Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334368
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Análise de custo-utilidade da terapia antimicrobiana parenteral ambulatorial, baseada em hospital-dia, pela perspectiva do Sistema Único de Saúde : Cost-utility analysis of outpatient parenteral antimicrobial therapy (OPAT) of hospital-based infusion center in the Brazilian national health system
Title Alternative: Cost-utility analysis of outpatient parenteral antimicrobial therapy (OPAT) of hospital-based infusion center in the Brazilian national health system
Author: Psaltikidis, Eliane Molina, 1967-
Advisor: Resende, Mariângela Ribeiro, 1966-
Abstract: Resumo: Introdução. A terapia antimicrobiana parenteral ambulatorial (TEAPA) consiste na administração de antimicrobianos parenterais sem a necessidade de internação do paciente. Tem sido adotada desde 1970, em diversos países, como estratégia de desospitalização, com resultados clínicos e econômicos favoráveis. Objetivo. O objetivo deste estudo foi avaliar a relação de custo-utilidade da modalidade de TEAPA em regime de hospital-dia, em comparação à modalidade de terapia antimicrobiana parenteral em regime de internação, pela perspectiva do Sistema Único de Saúde (SUS). Métodos. Foram desenvolvidos dois estudos complementares sobre a modalidade TEAPA. Primeiro estudo. Revisão sistemática de avaliações econômicas com busca em 13 bases eletrônicas, incluindo Medline, PubMed, Embase, Cochrane Library, Bireme e Lilacs. Os critérios de elegibilidade foram: pacientes com infecções com indicação de terapia antimicrobiana parenteral; intervenção foi a modalidade TEAPA; o comparador adotado foi a terapia em regime de internação e os desfechos foram custos, sucesso clínico e terapêutico, reinternação, medidas de qualidade de vida, complicações (relacionadas à infecção, ao cateter venoso ou à doença de base) e morte. Adotou-se o roteiro de avaliação de qualidade de estudos econômicos para identificar possível risco de viés nos estudos incluídos. Segundo estudo. Avaliação econômica de custo-utilidade baseada em coorte de pacientes em TEAPA em comparação ao regime de internação. Avaliados desfechos clínicos, qualidade de vida (Quality Adjusted Life Year¿QALY) e realizado microcusteio. Análise da custo-utilidade realizada por árvore de decisão, nas perspectivas do hospital e do SUS, com horizonte temporal de 30 dias. Resultados. Na revisão foram identificados 1.455 artigos das 13 bases eletrônicas e das buscas manuais. Após seleção por dois revisores independentes, foram incluídos 35 estudos de 1978 a 2016, com grande heterogeneidade de países, de tipos de infecção tratada, desfechos analisados e estratégias de TEAPA. Dos estudos, 88% utilizaram dados observacionais, em geral retrospectivos. Apenas um estudo foi randomizado. Quanto ao tipo de avaliação econômica, 71% foram de custo-consequência, 11% custo-minimização, 6% custo-benefício, 6% custo-efetividade e 6% custo-utilidade. A maioria dos estudos apresentou resultados favoráveis à TEAPA em relação ao regime de internação. O percentual médio de custos evitados foi 57,19% (amplitude de: -13,03% a 95,47%) nos estudos identificados. O estudo clínico para a avaliação econômica incluiu e acompanhou 40 casos de TEAPA (1.112 dias), com desfecho favorável em 97,50%. A TEAPA gerou percentual médio de custos evitados de 31,86% pela perspectiva do hospital e de 26,53% pela perspectivado SUS. A razão de custo-utilidade incremental (ICUR) foi de -44.395,68/QALY na perspectiva do hospital e de -48.466,70/QALY na perspectiva do SUS, com melhores resultados de custo-utilidade nos tratamentos superiores a 14 dias. A análise de sensibilidade confirmou a estabilidade do modelo, por meio do gráfico de tornado, considerando os valores mínimos e máximos das probabilidades de desfecho favorável, morte e custos. Conclusão. A revisão sistemática demonstrou que a TEAPA é estratégia terapêutica segura, com resultados clínicos e econômicos favoráveis. Nossa avaliação econômica confirmou estes achados, no contexto brasileiro, com desfechos clínicos semelhantes aos da literatura e com eficiência em qualidade de vida e resultados econômicos

Abstract: Introduction. Outpatient parenteral antimicrobial therapy (OPAT) has been used in different countries with favorable outcomes. This study evaluated OPAT cost-utility of hospital-based infusion center, compared to inpatient parenteral antimicrobial therapy (IPAT), in the Brazilian national health system (SUS). Methods. A systematic review followed by a prospective clinical study were performed. Electronic and manual searches were conducted using the PICOS strategy: i. population - patients with infections who required parenteral antimicrobial therapy; ii. intervention - OPAT; iii. comparator ¿ IPAT; iv. outcomes - costs, treatment or clinical success, quality of life, readmission, infection-related complications, catheter infection and death. Two independent reviewers analyzed studies conducted between 1978 and 2016. The clinical study included adult patients undergoing OPAT at an infusion center in order to estimate cost-utility compared to IPAT, from two different perspectives (a public university hospital and the SUS). Clinical outcomes and Quality-Adjusted Life Year (QALY) were assessed, as well as micro-costing. Cost-utility analysis was carried out by means of a decision tree, within a 30-day horizon time. Results: Reviewers identified 1455 articles. High heterogeneity was observed among the 35 studies included. Of these, 88% had a retrospective observational design and one was a randomized trial. With respect to the economic analysis model, 71% of the studies considered cost-consequences, 11% cost-minimization, 6% cost-benefit, 6% cost-utility and 6% cost-effectiveness. Considering all 35 studies, the general OPAT cost saving was 57.19% (from -13.03% to 95.47%). Forty cases of OPAT (1,112 days) were included and monitored by the prospective study, with a favorable outcome in 97.50%. OPAT compared to IPAT generated overall savings of 31.86% from the hospital perspective and 26.53% for the SUS. The intervention reduced costs, with an incremental cost-utility ratio (ICUR) of -44,395.68/QALY for the hospital and -48,466.70/QALY for the SUS, with better cost-utility for treatment times greater than 14 days. Sensitivity analysis confirmed the stability of the model. Conclusion. Our economic assessment demonstrated that, in the Brazilian context, OPAT is a cost-saving strategy for both hospitals and the SUS.
Subject: Avaliação econômica
Análise de custo-utilidade
Anti-infecciosos
Terapia antimicrobiana parenteral ambulatorial
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Citation: PSALTIKIDIS, Eliane Molina. Análise de custo-utilidade da terapia antimicrobiana parenteral ambulatorial, baseada em hospital-dia, pela perspectiva do Sistema Único de Saúde: Cost-utility analysis of outpatient parenteral antimicrobial therapy (OPAT) of hospital-based infusion center in the Brazilian national health system. 2019. 1 recurso online (150 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Psaltikidis_ElianeMolina_D.pdf17.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.