Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315041
Type: TESE
Title: Analise multivariada da distribuição geografica de especies de orquideas dos campos rupestres do Brasil
Author: Barros, Fábio de
Advisor: Shepherd, George John, 1949-
Abstract: Resumo: Foi analisada a distribuição geográfica de 72 espécies de orquídeas nativas dos campos rupestres, através de técnicas de análise multivariada, incluindo métodos de agrupamento e de ordenação. Como métodos de agrupamento foram utilizados UPGMA e o método de Ward, tendo como medidas de distância, respectivamente, o coeficiente de Jaccard e Jaccard-complemento (coeficiente de Jaccard subtraído de 1). Também foi aplicado TWINSPAN, que realiza um agrupamento divisivo baseado numa partição inicial por CA. Como métodos de ordenação foram utilizados CA (Análise de Correspondência) e DCA (Análise de Correspondência Distendida). Nas matrizes básicas para análise (espécies X localidades), cada localidade correspondeu a uma quadrícula definida por graus de latitude e longitude. F oram montadas matrizes para: (a) todas as espécies em conjunto, (b) apenas as espécies epífitas e (c) apenas as espécies terrestres e, ainda, combinando dois tamanhos de quadrícula: (a) 2 X 2º e (b) 5 X 5º. Desse modo foram montadas seis matrizes básicas, definindo a presença ou ausência de cada espécie em cada quadrícula e cada uma dessas matrizes foi analisada por todos os métodos utilizados. As matrizes foram montadas a partir de um banco de dados com informações de distribuição retiradas de materiais de herbário e da literatura especializada, onde cada localização foi dada pelas coordenadas geográficas (latitude / longitude). As análises de agrupamento delimitaram elementos florísticos interpretáveis, mas os dados não foram muito consistentes. TWINSPAN não mostrou bons resultados, exceto para a matriz de 5 X 5º de espécies epífitas. As análises de ordenação deram resultados interpretáveis em função dos agrupamentos previamente estabelecidos, mas apenas para os dois primeiros eixos de ordenação. CA e DCA tiveram desempenho muito semelhante e mostraram forte influência do número de quadrículas ocupadas por cada espécie. Apesar das limitações da amostragem e das diferenças entre os métodos, alguns padrões básicos de distribuição (elementos florísticos ou corotipos) foram bem delimitados: (a) espécies endêmicas ou com distribuição restrita; (b) espécies com distribuição ampla (por toda a América do Sul); (c) espécies com distribuição predominante nos campos rupestres; (d) espécies com distribuição estendendo-se em direção à região das Guianas; (e) espécies com distribuição estendendo-se em direção ao nordeste do Brasil (normalmente presentes também nas Guianas); (f) espécies estendendo..se em direção ao sul da América do Sul; (g) espécies com distribuição isolada

Abstract: The geographical distribution of 72 orchid species from the "campos ruprestres" vegetation of Brazil, was analysed using multivariate methods, inc1uding c1ustering and ordination. The data set used was constructed by first creating a data bank with informations on the distribution (latitude and longitude) and habitat of each based on herbarium material and citations in floras and floristic studies. A series of six data matrices was created, based on 5 X 5 and 2 X 2 latitude / longitude squares for three habitat combinations - epiphytic, terrestrial and complete (combined). Group mean (UPGMA) and Ward's method c1ustering were used with Jaccard and Jaccard complement coefficients for c1ustering. CA and DCA were used as ordination techniques. TWINSPAN analysis was also used for some data sets. The c1ustering methods suggested that some floristic elements could be recognized, but TWINSPAN analysis showed very little agreement with these, except in the 5 X 5 epiphyte matrix. The ordination methods gave interpretable results, mainly on first two axes. Although some elements could be recognized, a large number of species could not be assigned with confidence to any of the designated elements, and it was c1ear that no simple overall c1assiftcation of floristic elements was possible. There was no obvious difference between epiphytic and terrestrial species. Results of analyses were greatly influenced by the size of square used, and by overall frequency of occurrence of the species as reflected in the number of squares they occupied.
Subject: Fitogeografia
Análise multivariada
Orquideas - Brasil
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1998
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Barros_Fabiode_D.pdf15.4 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.