Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334086
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Corpo e práticas corporais na formação em Pedagogia : narrativas de docentes das universidades públicas paulistas
Title Alternative: Body and corporal practices in Pedagogy formation : narratives of teachers of public universities in São Paulo
Author: Assis, Marília Del Ponte de, 1985-
Advisor: Ayoub, Eliana, 1966-
Abstract: Resumo: Esta tese partiu de reflexões e inquietudes acerca dos conhecimentos que perpassam a formação inicial em Pedagogia, em específico no que se refere ao ensino das temáticas relacionadas ao corpo e às práticas corporais, em diálogo com o campo da Educação Física, recorte da pesquisa. Refletindo sobre como esses conhecimentos vêm se estruturando nos projetos político pedagógicos (PPP¿s) dos cursos de Pedagogia e se materializando no ensino superior, a investigação foi orientada pela seguinte problemática: como têm sido trabalhadas as disciplinas que tematizam o corpo e as práticas corporais nos cursos de formação de professores em Pedagogia das universidades públicas do estado de São Paulo? Ao eleger a constituição destas disciplinas como objeto de estudo, o interesse central foi pela sua organização a partir das experiências e dos saberes narrados pelos/as docentes responsáveis por elas, indo ao encontro do principal objetivo da pesquisa que foi analisar como as disciplinas relacionadas ao corpo e às práticas corporais nos cursos de Pedagogia vêm sendo trabalhadas por docentes cuja formação inicial é em Educação Física. A opção metodológica foi desenvolvida com a proposição do paradigma indiciário proposto por Ginzburg (1989) como inspiração e perspectiva de busca, compreensão e análise das fontes. Estas, por sua vez, foram levantadas por meio de programas das disciplinas (fontes documentais) e entrevistas (fontes narrativas), que tomaram forma num processo de construção dialógica de linguagem, segundo Bakhtin (2009; 2011). As reflexões sobre o corpo como construção cultural e os sentidos do corpo no fazer sensível se apoiaram em Soares (2006; 2014), Sant¿Anna (2000; 2005; 2006), Le Breton (2009; 2016a; 2016b), Vigarello (2003; 2016), dentre outros/as. O caráter vivido da experiência e os saberes docentes de distintas formações, como elementos que se entrelaçam na constituição do processo educativo, foram discutidos a partir de Larrosa (1994; 2016), Dewey (1979; 2010) e Tardif (2000; 2014). A confluência do referencial teórico com as fontes documentais e narrativas permitiu não só discutir este tema na formação inicial de professores e professoras, mas também suas possíveis reverberações didáticas no processo educativo que acontece na educação básica. Analisando os tempos e espaços das disciplinas nos currículos dos cursos de Pedagogia e, principalmente, nas narrativas docentes, percebe-se a presença, ainda que tímida, das temáticas sobre o corpo e as práticas corporais como conhecimentos, com maior ou menor ênfase na dimensão do fazer corporal. Defende-se com esse tipo de disciplina aquilo que não é possível encontrar em livros: a exploração sensorial, a ampliação dos sentidos do corpo todo, a oportunidade de tocar e ser tocado, de se expressar e ser visto por meio de diferentes linguagens que ultrapassam, por exemplo, a leitura e discussão de textos escritos. Nessa perspectiva, busca-se tornar a interioridade corporal menos obscura e negligenciada, em vivências que propiciem sensibilidades outras na totalidade do corpo como lugar privilegiado da experiência, do conhecimento, do saber, da conquista, da fruição, do sentimento de si

Abstract: This thesis was based on reflections and concerns about the knowledge that permeates the initial formation in Pedagogy, specifically regarding the teaching of the themes related to body and corporal practices, in dialogue with the field of Physical Education, research clipping. Reflecting on how this knowledge has been structured in the pedagogical political projects (PPP's) of the Pedagogy courses and materializing in higher education, the research was guided by the following problematic: how have been worked the disciplines that the body and the corporal practices in the courses of teacher education in Pedagogy of public universities in the state of São Paulo? In choosing the constitution of these disciplines as an object of study, the central interest was its organization based on the experiences and the knowledge narrated by the teachers responsible for them, meeting the main objective of the research that was to analyze how the disciplines related to body and corporal practices in the courses of Pedagogy have been worked by teachers whose initial training is in Physical Education. The methodological option was developed with the proposition of the indicial paradigm proposed by Ginzburg (1989) as inspiration and perspective of search, understanding and analysis of the sources. These, in turn, were raised through disciplinary programs (documentary sources) and interviews (narrative sources), which took shape in a process of dialogic language construction, according to Bakhtin (2009; 2011). The reflections on the body as a cultural construct and the senses of the body in the sensitive making were supported by Soares (2006; 2014), Sant'Anna (2000; 2005; 2006), Le Breton (2009; 2016a; 2016b), Vigarello (2003; 2016), among others. The lived character of the experience and the teaching knowledge of different formations, as elements that are intertwined in the constitution of the educational process, were discussed starting from Larrosa (1994; 2016), Dewey (1979; 2010) and Tardif (2000; 2014). The confluence of the theoretical reference with the documentary and narrative sources allowed not only to discuss this theme in the initial formation of teachers, but also its possible didactic reverberations in the educational process that happens in basic education. Analyzing the times and spaces of the disciplines in the curriculum of the Pedagogy courses and, mainly, in the teaching narratives, one can notice the presence, although timid, of the subjects on the body and the corporal practices like knowledge, with more or less emphasis in the dimension of bodily doing. It is defended with this type of discipline that can not be found in books: sensory exploration, the expansion of the senses of the whole body, the opportunity to touch and be touched, to express and be seen through different languages that surpass, for example, the reading and discussion of written texts. In this perspective, it is sought to make the interiority of the body less obscure and neglected, in experiences that propitiate other sensibilities in the totality of the body as a privileged place of experience, knowledge, conquest, fruition, self-feeling
Subject: Corpo
Práticas corporais
Formação de professores
Educação
Educação física
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ASSIS, Marília Del Ponte de. Corpo e práticas corporais na formação em Pedagogia: narrativas de docentes das universidades públicas paulistas. 2019. 1 recurso online (165 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Assis_MariliaDelPonteDe_D.pdf3.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.