Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332984
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Caracterização metabólica de adipócitos em resposta ao soro de roedores submetidos à restrição dietética
Title Alternative: Metabolic characterization of adipocytes in response to serum of rodents subjected to dietary restriction
Author: Ludwig, Raissa Guimarães, 1990-
Advisor: Mori, Marcelo Alves, 1980-
Abstract: Resumo: A quantidade de pessoas obesas no mundo vem crescendo, juntamente às morbidades associadas a esta doença. As terapias anti-obesidade atuais mostram-se pouco eficientes, principalmente a longo prazo, e estão associadas a efeitos colaterais significativos. Há duas formas para se perder peso: pela diminuição da oferta energética ou pelo aumento do gasto calórico. Uma das formas de aumentar o gasto energético em mamíferos é pela estimulação dos adipócitos marrons/beges e aumento de sua função, fenômenos que se correlacionam principalmente com níveis elevados de expressão e atividade da proteína UCP1. Já são conhecidas algumas condições capazes de regular a expressão e atividade de UCP1, dentre elas a exposição crônica ao frio, o exercício físico, um meio social rico e a caquexia devida ao câncer. Essas condições atuam por meio de mecanismos celulares autônomos, como por exemplo a regulação de fatores de transcrição em pré-adipócitos ou adipócitos, e não autônomos, como por meio de sinalização via hormônios e outras moléculas circulantes. O conhecimento e o estudo dessas moléculas circulantes que atuam no tecido adiposo aumentando sua característica marrom/bege é essencial para o desenvolvimento de estratégias farmacológicas mais eficientes e seguras que possam ajudar a combater o quadro mundial de obesidade. Nós observamos, nos nossos dados preliminares, que soro de camundongos submetidos à restrição dietética (RD) é capaz de modular a expressão de Ucp1 in vitro em adipócitos murinos derivados do tecido adiposo marrom. Isto parece ser devido a uma ou mais moléculas circulantes presentes no soro dos animais alimentados ad libitum capazes de induzir Ucp1 de maneira dose-dependente. Esta(s) molécula(s) está(ão) muito reduzida(s) ou ausente(s) no soro de animais submetido a DR. Apesar de nenhum efeito funcional ter sido detectado nas células 9B diferenciadas, este(s) fatores(s) parece(m) estimular especificamente a transcrição de Ucp1 ou estabilizar seu transcrito. Além disso, este efeito é reproduzido quando utilizado soro de ratos submetidos ao mesmo protocolo de DR, indicando haver conservação entre espécies. Finalmente, esta(s) molécula(s) é/são proteína(s) ou dependente(s) de proteínas para atuar e não agem via beta-adrenérgica. A identificação da(s) molécula(s) responsável(eis) por tal função poderá abrir novos caminhos para o desenvolvimento de fármacos capazes de combater a obesidade

Abstract: The prevalence of obesity has been growing worldwide alongside its comorbidities. Current anti-obesity therapies appear to be poorly efficient, especially on the long-term, and are associated with significant side effects. There are two ways to lose weight: by decreasing energy intake or increasing energy expenditure. One way to increase energy expenditure in mammals is through the stimulation of brown/beige adipocytes and the increase in their function. This phenomenon usually correlates with high levels of UCP1 expression and activity. Some conditions capable of regulating UCP1 expression and function have already been described. Among them, there is chronic cold exposure, exercise, an enriched social environment, and cancer cachexia. These conditions act through cell autonomous mechanisms, such as by regulating transcription factors in preadipocytes or adipocytes, and cell non-autonomous mechanisms, such as by signaling through hormones and other circulating molecules. The study and understanding of the circulating molecules that act in adipose tissue to increase its brown/beige characteristics is essential for the development of more efficient and secure pharmacological strategies that could help to mitigate the global scenario of obesity. We observed, based on our preliminary results, that serum of mice subjected to dietary restriction modulates the expression of Ucp1 in vitro in mouse adipocytes derived from brown adipose tissue. This seems to be due to one or more circulating molecules present in the serum of ad libitum-fed individuals that induce Ucp1 in a dose-dependent manner. These molecules are absent or very low in serum of DR-subjected individuals. Even though no functional effect was observed in differentiated 9B cells, it seems to stimulate Ucp1 transcription or to stabilize its transcript. Interestingly, this effect can be reproduced using serum of rats indicating species conservation. These circulating molecules are likely proteins or protein-dependent molecules and do not act through beta-adrenergic pathway. This/these molecule(s) may bring insights into the development of new drugs to combat obesity
Subject: Obesidade
Tecido adiposo
Proteína desacopladora 1
Metabolismo
Restrição calórica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ludwig_RaissaGuimaraes_M.pdf2.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.