Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/10815
Type: Artigo de periódico
Title: Chemical pleurodesis for hepatic hydrothorax
Title Alternative: Uso da pleurodese química em hidrotórax de origem hepática
Author: BOIN, Ilka de Fatima Santana Ferreira
SILVA, Aurea Maria Oliveira
LEONARDI, Luiz Sergio
Abstract: Background - Ascites can occur after hepatic diseases causing dyspnea, coughing and pain. When associated with pleural effusion it can also increase respiratory distress. In a bibliographic survey hydrothorax has been observed in up to 20% of the patients and the kind of treatment is still being discussed. Objective — This case report shows the occurrence of a large volume of ascites and pleural effusion in a cirrhotic patient and his treatment. Methods — Report the case of a patient with hepatic cirrhosis due to chronic alcoholism and massive pleural effusion and ascites. He was submitted to several pleural paracenteses without success. Scintigraphy showed the presence of ascites and confirmed a possible pleuroperitoneal communication. The thoracic surgery group was called and after evaluation it was decided to submit the patient to a pulmonary decortication and chemical pleurodesis. Results — These procedures were carried out with success. The pleural effusion was solved and the treatment of ascites was decided upon because the patient did not accept any surgical procedure. Conclusion - This treatment could be applied to patients with hydrothorax who could not be submitted to a liver transplantation.
Racional — A ascite aparece no decorrer da doença hepática causando dispnéia, tosse, desconforto, dor e, quando associada ao derrame pleural, acentua a diminuição da cinética respiratória. O aparecimento de hidrotórax é descrito na literatura em até 20% dos doentes e seu tratamento é ainda discutível. Pode ocorrer devido a defeitos diafragmáticos, lesões diafragmáticas ou comunicações peritônio-pleurais sem defeito anatômico, que podem ser diagnosticados através de cintilografia toracoabdominal. Objetivos — Abordar a fisiopatologia e a discussão sobre o tratamento e resolução do hidrotórax em um paciente com cirrose hepática. Métodos — Tratava-se de um paciente com cirrose hepática de origem alcoólica, com ascite e derrame pleural volumosos. O hidrotórax de origem abdominal foi confirmado pela cintilografia toracoabdominal. O doente foi submetido a várias paracenteses abdominais e torácicas, sempre apresentando recidiva de derrame pleural maciço. Após avaliação da cirurgia torácica, optou-se pela realização da decorticação pulmonar e pleurodese química. Resultados — A cirurgia foi realizada com sucesso e não houve recidiva de derrames pleural. A ascite foi controlada parcialmente com diuréticos e orientação alimentar e o paciente não quis ser submetido ao transplante de fígado. Conclusão — A pleurodese química pode ser útil nos doentes que, como o do caso descrito, não aceitam o transplante de fígado como terapêutica definitiva e são portadores de derrames pleural causados por ascite volumosa..
Subject: Pleurodese
Hidrotórax
Ascite
Hepatopatias
Pleurodesis
Hydrothorax
Ascites
Liver diseases
Editor: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0004-28032001000200008
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032001000200008
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-28032001000200008
Date Issue: 1-Apr-2001
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0004-28032001000200008.pdf281.69 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.