Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317536
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Caracterização do comportamento materno e suas implicações no desenvovimento fisico,na função reprodutiva e no perfil hormonal da prole feminina de ratas UChA e UChB (consumidoras voluntárias de etanol a 10%)
Title Alternative: Maternal care evaluation and effecta of the physical development, reproductive functions and hormonal profile of UChA UChB rats female offspring (10% v/v ethanol voluntary intake)
Author: Amorim, João Paulo de Arruda, 1981-
Advisor: Martinez, Francisco Eduardo
Abstract: Resumo: Estudos realizados com mães dependentes de etanol demonstraram que elas apresentam maior dificuldade em cuidar de suas crianças, quando comparadas às mães não dependentes, evidenciando um distúrbio no comportamento materno durante o período pós-natal, que corresponde ao período onde as primeiras ligações sociais do animal são formadas e o organismo está muito sensível aos efeitos de estímulos ambientais. Vários estudos têm documentado as conseqüências do uso de etanol durante a gestação para a saúde do infante, porém pouca atenção tem sido dada à relação materno-infantil em mulheres alcoólicas durante o período pós-natal e as consequências dessa relação para prole feminina na vida adulta. O presente trabalho teve o objetivo de caracterizar o comportamento materno das ratas da variedade consumidora de etanol (UChA e UChB) e verificar as influências da variação do comportamento materno no desenvolvimento físico, na função reprodutiva e no status hormonal da prole feminina. O comportamento foi avaliado observando os seguintes parâmetros: carregar, lamber, amamentar com o dorso arcado e lamber, amamentar com o dorso arcado, amamentar passivamente e não contato com a prole. A avaliação do desenvolvimento físico da prole feminina considerou o dia do nascimento dos pêlos, da abertura dos olhos e do descolamento de orelhas. Para avaliar o desenvolvimento sexual inicial foram analisados os dias da abertura vaginal e idade do primeiro e segundo estro. A função reprodutiva foi avaliada pela regularidade de ciclo estral, pela expressão dos receptores AR, ER-? e ER-? no ovário e pelo perfil hormonal da prole feminina (níveis plasmáticos de FSH, LH, 17?-estradiol, progesterona e corticosterona). As fêmeas UChA apresentaram maiores frequências dos comportamentos de carregar, de lamber/limpar e de amamentar os filhotes. Mães muito cuidadosas apresentaram concentrações elevadas de corticosterona e 17?-estradiol. A prole UChA apresentou maior ganho de peso corporal, aceleração da abertura dos olhos, da abertura vaginal, da instalação da puberdade e sincronização do ciclo estral. A prole feminina que recebeu baixo cuidado materno (UChB) revelou maior duração do ciclo estral, aumento das concentrações de corticosterona e 17?-estradiol e de seus receptores ovarianos (ER-? e ER-?), maior peso dos ovários, maior número de folículos primordiais, antrais e maduros e mais imunomarcações positivas do Ki67 nos folículos ovarianos. Concluímos que a variedade de ratas UChB, apresenta acentuada variação do comportamento materno, sendo classificada como mãe pouco cuidadosa e essa variação do cuidado materno afeta diretamente o desenvolvimento físico, a instalação da puberdade, os níveis hormonais, desregula o ciclo estral e a foliculogênese e regula diferencialmente a expressão dos receptores ER-? e ER-? nos ovários de ratas adultas

Abstract: Studies focused on drug-dependent mothers (mainly ethanol-dependent mothers) have demonstrated that there is an enormous difference in the care of their children compared to non-dependent mothers, showing an disorder in maternal behavior during the postnatal period, which corresponds to the period where the first social bonds are formed and the animal's organism is very sensible to the effects of environmental stimuli. Various studies have documented the consequences of ethanol use during pregnancy for the health of the infant, but little attention has been given to the mother-child relationship in alcoholic female during the postnatal period and the consequences of this relationship to female offspring in adulthood. The aim of the present work is to evaluate maternal care in ethanol-preferring rats (UChA and UChB) and its effects on physical development, in sexual function and in status hormones in female offspring. The behavior was evaluated by observing the following parameters: carry, licking/grooming, arched-back nursing and licking/grooming, arched-back nursing, passive nursing, contact and not with the pups. The evaluation of the physical development of the female offspring considered the day of birth of hair, eye opening and detached ears. To evaluate the early sexual development were analyzed days of vaginal opening and age of first and second estrous. The reproductive function was evaluated by the regularity of the estrous cycle, the expression of receptors AR, ER-? and ER-? in the ovary and the hormonal status of female offspring (plasma levels of FSH, LH, 17?-estradiol, progesterone and corticosterone). UChA mothers showed higher frequencies of carrying, licking/grooming and nursing the pups. Mothers high care evidencing the highest plasma corticosterone levels and 17?-estradiol. The UChA offspring showed greater body weight gain, accelerated eye opening, vaginal opening, the installation and synchronization of estrous cycle. The female offspring who received low maternal care (UChB) showed an increase of the estrous cycle, concentrations of corticosterone and 17?-estradiol and ovarian receptors (ER-? and ER-?, higher ovarian weight and increased number of primordial, antral and mature follicles and higher Immunoreactivity for Ki-67 in the ovarian follicles. We conclude that UChB rats show marked variations in maternal care, being classified as low maternal care and the variation of maternal care directly affects the physical, the installation of puberty, hormone levels, deregulate the estrous cycle and folliculogenesis and differentially regulates the expression of receptors ER-? and ER-? in the ovaries of adult rats
Subject: Comportamento materno
Rato - Desenvolvimento
Reprodução
Hormônios
Rato UChA
Rato UChB
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: AMORIM, João Paulo de Arruda. Caracterização do comportamento materno e suas implicações no desenvovimento fisico,na função reprodutiva e no perfil hormonal da prole feminina de ratas UChA e UChB (consumidoras voluntárias de etanol a 10%). 2012. 87 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/317536>. Acesso em: 19 ago. 2018.
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Amorim_JoaoPaulodeArruda_D.pdf2.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.