Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/340686
Type: Artigo
Title: Gêneros e sexualidades na educação médica: entre o currículo oculto e a integralidade do cuidado
Title Alternative: Genders and sexualities in medical education: between the hidden curriculum and the integrality of care
Author: Raimondi, Gustavo Antonio
Moreira, Claudio
de Barros, Nelson Filice
Abstract: As diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação em Medicina reiteram a importância das questões de gênero e sexualidade para o desenvolvimento de competências relacionadas ao cuidado integral em saúde e promoção dos direitos humanos. Diante disso, foi implementado este debate no currículo de uma escola de Medicina no Brasil e discutida a influência na educação e prática em saúde da matriz heteronormativa e seu consequente preconceito social e institucional. Os dados e reflexões desta experiência foram analisados e apresentados a partir do referencial da autoetnografia performática, em diálogo com os estudos queer e culturais. Identificou-se que o cuidado integral em saúde se torna um grande desafio entre efeitos essencializadores e naturalizadores do currículo oculto sobre os corpos que deslizam as normas e expectativas de gênero e sexualidade. Concluiu-se que realizar ações de sensibilização e afetação aos(as) outros(as) com a efetivação de uma rede de apoiadores(as) foi fundamental para promover o sentimento de solidariedade, amorosidade e diálogo no enfrentamento de uma luta sem garantias, promovendo assim, o cuidado integral em saúde e os direitos humanos
metadata.dc.description.abstractalternative: The National Curricular Guidelines for Undergraduate Medicine Courses reiterate the importance of gender and sexuality issues for the development of competencies related to integral health care and promotion of human rights. In view of this, this debate was implemented in the curriculum of a medical school in Brazil, discussing the influence on health education and practice of the heteronormative matrix and its consequent social and institutional prejudice. The data and reflections of this experiment were analyzed and presented from the performance autoethnography reference, in dialogue with the queer and cultural studies. It was identified that integral health care becomes a great challenge between the essentializing and naturalizing effects of the hidden curriculum on the bodies that slide the norms and expectations of gender and sexuality. It was concluded that actions to raise awareness and affectation to others, with the realization of a network of supporters were fundamental to promote a sense of solidarity, love and dialogue in the face of a struggle without guarantees, thus promoting integral health care and human rights.
Subject: Identidade de gênero
Sexualidade
Educação médica
Country: Brasil
Editor: USP/Faculdade de Saúde Pública
Rights: Aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0104-12902019180722
Address: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-12902019000300198&script=sci_abstract
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.