Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/333666
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Alterações na expressão de alg-1 modificam o miRNoma e a sensibilidade a estressores oxidativos em Caenorhabditis elegans
Title Alternative: Expression changes of alg-1 alter the miRNome and increase sensitivity to oxidative stressors in Caenorhabditis elegans
Author: Moro, Raíssa de Paula, 1993-
Advisor: Mori, Marcelo Alves, 1980-
Abstract: Resumo: A expressão global de microRNAs (miRNAs) diminui durante o envelhecimento em diversos grupos filogenéticos, inclusive em Caenorhabditis elegans. Entretanto, a identidade do mecanismo envolvido nessa alteração e qual o seu efeito sobre fenótipos associados ao envelhecimento ainda não foram determinados de forma conclusiva. Existem evidências de que certos miRNAs regulam o tempo de vida de C. elegans, e a proteína argonauta ALG-1 é uma importante reguladora da biogênese e da função de miRNAs em C. elegans. Posto isso, nessa dissertação descrevemos e interpretamos resultados obtidos em experimentos delineados para analisar o mecanismo de regulação transcricional de alg-1 e sua função na resposta a estressores oxidativos e térmicos, e na longevidade de C. elegans. Avaliamos, ainda, o perfil de expressão de miRNAs em animais sob condições ou de superexpressão de alg-1 (ALG-1 O/E), ou de longevidade do glp-1(e2144). Observamos que há pelo menos 5 repressores da transcrição de alg-1, os quais estão relacionados com o envelhecimento biológico. O knockdown de alg-1 retarda o desenvolvimento do C. elegans, diminui o tempo de vida, promove sensibilidade ao arsenito de sódio (NaAsO2), e inibe a longevidade do glp-1(e2144). ALG-1 O/E, por sua vez, não altera seu tempo de vida em condições fisiológicas ou em estresse térmico moderado, porém aumenta a resistência do C. elegans aos estressores oxidativos NaAsO2 e metil viologênio, este de modo dependente do miRNA cel-miR-71. Também foi possível demonstrar que há alteração global na expressão de miRNAs em glp-1(e2144). Dos 11 miRNAs diferencialmente expressos entre glp-1(e2144) e ALG-1 O/E, 8 também tem seus níveis de expressão alterados no modelo de longevidade induzida por restrição dietética, o eat-2(ad1116). Esses resultados constituem indícios de que ALG-1 pode participar na regulação do envelhecimento saudável ao atuar na defesa a estressores oxidativos em situações fisiopatológicas, e que a via da biogênese de miRNAs é um fator limitante para esses efeitos

Abstract: The overall expression of microRNAs (miRNAS) decreases throughout aging on different phylogenetic groups, including Caenorhabditis elegans. However, the exact identity of the mechanism involved in this reduction and its effects on phenotypes associated with aging have not yet been conclusively determined. There is evidence that certain miRNAs regulate C. elegans lifespan, and the ALG-1 argonaute protein is one of the major regulators of biogenesis and function of miRNAs in C. elegans. Therefore, this dissertation consists of the description and interpretation of results from experiments designed to characterize the mechanism of alg-1 transcriptional regulation and its function in the response to oxidative and thermal stress, and longevity of C. elegans, as well as to analyse the pattern of miRNA expression of worms under conditions of either alg-1 overexpression (ALG-1 O/E), or glp-1(e2144) longevity. We observed that there are at least 5 transcriptional repressors of alg-1, all of which have been associated with longevity phenotypes. alg-1 knockdown delays developmental time, decreases lifespan, enhances sensitivity to sodium arsenite (NaAsO2), and inhibits longevity of glp-1(e2144) C. elegans. ALG-1 O/E, in turn, does not change its lifespan under physiological conditions or moderate heat stress; still, it increases C. elegans resistance to the oxidative stressors NaAsO2 and methyl viologen, the latter in a cel-miR-71 dependent-manner. It has also been shown that there are changes in the global pattern of miRNA expression in glp-1(e2144). Of these, a subset of miRNAs maintains differential expression in ALG-1 O/E, as well as in eat-2(ad1116), a calorie-restricted model of longevity. The present findings are indicators that ALG-1 may participate in the regulation of healthspan by acting in the defense against oxidative stressors on pathophysiological situations, and that the miRNA biogenesis pathway is a limiting factor for these effects
Subject: Envelhecimento
Estresse oxidativo
MicroRNAs
Longevidade
Proteínas Argonauta
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MORO, Raíssa de Paula. Alterações na expressão de alg-1 modificam o miRNoma e a sensibilidade a estressores oxidativos em Caenorhabditis elegans. 2019. 1 recurso online (75 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moro_RaissaDePaula_M.pdf2.86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.