Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/333945
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Práticas pedagógicas e instâncias formativas : teoria e prática no trabalho docente
Title Alternative: Pedagogical practices and formative instances : theory and practice in teaching work
Author: Batista, Gilka Fornazari, 1985-
Advisor: Guedes-Pinto, Ana Lúcia, 1969-
Abstract: Resumo: Este estudo tem por objetivo analisar, por meio de seus dizeres, as relações que quatro professoras entrevistadas estabelecem entre suas práticas pedagógicas no ensino da Língua Portuguesa, em especial no Ensino Fundamental I, e suas instâncias formativas. As professoras foram indicadas para a entrevista por ex-Orientadoras de Estudo (OEs) dos programas de formação de professores Pró-Letramento e Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), nos quais ocupei a função de formadora entre os anos de 2012 e 2014. Assumindo a perspectiva teórico-metodológica da História Oral, as entrevistas são concebidas como produção de narrativas, as quais resultam de um duplo trabalho: tanto da memória, em conferir inteligibilidade ao passado, quanto da linguagem, em organizar, a partir da seleção e da exclusão, um relato a respeito do vivido. Além disso, as entrevistas são consideradas, sob essa perspectiva, como um momento de produção dos dados em coautoria: pesquisadora e pesquisadas, a todo o tempo, interferem direta e indiretamente no discurso umas das outras, a partir dos lugares sociais que ocupam. Dessa forma, a concepção dialógica da linguagem, a partir de Bakhtin, também é assumida, tanto no planejamento e realização das entrevistas como na análise dos dados gerados. Algumas considerações que se podem apontar são que, a partir dos enunciados analisados, a formação continuada e a própria prática (entendida também como experiência) são vistas como instâncias privilegiadas de formação pelas professoras, assim como, com menor ênfase, as experiências como alunas na infância. A partir das perguntas da entrevista, sugerem-se algumas relações entre teoria e prática nos enunciados analisados: questiona-se o caráter teórico da formação inicial nos cursos de Pedagogia e indicia-se que seja a prática, com seus desafios e demandas concretas, a grande responsável pela busca de explicações e superação das dificuldades cotidianas, também através da participação em cursos de formação continuada e de pós-graduação. Nesse sentido, cabem sugestões em direção à superação da tradicional dicotomia e da hierarquização entre teoria e prática, tais como a reformulação dos catálogos dos cursos de Pedagogia, enfatizando idas às escolas desde o início da graduação e não apenas nas disciplinas de estágio; e a criação de iniciativas de formação continuada de longo alcance, que sirvam de acompanhamento à atuação docente

Abstract: The purpose of this study is to analyze, from their statements, the relation that four interviewed teachers establish between their pedagogical practices as Portuguese Language teachers, mainly in Elementary School, and their formative instances. The teachers were indicated for the interview by former Study Advisors of the Pro-Literacy and National Pact for Literacy in the Right Age (PNAIC, in Portuguese), Continuing Teacher Education programs, in which I took the role of instructor between 2012 and 2014. Assuming the theoretical-methodological perspective of Oral History, the interviews are conceived as production of narratives, which result from a double work: both memory, to confer intelligibility to the past, and language, to organize, by the selection and exclusion of facts, testimonies about their own experiences. In addition, interviews are considered, from this perspective, as a moment of co-authored data production: researcher and interviewee, at all times, interfere directly and indirectly in one another's statements, from the social places they occupy. Thereby, the dialogical conception of language, from Bakhtin, is also assumed, both in the planning and realization of the interviews and in the analysis of the generated data. Some considerations that may be pointed out are that, from the analyzed statements, the continuous formation and the own practice (also understood as experience) are seen as privileged instances of formation by the teachers, as well as, with less emphasis, the experiences as students in the childhood. From the interview questions, some relations between theory and practice are suggested in the analyzed statements: the theoretical character of the initial formation in Educaction courses is inquired and it is indicated that it is the practice, with its challenges and concrete demands, the great responsible for the search for explanations and overcoming everyday difficulties, also through participation in continuing education and postgraduate courses. Thus, there are suggestions for overcoming the traditional dichotomy and hierarchy between theory and practice, such as the reformulation of the catalogs of Education courses, emphasizing going to schools from the beginning of graduation and not only in the internship subjects; and the creation of long-term continuing education initiatives that serve as a follow-up to the teaching performance
Subject: Formação de professores
Prática docente
Memória
Narrativas pessoais
Formação continuada de professor
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BATISTA, Gilka Fornazari. Práticas pedagógicas e instâncias formativas: teoria e prática no trabalho docente. 2019. 1 recurso online (121 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Batista_GilkaFornazari_M.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.