled release
Author: SEVERINO, Patrícia
SANTANA, Maria Helena A.
PINHO, Samantha C.
SOUTO, Eliana B.
Abstract: Micropartículas produzidas a partir de polímeros sintéticos têm sido amplamente utilizadas na área farmacêutica para encapsulação de princípios ativos. Essas micropartículas apresentam as vantagens de proteção do princípio ativo, mucoadesão e gastrorresistência, melhor biodisponibilidade e maior adesão do paciente ao tratamento. Além disso, utiliza menores quantidade de princípio ativo para obtenção do efeito terapêutico proporcionando diminuição dos efeitos adversos locais, sistêmicos e menor toxidade. Os polímeros sintéticos empregados na produção das micropartículas são classificados biodegradáveis ou não biodegradáveis, sendo os biodegradáveis mais utilizados por não necessitam ser removidos cirurgicamente após o término de sua ação. A produção das micropartículas poliméricas sintéticas para encapsulação tanto de ativos hidrofílicos quanto hidrofóbicos pode ser emulsificação por extração e/ou evaporação do solvente; coacervação; métodos mecânicos e estão revisados neste artigo evidenciando as vantagens, desvantagens e viabilidade de cada metodologia. A escolha da metodologia e do polímero sintético a serem empregados na produção desse sistema dependem da aplicação terapêutica requerida, bem como a simplicidade, reprodutibilidade e factibilidade do aumento de escala da produção.
Microparticles produced from synthetic polymers have been widely used in the pharmaceutical field for encapsulation of drugs. These microparticles show several advantages such as drug protection, mucoadhesion, gastro-resistance, improved bioavailability and increased patient's compliance. In addition, it is possible to use lower amount of drug to achieve therapeutic efficiency with reduced local/systemic adverse side effects and low toxicity. Synthetic polymers used for the production of microparticles are classified as biodegradable or non-biodegradable, being the former more popular since these do not need to be removed after drug release. Production of polymeric microparticles can be used for encapsulation of hydrophilic and hydrophobic drugs, by emulsification following solvent extraction/evaporation, coacervation, methods that are revised in this paper, including advantages, disadvantages and viability of each methodology. Selection of methodology and synthetic polymer depends of the therapeutic purpose, as well as simplicity, reproducibility and possibility to scale up.
Subject: Polímeros
Micropartículas
Liberação controlada
Métodos de produção
Polymers
Microparticles
Controlled release
Production processes
Country: Brasil
Editor: Associação Brasileira de Polímeros
Citation: Polímeros, 2011
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0104-14282011005000060
Address: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-14282011005000060
http://www.scielo.br/pdf/po/2011nahead/aop_0792.pdf
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FEQ - Artigos e Materiais de Revistas Científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
art_PINHO_Polimeros_sinteticos_biodegradaveis_materias-primas_e_metodos_de_2011.pdfpublished version341.95 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.