Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/358576
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Espectroscopia de reflectância aplicada ao estudo das associações minerais do depósito orogênico Grota Funda, Greenstone Belt Rio das Velhas, Brasil
Title Alternative: Reflectance spectroscopy applied to the study mineral associations of the Grota Funda orogenic gold deposit, Rio das Velhas Greenstone Belt, Brazil
Author: Souza, Simmon Viegas de, 1993-
Advisor: Souza Filho, Carlos Roberto de, 1965-
Abstract: Resumo: O depósito de ouro orogênico Grota Funda está localizado no nordeste do Quadrilátero Ferrífero (Brasil). A mineralização ocorre em veios e vênulas de quartzo-carbonato hospedada em rochas do Grupo Nova Lima, Greenstone Belt Rio das Velhas, especialmente na estrutura regional denominada de Lineamento Córrego do Sítio. As rochas hospedeiras são dominantemente metassedimentares e compreendem sericita-clorita xisto e quartzo-mica xisto. A alteração hidrotermal é ausente à olho nu e, quando visível, é descontínua, o que dificulta sua identificação. O uso de métodos espectrais, com alcance na região do infravermelho do espectro eletromagnético, é uma alternativa para a transposição dessa limitação. Nesse contexto, o principal objetivo desta pesquisa é estabelecer um modelo espectro-mineralógico do depósito Grota Funda, tendo como base medidas de espectroscopia de reflectância e imageamento hiperespectral, indicando paragêneses que possam levar à vetorização de zonas mineralizadas. Para tanto, foi utilizado o sensor não-imageador ASD-FieldSpec 4 e o sensor imageador SisuCHEMA SWIR. Foram coletadas 1965 assinaturas espectrais ao longo de 8 testemunhos de sondagem e geradas imagens de amostras de mão dos litotipos representativos do depósito. Os resultados mostram que os litotipos são predominantemente compostos por mica branca, seguida por carbonato e clorita. As associações minerais remontam à uma zona de alteração hidrotermal distal formada por FeMg-clorita + mica branca do tipo paragonita + carbonato; e uma zona proximal formada por muscovita/fengita + Fe-carbonato + quartzo ± FeMg-clorita/Fe-clorita. A descontinuidade dos halos de alteração hidrotermal e a baixa reflectância dos litotipos metassedimentares dificulta a identificação e definição de trends para a mineralização. Nas imagens de amostras de mão geradas pelo SisuCHEMA é possível observar feições estruturais que permitem esclarecer relações texturais de veios e vênulas, além das próprias paragêneses minerais formadas por interação de fluídos hidrotermais e as rochas do depósito.

Abstract: The Grota Funda orogenic gold deposit is located in the northeast of the Quadrilátero Ferrífero Region, Brazil. The ore occurs in veins and veinlets of quartz-carbonates hosted by the rocks of the Nova Lima Group, Greenstone Belt Rio das Velhas, mainly in a regional structure known as the Córrego do Sítio Lineament. The host rocks are mostly metasedimentary and comprise sericite-chlorite and quartz-mica shales. The hydrothermal alteration is often invisible by the naked eyes and, when visible, is discontinuous, which makes its identification challenging. Infrared spectroscopy provides an alternative, more accurate approach to study the alteration mineralogy associated with the gold ore system. This research aims to establish a spectro-mineralogical model for the Grota Funda deposit using reflectance spectroscopy and hyperspectral imaging tools including the non-imager sensor ASD-FieldSpec-4 and the imager sensor SisuCHEMA in the SWIR range. A total of 1965 spectral signatures were collected over 8 drill cores, besides imaging data obtained from hand samples of the representative lithotypes of the deposit. The results showed that the lithology is predominantly composed of white mica, followed by carbonate and chlorite. The mineral associations are correlated with a distal hydrothermal alteration zone formed by FeMg-chlorite + white mica paragonitic type + carbonate; and a proximal zone formed by muscovite/phengite + Fe-carbonate + quartz ± FeMg-chlorite / Fe-chlorite. The discontinuity of the hydrothermal alteration halos and the low reflectance of the metasedimentary rocks make it difficult to identify and define clear trends for mineralizations. However, with the images of hand samples generated by SisuCHEMA, it is possible to observe structural features and the textural relationships between veins and veinlet, besides the mineral paragenesis formed by the interaction of hydrothermal fluids along with the rocks of the deposit. This study indicated that spectroscopic-derived paragenesis could lead to the vectorization of mineralized zones.
Subject: Ouro - Minas e mineração
Espectroscopia de refletância
Análise espectral
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SOUZA, Simmon Viegas de. Espectroscopia de reflectância aplicada ao estudo das associações minerais do depósito orogênico Grota Funda, Greenstone Belt Rio das Velhas, Brasil . 2020. 1 recurso online ( 84 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Souza_SimmonViegasDe_M.pdf4.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.