Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/333926
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Efeitos preventivos do treinamento físico aeróbico em ratas submetidas a privação de hormônios ovarianos e infartadas   : uma abordagem funcional, inflamatória e metabolômica  
Title Alternative: Preventive effects of aerobic physical training in rats submitted to ovarian hormones deprivation and infarcted   : a functional, inflammatory and metabolomic approach  
Author: Ruberti, Olivia Moraes, 1994-
Advisor: Rodrigues, Bruno, 1980-
Abstract: Resumo: Após um evento cardíaco, como o infarto do miocárdio (IM), por exemplo, as mulheres apresentam maior mortalidade e pior prognóstico em relação aos homens, principalmente devido a deficiência de estrógeno na pós-menopausa. Desta forma, o estudo dos mecanismos associados é de grande valia, bem como o uso de métodos terapêuticos que possam prevenir as consequências do IM no sexo feminino em função da privação dos hormônios ovarianos. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o impacto do treinamento físico aeróbico (TA), realizado previamente ao IM, em variáveis cardiometabólicas e inflamatórias de ratas submetidas à privação dos hormônios ovarianos. Ratos Wistar fêmeas de 16 semanas foram ovariectomizadas e submetidas ao TA ou acompanhamento por 8 semanas. O TA foi realizado em esteira rolante (60 a 75% da velocidade máxima de corrida, 5 dias da semana, 1 hora por dia, por 8 semanas). Após esse período, foram submetidas à cirurgia de indução de IM ou cirurgia sham compondo os 4 grupos experimentais: sedentário + cirurgia sham (SS), sedentário + IM (SI), TA + cirurgia sham (TS), TA + IM (TI). Os dados do teste de esforço máximo (TE) foram apresentados nos momentos: pré (antes do protocolo de treinamento aeróbio), pós (após protocolo de treinamento aeróbico) e final (após cirurgia IM ou Sham). Após o IM/Sham, foram realizadas avaliações histológicas, bioquímicas, bem como a avaliação do perfil metabólico do ventrículo esquerdo. Como resultados, após 8 semanas de TA, o TE foi aumentado no momento pós (2,40 ± 0,09) em relação ao momento pré (1,44 ± 0,09) e diminuiu o TE no momento final (1,21 ± 0,09) em relação ao momento pós (2,40 ± 0,09) no grupo TI. O IM aumentou os níveis de citocinas pró-inflamatórias no ventrículo esquerdo (no grupo SI comparado ao grupo SS) como interleucina-6, interleucina-1beta, interferon-gama e fator de necrose tumoral-alfa. O TA diminui a concentração de citocinas pró inflamatórias no ventriculo esquerdo nos grupos TI comparado ao SI e aumentou a concentração de interleucina-10, bem como aumentou a razão IL-10/ TNF-alfa no grupo TI comparado ao SI. Quanto à metabolômica, a análise de PLS-DA mostrou uma segregação entre os grupos SS, SI e TS. No entanto, o grupo TI não mostrou um padrão diferente do grupo SS, bem como os dados do TE. Os níveis de dimetilamina no VE estavam diminuídos nos grupos TS e TI em comparação ao grupo SI, de forma que o IM aumentou drasticamente os níveis desse metabólito e o TA diminuiu. Tais dados sugerem que o TA pode ser eficaz na prevenção de parâmetros funcionais, inflamatórios e metabólicos que se mostram alterados após o IM

Abstract: In general, women have higher mortality and worse prognosis after a cardiac event, such as myocardial infarction (MI) due to estrogen deficiency in menopause. Thus, the study of the associated mechanisms is important, as well as the use of therapeutic methods that could prevent the most exacerbated consequences of MI in females due to ovarian hormones deprivation. Therefore, the aim of this study is to evaluate the impact of aerobic physical training (AT) performed prior to myocardial infarction on cardiometabolic and inflammatory parameters in rats submitted to ovarian hormone deprivation. Female Wistar rats (16 weeks old) were ovariectomized and submitted to AT or follow-up for 8 weeks. AT was performed on a treadmill (60 to 75% of maximal treadmill exercise test (MTET), 5 days per week, 1 hour per day, for 8 weeks). After that, the animals underwent MI induction surgery or sham surgery, composing the 4 experimental groups: sedentary + sham surgery (SS), sedentary + MI (SI), TA + sham surgery (TS), TA + MI (TI). Histological and biochemical evaluations were performed, as well as evaluation of the left ventricular metabolic profile. The MTET data were presented at the moments: pre (before aerobic training protocol), post (after AT protocol) and final (after IM or SHAM surgery). After 8 weeks of TA, the MTET was increased at the post moment (2.40 ± 0.09) compared to the pre moment (1.44 ± 0.09) and decreased MTET at the final moment (1.21 ± 0.09) compared to the post moment (2.40 ± 0.09) in TI group. MI increased the levels of pro inflammatory cytokines in the left ventricle (in SI group compared to SS group) such as interleukin-6, interleukin-1beta, interferon-gamma and tumor necrosis factor-alpha. AT decreases the concentration of pro-inflammatory cytokines in the left ventricle in the TI groups compared to SI and increased the concentration of interleukin-10, as well as increased the IL-10 / TNF-alpha ratio in the TI group compared to SI. The PLS-DA analysis showed segregation between the SS, SI and TS groups. However, the TI group did not show a different pattern of the SS group, as did the TE data. The levels of dimethylamine in the LV were decreased in the TS and TI groups compared to SI group, so MI increased drastically levels of this metabolite and TA decreased this parameter. Such data suggest that AT may be effective in the prevention of functional, inflammatory and metabolic parameters that are altered after MI
Subject: Exercícios aeróbicos
Infarto do miocárdio
Ovariectomia
Metabolômica
Inflamação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: RUBERTI, Olivia Moraes. Efeitos preventivos do treinamento físico aeróbico em ratas submetidas a privação de hormônios ovarianos e infartadas  : uma abordagem funcional, inflamatória e metabolômica  . 2019. 1 recurso online (93 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ruberti_OliviaMoraes_M.pdf2.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.