Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331383
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Treinamento de força e treinamento concorrente com restrição parcial de fluxo sanguíneo em idosos   : respostas da variabilidade da frequência cardíaca e de variáveis hemodinâmicas  
Title Alternative: Resistance training and concurrent training with partial blood flow restriction in elderly   : heart rate variability and hemodynamics responses  
Author: Souza, Giovana Vergínia de, 1973
Advisor: Chacon-Mikahil, Mara Patrícia Traína, 1965-
Abstract: Resumo: O processo de envelhecimento está associado a mudanças estruturais e funcionais como diminuição de força, massa muscular e da aptidão cardiorrespiratória, fatores que contribuem negativamente para saúde cardiovascular. Para isso a comunidade científica tem preconizado a prática regular de exercícios, como o treinamento aeróbio (TA) associado ao treinamento de força (TF). Independentemente se utilizado de forma isolada ou associada ao treinamento de aeróbio a recomendação para o treinamento de força é que seja realizado em intensidades consideradas altas, próximas a 70% de 1-RM. No entanto, é sabido que o treinamento em altas intensidades além de gerar problemas de sobrecarga nas articulações e também pode aumentar o número de intercorrências em idosos. Uma alternativa ao treinamento de força tradicional é o treinamento de força de baixa intensidade (20-50% 1-RM) utilizando restrição parcial do fluxo sanguíneo (RFS) que tem apresentado ganhos de força e hipertrofia similares ao TF tradicional de alta intensidade. Porém, pouco se sabe sobre o comportamento do sistema cardiovascular em resposta ao treinamento físico associado à RFS. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi verificar o comportamento da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e das variáveis hemodinamicas, Pressão Arterial Sistólica (PAS) e Diastólica (PAD) e Frequência Cardíaca (FC) em resposta ao treinamento de força (TF) e concorrente (TC) com e sem RFS em idosos. Metodologia: Os voluntários foram randomizados pela força muscular em cinco grupos: grupo controle (GC); TF, TC, TF-RFS e TC-RFS. Foram realizadas avaliações da força, capacidade cardiorrespiratória, PAS, PAD, FC e VFC de repouso no momento pré e pós-intervenção. Resultados: Ocorreram melhoras nos parametros funcionais, força e consumo de oxigênio máximo quando comparados os grupos de TF houve melhora para o iRR após a intervenção para o grupo que treinou TF-RFS. Para a análise dos grupos que utlizaram o treinamento concorrente, observou-se melhoras na VFC (demonstrado pela variável SD2) do grupo TC em comparação aos grupos TC-RFS e CG . Portanto, pode-se observar que, para ambos os regimes de treinamento, ou seja, TF e TC, a utilização da restrição de fluxo sanguíneo na sessão de TF não provocou maior stress ao sistema cardiovascular após 12 semanas de desenvolvimento dos diferentes regimes de treinamento

Abstract: The aging process is associated with structural and functional changes such as decreased strength, muscle mass and cardiorespiratory fitness, which contribute negatively to cardiovascular health. For this, a scientific community has recomended a regular practice of exercises, aerobic training (AT) associated with resistance training (RT). Regardless of whether it is used alone or in association with aerobic training, a recommendation for resistance training that is performed at intensities considered high, follows a 70% 1-RM. However, it is possible that training in high intensities besides generating problems of overload in the joints and can also increase the number of intercurrences in the elderly. An alternative to traditional resistance training is low intensity resistance training (20-50% 1-RM) using partial blood flow restriction (RFS) that has strength and hypertrophy gains similar to traditional high intensity RT. However, little is known about the behavior of the cardiovascular system in the physical training associated with RFS. Objective: The objective of this study was to verify the behavior of heart rate variability (HRV) and hemodynamic variables, systolic (SBP) and diastolic (DBP) and heart rate (HR) responses to concurrent training with and without RFS in the elderly. METHODS: Volunteers were randomized by muscle strength into five groups: control group (CG); RT, CT, RT-RFS and CT-RFS. Strength, cardiorespiratory capacity, SBP, DBP, HR and HRV at rest were evaluated at the pre- and post-intervention moments. Results: There were improvements in the functional parameters, strength and maximum oxygen consumption. When compared the RT groups there were iRR better results for the group that trained RT-RFS. The CT group without BFR had better clinical changes, as demonstrated by variable SD2, than CT-BFR and CG groups. Therefore, it can be observed that, for both training regimes, ie RT and CT, the use of blood flow restriction in the RT session did not cause greater stress to the cardiovascular system after 12 weeks of development of different training regimens
Subject: Envelhecimento
Variabilidade da frequência cardíaca
Sistema cardiovascular
Atividade física
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Citation: SOUZA, Giovana Vergínia de. Treinamento de força e treinamento concorrente com restrição parcial de fluxo sanguíneo em idosos  : respostas da variabilidade da frequência cardíaca e de variáveis hemodinâmicas  . 2017. 1 recurso online (82 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação Física, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331383>. Acesso em: 1 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Souza_GiovanaVerginiaDe_D.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.