Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315044
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Biologia reprodutiva e conservação do estrato lenhoso numa comunidade do cerrado
Author: Borges, Helida Bruno Nogueira
Advisor: Shepherd, George John, 1949-
Shepherd, George J.
Abstract: Resumo: A biologia reprodutiva de espécies arbustivo-arbóreas foi avaliada em uma comunidade de cerrado (sensu stricto), em Mato Grosso, Brasil. O levantamento florístico revelou um total de 131 espécies, distribuídas em 45 famílias e 92 gêneros determinados, em uma área de 4,9 ha. Estudos sobre a estrutura da comunidade, usando métodos fitossociológicos, envolveram 69% (90/131) das espécies lenhosas; os resultados apontaram densidade populacional mediana de 8 indivíduos/ha. A maioria das espécies exibiu florescimento (83%, 109/131) e frutificação (62%, 81/131), durante dois anos de acompanhamento fenológico. A produção de flores e frutos ocorreu com freqüência anual, episódica ou contínua. Entre as espécies com atividade reprodutiva foi observada interação com animais, na polinização das flores (94,5%, 103/109) e na dispersão das sementes (53%, 43/81). A polinização por animais pode ser ordenada em seis sistemas básicos, definidos segundo a categoria de visitantes - abelhas, besouros, mariposas, animais diversos, morcegos e beijaflores. O vento também pode atuar como agente polinizador (5,5%, 6/109) e, principalmente, como dispersor (36%, 29/81). A dispersão de sementes ainda é desenvolvida através de mecanismos autocóricos (11 %, 9/81). Seis sistemas sexuais foram identificados no estrato estudado, com maior destaque para o hermafroditismo (77%,101/131) e a dioicia (15%, 20/131). Informações disponíveis para 60 espécies, revelam que o sistema reprodutivo adotado, pela maioria, é a xenogamia (70%, 42/60), a xenogamia facultativa (25%, 15/60) e a autogamia (3,4%, 2/60). Apenas uma espécie (1,6%, 1/60), deste total, apresenta indícios de agamospermia. Estudos envolvendo sistema subterrâneo, num grupo de 22 espécies, descrevem a ocorrência de propagação vegetativa em sete (32%) e capacidade de regeneração em 16 (73%). Entre as espécies com propagação vegetativa somente uma (Hexaclamys aft. edu/is) não produziu sementes. A baixa densidade populacional registrada para muitas espécies, dependência por animais na polinização e dispersão e a existência de várias espécies com fecundação cruzada obrigatória (auto-incompatíveis e dióicas) conferem fragilidade à comunidade. Para a conservação da mesma, mantendo a integridade de seus processos ecológicos, é necessário que as pressões (fragmentação, isolamento, perturbações) sobre o cerrado estudado sejam minimizadas

Abstract: The reproductive biology of shrub and tree species was investigated in a cerrado (sensu stricto) community in Mato Grosso, Brazil. A survey of the sampling area revealed a total of 131 species belonging to 92 genera and 45 families, in an area of 4.9 ha. A quantitative survey, using phytosociological techniques, included 69% (90/131) of the total of woody species and indicated a median population density of 8 individuals/ha. The majority of the species (83%; 109/131) exhibited some form of reproductive activity during the two years in which phenology was observed, with annual, sub-annual or continuous flower and fruit production. Interactions with animais were observed in pollination (94,5%, 103/109) and in seed dispersion of taxa with reproductive activity (53%, 43/81). Animal pollination was distributed among six basic systems defined by the type of visitor - bees, beetles, moths, bats, humming-bird or mixed animal visitors. Wind was also important both as a pollinating agent (5,5%, 6/109) and especially in dispersion (36%, 29/81). Dispersal also occurs through autochory (11 %; 9/81). Six sexual systems were identified, with the majority hermaphrodite (77%, 101/131) or dioecious (15%, 20/131). Information on reproductive systems is available for 60 species, revealing that the most species are xenogamous (70%, 42/60), facultatively xenogamous (25%, 15/60) or autogamous (3,4%, 2/60). Only one species (1,6%, 1/60) showed evidence of agamospermy. Studies of the underground structure of a group of 22 species revealed vegetative reproduction in seven species (32%) and regeneration in 16 (73%). Among the species with vegetative propagation, only one (Hexaclamys aft. edulis) did not produce seed by sexual reproduction. The low population density observed for many species, dependence on animais for pollination and dispersal and the occurrence of species with obligatory cross-fertilization (self-incompatibility and dioecy) suggest that, in terms of reproduction, this is a relatively fragile community. To conserve this area and maintain its ecological functions, pressures from fragmentation, isolation and perturbation need to be minimized.
Subject: Cerrados
Biologia - Reprodução
Árvores
Arbustos
Conservação da natureza
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BORGES, Helida Bruno Nogueira. Biologia reprodutiva e conservação do estrato lenhoso numa comunidade do cerrado. 2000. 158p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/315044>. Acesso em: 26 jul. 2018.
Date Issue: 2000
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Borges_HelidaBrunoNogueira_D.pdf10.58 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.