Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/333278
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Validade e reprodutibilidade de parâmetros de capacidade e potência aeróbias e anaeróbias obtidas por meio de uma sessão de avaliação em corrida atada : Validity and reliability of anaerobic power and capacity parameters derived from one test session in tethered running
Title Alternative: Validity and reliability of anaerobic power and capacity parameters derived from one test session in tethered running
Author: Sousa, Filipe Antônio de Barros, 1988-
Advisor: Gobatto, Claudio Alexandre, 1964-
Abstract: Resumo: Um procedimento capaz de avaliar a capacidade e potência aeróbia e anaeróbia em uma única sessão de teste parece ser uma alternativa para elevar a aplicabilidade prática de uma avaliação da aptidão metabólica. Antes do emprego das variáveis de retorno desse protocolo é necessário o estudo de sua validade. O objetivo da presente tese é avaliar os níveis de aplicabilidade, reprodutibilidade e validade dos parâmetros obtidos por meio de um teste de all-out de 3 minutos (AO3') para avaliação da capacidade e potência das vias metabólicas anaeróbia e aeróbia, em corrida atada laboratorial e de campo. Para isso, ensaios de: i) reprodutibilidade por meio de situações de teste/re-teste; ii) comparações entre os resultados obtidos pelo novo protocolo com protocolos mais bem estabelecidos na literatura; e iii) verificação da consistência metabólica dos dados obtidos por meio de comparação com parâmetros fisiológicos, são etapas a serem cumpridas. O desenho experimental se dividiu em cinco experimentos. O primeiro experimento investigou a existência de uma resistência individual para manifestação de potência mecânica máxima em esforços de all-out e a sua reprodutibilidade. Resultados demonstraram não só a magnitude dessa carga, que se mostrou em torno de 16,8% da massa corporal, quanto uma elevada reprodutibilidade teste/reteste. O segundo experimento verificou o nível de reprodutibilidade laboratorial das variáveis relacionadas à capacidade anaeróbia (ATA) potência anaeróbia (Pmax) e capacidade aeróbia (Pfinal) obtidos no protocolo de all-out com 3 minutos de duração, bem como a validade da Pmax. Os resultados desse segundo experimento atestaram a reprodutibilidade dos parâmetros relacionados a capacidades aeróbia e anaeróbia, e não encontrou diferença entre a Pmax do teste com duração de três minutos para aquele com duração de trinta segundos. O terceiro experimento investigou a validade desses parâmetros em determinar a capacidade aeróbia (Pfinal), a capacidade anaeróbia (ATA), a potência aeróbia máxima (VO2pico). Os resultados dessa etapa demonstram a validade da potência aeróbia máxima, uma superestimação da capacidade aeróbia e uma tendência a correlação entre os vários parâmetros de capacidade anaeróbia testados. O quarto experimento investigou a reprodutibilidade do teste de AO3' em campo, comparou seus resultados com um AO30s, enquanto o quinto experimento verificou a aplicabilidade da resistência ótima para geração de potência em esforços mais longos do que seis segundos. Os resultados desses experimentos demonstram a resistência ideal para produção de potência em torno de 20,5% da massa corporal em campo, com uma reprodutibilidade excelente. Ainda, corroboram com a boa reprodutibilidade dos parâmetros do AO3' em campo, e apresenta também concordância das potências máxima entre os testes de AO3' e AO30s. Contudo, a resistência ideal para realização de potência parece não se traduzir para esforços com 30 segundos de duração. Em corrida atada, o protocolo de AO3' parece ser válido para avaliar a potência aeróbia e anaeróbia, mas pode subestimar a capacidade anaeróbia e supra estimar a capacidade aeróbia

Abstract: The use of a protocol capable to evaluate both aerobic and anaerobic parameters of capacity and power in one single test session could be interesting in order to enhance practical applicability of metabolic energy production evaluation. Before using such protocol parameters, it is mandatory to study their validity. This thesis aims to check applicability, reliability and validity of a tethered running 3-minute all-out test (AO3¿) to evaluate aerobic and anaerobic capacity and power parameters in laboratory and field track. Experimental designs were adopted to verify test-retest reliability, comparison between the 3-minute test and other well stablished protocols, and tests of metabolic consistency based on physiologic data. Overall, experimental design was divided in five experiments. First, the existence of an individual resistance to manifest maximal mechanical power in all-out efforts was investigated, as well as its test-retest reliability. Results proved not only this resistance magnitude around 16% body mass, as a high test-retest reliability. The second experiment intend to verify test-retest reliability of anaerobic capacity (ATA), anaerobic power (Pmax) and aerobic capacity (Pfinal) obtained by the 3-minute all-out, as well as Pmax validity. Results proved these parameters to be reliable, and no statistical difference between Pmax measured in a 3-minute and a 30-second test. Third experiment investigated aerobic capacity, anaerobic capacity and aerobic power validity (VO2pico). Results showed aerobic power validity, an overestimation of aerobic capacity and a tendency to correlation between several anaerobic capacity parameters and ATA. Fourth and fifth experiments were performed in the track field, and verified the 3-minute all-out test parameters reliability, compared it to a 30-second test results and verified the applicability of the optimum resistance to generate mechanical power to efforts longer than 6-seconds. Results showed ideal resistance to produce mechanical power in field running to be around 20.5% body mass, with good reliability. Further, the 3-minute test parameters had good test-retest reliability as in laboratory, and concordance between 3-minute and 30-second power development. However, the ideal resistance to develop mechanical power in 6-second efforts may not be the same to 30-second efforts. The 3-minute all-out test seems to exert valid parameters of aerobic and anaerobic power, but underestimate anaerobic capacity and overestimate aerobic capacity
Subject: Exercícios físicos
Ácido lático
Educação física
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SOUSA, Filipe Antônio de Barros. Validade e reprodutibilidade de parâmetros de capacidade e potência aeróbias e anaeróbias obtidas por meio de uma sessão de avaliação em corrida atada: Validity and reliability of anaerobic power and capacity parameters derived from one test session in tethered running. 2017. 1 recurso online (136 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Aplicadas, Limeira, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/333278>. Acesso em: 20 fev. 2019.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sousa_FilipeAntonioDeBarros_D.pdf2.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.