Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/12553
Type: Artigo de periódico
Title: Condições de armazenamento na viabilidade e dormência de sementes de videira
Title Alternative: Effect of storage conditions on the viability and dormancy of grape seeds
Author: Maeda, Jocely Andreuccetti
Pereira, Maria de Fatima Domingos Aleixo
Terra, Maurilo Monteiro
Abstract: Longevity of seeds is affected by the storage conditions, being temperature and seed moisture content the major factors to keep seeds viable. Experiments described here are concerned to the study of dormancy ant viability of seeds of grape cv. Patrícia, stored with two different moisture contents, either in moisture proof containers or paper bags, at temperaturss of 10°C, 20°C and 30°C, for 24 months. Samples were taken every two months during the first 12 months and at 6 months intervals in the second year, to determine seed viability and dormancy level. Storage, in the studied conditions, did not alter dormancy levei of the seeds. When stored in hermetical conditions, fresh seeds (high moisture content) were viable for the longest periods, at 10°C. Dry seeds in those conditions exhibited the longest period of viability at 20°C. When seeds were stored in paper bags there were no marked differences among the treatments, except when storage was done for long periods. In this case, viability was first lost at 20°C. In this way, dormancy level was not altered by storage, and seed longevity was significantly affected either by temperature or type of seed container used during storage.
A manutenção da viabilidade de sementes por períodos mais ou menos longos está bastante relacionada com as condições em que elas são armazenadas. Temperatura e teor de umidade estão entre os fatores que mais afetam sua longevidade. O objetivo deste trabalho é o estudo da viabilidade e dormência de uva do cultivar Patrícia, armazenada durante 24 meses em dois tipos de recipientes - em vidro hermético e saco de papel - a temperaturas de 10, 20 e 30°C, com dois diferentes teores iniciais de umidade. A porcentagem de sementes dormentes e viáveis foi determinada bimestralmente durante os primeiros 12 meses, e semestralmente nos períodos mais longos. O armazenamento não quebrou a dormência das sementes de uva em nenhuma das condições estudadas. Enquanto as sementes frescas mostraram melhor conservação a 10°C quando embaladas em vidro hermético, sementes secas se conservaram melhor a 20°C. Em saco de papel, foram poucas as diferenças encontradas entre os tratamentos, a não ser nos períodos finais do armazenamento, quando 20°C se mostrou a pior temperatura de conservação. Dessa maneira, a dormência não foi alterada pelo armazenamento, nas condições estudadas, e a viabilidade foi bastante afetada tanto pelo tipo de embalagem como pela temperatura de armazenamento.
Subject: uva
sementes
armazenamento
viabilidade
germinação
dormência
grape
seeds
storage
viability
germination
dormancy
Editor: Instituto Agronômico de Campinas
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0006-87051985000100023
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051985000100023
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051985000100023
Date Issue: 1-Jan-1985
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0006-87051985000100023.pdf436.49 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.