Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321628
Type: TESE DIGITAL
Title: Ditadura, agricultura e educação : a ESALQ/USP e a modernização conservadora do campo brasileiro (1964 a 1985)
Title Alternative: Dictatorship, agriculture and education : ESALQ/USP and the conservative modernization of the brazilian countryside (1964 to 1985)
Author: Molina, Rodrigo Sarruge, 1984-
Abstract: Resumo: Esta tese de doutorado foi desenvolvida na linha de pesquisa História de Instituições Escolares no Grupo de Pesquisa História, Sociedade e Educação no Brasil. É o resultado de uma década de estudos acerca da História da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" localizada na cidade de Piracicaba, instituição projetada em 1881, inaugurada em 1901 e integrada pela Universidade de São Paulo desde 1934. Apesar de realizarmos um histórico dos 115 anos da escola instituída, nosso principal foco de investigação é concentrado no período histórico da "Ditadura Civil-Militar" de 1964 a 1985. Sob inspiração do materialismo histórico-dialético, nossa investigação foi baseada principalmente em fontes primárias do acervo das unidades da ESALQ e do Arquivo Público do Estado de São Paulo, em especial, o fundo DEOPS. No geral, foram examinados jornais, dossiês, relatórios, revistas, cartas, fotografias, mapas e atas da congregação. Também foram aplicados questionários, realizadas entrevistas e vivencia antropológica no meio institucional, seja dentro ou fora de seus muros. No decorrer de nossa pesquisa procuramos relacionar a Ditadura, a Agricultura e a Educação Superior Agrícola como fatores articulados ao projeto político e econômico dos militares, dos empresários e do imperialismo que objetivou a modernização do campo, mesmo que o "moderno" estivesse acompanhado do "arcaico", um fenômeno estrutural do capitalismo desenvolvido no Brasil. Neste percurso investigativo nos interrogamos: "quem são os esalqueanos e quais foram suas contribuições e resistências ao projeto da ditadura para o meio rural? Assim, analisamos o período pré-golpe de 1964, quando ocorreram movimentações de funcionários do governo dos EUA e da extrema direita brasileira dentro da escola, auxiliares na deposição do presidente João Goulart e perseguidores da esquerda esalqueana. Após o golpe, analisamos o período ditatorial, quando o campus USP de Piracicaba passou por um grande plano de intervenção estadunidense via USAID, que pretendeu implantar o sistema de Land Grant College System no Brasil. Foi neste período que os professores estrangeiros e os esalqueanos criaram novos cursos de graduação e a pós-graduação, com especial destaque para a área da energia nuclear aplicada ao campo (CENA). Tratou-se de um projeto de Estado a serviço dos empresários nacionais e internacionais, quando a ESALQ aprofundou a prática do ensino e da pesquisa em benefício da agroindústria, especialmente a mutação genética de sementes, animais e o desenvolvimento de tecnologias rurais financiadas com dinheiro público, embora o povo estivesse marginalizado deste processo. Nesse sentido procuramos compreender o papel da ESALQ como centro estratégico da classe dominante na formação de intelectuais orgânicos do ruralismo, sujeitos que atuam no interior da sociedade civil e política em cargos de direção empresarial ou estatal. Seja fora da escola com o genocídio dos "povos da terra" ou dentro da "Luiz de Queiroz" com a perseguição e prisão de esalqueanos contrários ao regime, concluímos que a modernização capitalista do campo brasileiro foi resultado da aliança do imperialismo com as classes hegemônicas do movimento civil-militar de 1964

Abstract: This PhD thesis has been developed in the line of research History of School Institutions from the Research Group in History, Society and Education in Brazil. It is the result of a decade of studies on the history of the Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" in the city of Piracicaba, an institution designed in 1881, opened in 1901 and integrated by the University of São Paulo since 1934. Although we conducted an historical survey of the 115 years of the school, our main research focus is focused on the historical period of the "Civil-Military Dictatorship" from 1964 to 1985. Rooted on dialectical and historical materialism, our research was mainly based on primary sources from the ESALQ units¿ collections and the Public Archives of the State of São Paulo, in particular the DEOPS foundation. Overall, we examined newspapers, files, reports, magazines, letters, photographs, maps and meeting minutes. We also applied questionnaires and conducted interviews and anthropological experiences in the institutional environment, both inside or outside its grounds. In the course of our research we tried to relate Dictatorship, Agriculture and Higher Agricultural Education as articulated factors for the political and economic project of the military, entrepreneurs and imperialism aimed at modernizing the rural area, even if "modern" was accompanied by "archaic", a structural phenomenon of the capitalism developed in Brazil. In this investigative journey, our question was: "who are the esalqueanos and what were their contributions and resistance to the dictatorship¿s rural area project? Thus, we analyzed the 1964 pre-coup period, when there were movements of US government officials and Brazilian extreme right in the school, which aided to the deposition of President João Goulart and persecuted the esalquean left. After the coup, we analyzed the dictatorial period, when the USP campus of Piracicaba underwent a major US intervention plan via USAID, intending to deploy the Land Grant College System in Brazil. It was in this period that foreign teachers and esalqueanos created new undergraduate and graduate courses, with special emphasis on the area of nuclear energy applied to the field (CENA). This was a state project at the service of national and international entrepreneurs in which the ESALQ deepened the teaching and research practice for the benefit of agroindustry, especially the genetic mutation of seeds and animals and the development of rural technologies, funded with public money, although the Brazilian people were marginalized in this process. In this sense we attempted to understand the role of the ESALQ as a strategic center of the ruling class in the formation of organic intellectuals of ruralism, subjects who work within civil and political society in business or state management positions. Either outside the school, with the genocide of the "people of the earth", or within the "Luiz de Queiroz", with the persecution and prison of the esalqueanos contrary to the regime, we conclude that the capitalist modernization of the Brazilian rural area was the result of an alliance of imperialism with the hegemonic classes of the 1964 civil-military movement
Subject: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Ensino superior
Ruralismo
Modernização
Conservantismo
Ditadura
Editor: [s.n.]
Citationo: MOLINA, Rodrigo Sarruge. Ditadura, agricultura e educação: a ESALQ/USP e a modernização conservadora do campo brasileiro (1964 a 1985). 2016. 1 recurso online (492 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FE - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Molina, Rodrigo Sarruge_D.pdf24.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.