Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335414
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Effects of top predator loss and climate changes on microbial community stability on tank bromeliad phytotelmatas : Efeitos da perda do predador de topo e mudanças climáticas na estabilidade de comunidades microbianas de fitotelmatas de bromelias-tanque
Title Alternative: Efeitos da perda do predador de topo e mudanças climáticas na estabilidade de comunidades microbianas de fitotelmatas de bromelias-tanque
Author: Oliveira, Felipe Rezende Fernandes de, 1993-
Advisor: Romero, Gustavo Quevedo, 1974-
Abstract: Resumo: Mudanças globais estão modificando o funcionamento de diversos processos ecossistêmicos essenciais. Saber como a estabilidade ecológica responde às diferentes perturbações causadas pelo impacto antrópico tornou-se uma questão de enorme relevância. O aumento gradativo da temperatura ao longo das últimas décadas oferece sérios riscos à biodiversidade. As taxas de extinção de espécies têm se tornado cada vez maiores. Esta perda não ocorre aleatoriamente, tal que a perda de predadores tem ocorrido a ritmos mais preocupantes, visto que predadores de topo parecem ser mais sensíveis às variações ambientais e geralmente possuem populações menores. Perda de predadores pode mudar cascatas tróficas e comprometer a estabilidade de teias alimentares, especialmente em cenários distintos de mudanças climáticas. Nós investigamos nesta dissertação quais os papeis isolados e interativos do aquecimento do clima e perda de predadores de topo na estabilidade temporal de comunidades ecológicas sob diferentes níveis de organização ecológica, utilizando como modelo de estudo as comunidades microbianas presentes em fitotelmatas de bromélias tanque. Os resultados indicam que estes fatores de mudanças globais podem influenciar a estabilidade temporal da comunidade via efeitos diretos e indiretos na densidade e diversidade microbiana, mediados pela liberação de mesopredadores (Culicidae) do controle top-down. O sistema respondeu mais intensamente ao efeito dos predadores de topo do que ao aquecimento, e não respondeu a efeitos interativos entre eles. Além disso, diferentes níveis de organização ecológica responderam a diferentes atributos de mesopredadores: enquanto maior abundância de culicídeos reduziu diversidade e estabilidade no nível da comunidade, o aumento da riqueza de culicídeos diminuiu tais propriedades em níveis tróficos individuais. Por fim, os efeitos em cascata da liberação de mesopredadores enfraqueceram mecanismos ecológicos que promovem estabilidade, como efeito portfólio e assincronia, indicando potencial diminuição da assimetria nas respostas das espécies a variações ambientais e bióticas. Este estudo apresenta novas perspectivas para o entendimento das relações entre diversidade e estabilidade, destacando que predadores de topo e cascatas tróficas podem ser fatores determinantes tão ou mais importantes que o clima para a manutenção da estabilidade ecológica

Abstract: Global changes are modifying the functioning of several essential ecosystem processes. Knowing how ecological stability responds to the different disturbances caused by the anthropic impact has become an issue of enormous relevance. The gradual increase of temperature over the last decades poses serious risks to biodiversity. Species extinction rates have become even larger. This loss does not occur randomically, such that predator loss has occurred at more disturbing rates, since top predators appear to be more sensitive to environmental variations and usually have small populations. Predator loss may change trophic cascades and compromise the food web stability, especially in distinct climate change scenarios. We investigated in this dissertation the isolated and interactive roles of climate warming and top predator loss in the temporal stability of ecological communities under different levels of ecological organization, using as a study model the microbial communities present in phytotelmatas of tank bromeliads. The results indicate that these global change drivers can influence the temporal stability of the community through direct and indirect effects on microbial density and diversity, mediated by releasing of mesopredators (Culicidae) from the top-down control. The system responded more intensely to the effect of top predators than to warming, and did not respond to interactive effects between them. In addition, different ecological organization levels responded to different attributes of mesopredators: while greater culicid abundance reduced diversity and stability at community level, increased culicid richness decreased such properties at individual trophic levels. Finally, cascading effects of mesopredator release weakened ecological mechanisms that promote stability, like portfolio effect and asynchrony, indicating potential decreasing of asymmetry on the species responses to environmental and biotic variations. This study shows new perspectives to understanding the diversity-stability relationship, highlighting that top predators and trophic cascades can be determinant factors as or more important than climate for maintaining ecological stability
Subject: Mudanças climáticas
Interações multitróficas (Ecologia)
Estabilidade temporal
Microcosmos
Bromeliacea
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: OLIVEIRA, Felipe Rezende Fernandes de. Effects of top predator loss and climate changes on microbial community stability on tank bromeliad phytotelmatas: Efeitos da perda do predador de topo e mudanças climáticas na estabilidade de comunidades microbianas de fitotelmatas de bromelias-tanque. 2019. 1 recurso online (110 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_FelipeRezendeFernandesDe_M.pdf4.36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.