Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330822
Type: TESE DIGITAL
Title: Formação de trialometanos utilizando dióxido de cloro e cloro como oxidantes e remoção por adsorção em carvão ativado em pó
Title Alternative: Formation of trihalomethanes using chloride dioxide and chlorine as oxidants and removal through adsorption in powdered activated carbon
Author: Cisternas, Rodrigo Alberto Gutierrez, 1977-
Advisor: Bresaola Júnior, Ruben, 1949-2016
Abstract: Resumo: Este trabalho teve como foco principal avaliar, em escala de laboratório, a redução da formação de subprodutos orgânicos halogenados, representados aqui pelos trialometanos (THM), quando águas contendo ácidos húmicos são oxidadas pelo dióxido de cloro (ClO2) antes da aplicação do cloro (Cl2). Assim como verificar a eficiência na remoção desses compostos quando se adiciona carvão ativado em pó (CAP), em diferentes dosagens e tempos de contato, com um posterior tratamento de água do tipo convencional. Embora o dióxido de cloro não forme THM, outros subprodutos da desinfecção (SPD) estão associados à sua utilização no tratamento de água, como por exemplo, subprodutos inorgânicos, tais como os íons clorito e clorato. Para tanto, também se verificou formação desses compostos e sua remoção através do processo descrito. As concentrações do dióxido de cloro e do cloro foram variadas para verificar o seu efeito na formação dos THM. No tratamento de água utilizou-se o sulfato de alumínio como coagulante sendo realizado em reatores estáticos de bancada do tipo "jartest". Para as análises de trialometanos foram utilizados dois procedimentos analíticos: a cromatografia gasosa, que é a técnica indicada e que permite a sua especiação; e a espectrofotometria que apenas fornece a concentração dos THM totais e que não é padronizada pelos órgãos internacionais. Para a detecção dos íons clorito e clorato foi utilizada a cromatografia gasosa. Foi possível concluir que dosagens de até 50 mg/L de CAP foram suficientes para remover porcentagens maiores que 84% de THM em concentrações abaixo de 0,010 mg/L

Abstract: This work had as main focus to evaluate, in laboratory scale, the reduction of the halogenated organic byproducts formation, represented here by the trihalomethanes (THM), when raw waters that contains humic acids are oxidated by the chlorine dioxide (ClO2) before the application of chlorine (Cl2). As well as verifying the efficiency in the removal of these compounds when powdered activated carbon (PAC) is added, at different dosages and contact times, followed by conventional drinking water treatment. Although the chlorine dioxide does not form THM, other disinfection byproducts (DBP) are associated with its use in the water treatment, as for example inorganic byproducts, such as chlorite and chlorate ions. For this reason the formation of these compounds and their removal through the described process were also verified. The concentrations of the chlorine dioxide and chlorine had been varied in order to verify their effect on the formation of the THM. For the water treatment the aluminum sulphate was used as coagulant and was carried through a group of bench static reactors of the type "jartest". For the analyses of trihalomethanes two analytical procedures had been used: the gaseous chromatography that is the indicated technique and allows its four species determination; and the spectrophotometry, that only gives the concentration of the total THM and that is not standardized by the international agencies. For the detection of chlorite and chlorate ions gaseous chromatography was used. It was concluded that dosages up to 50 mg/L of CAP were sufficient to remove percentages greater than 84% of THM at concentrations below 0,010 mg/L.
Subject: Estações de tratamento de água
Oxidação
Agua - Purificação - Adsorção
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cisternas_RodrigoAlbertoGutierrez.pdf2.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.