Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315035
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Biologia da reprodução em Manihot Mill
Author: Crepaldi, Iara Candido
Advisor: Shepherd, George John, 1949-
Abstract: Resumo: Foram investigadas duas espécies selvagens de Manihot: M. tripartita e M. pilosa e duas espécies de M. esculenta : cv. Branca de Santa Catarina e cv. Taquri. Embora tenha sido limitado o número de plantas disponíveis para os experimentos, os resultados obtidos sugerem a presença de barreiras reprodutivas externas (pré-polinização) e internas (pós-polinização) entre as espécies selvagens e cultivadas. No primeiro caso, dois tipos foram detectados: sazonal ¿ com diferenças concernentes ao período de florescimento, e diária (diurna/noturna), com diferenças relativas à liberação do pólen e receptividade do estigma. No segundo caso, houve evidências de aloincompatibilidade, envolvendo interações pólen-pistilo (pré-zigótica) ou inviabilidade da semente (pós-zigótica). Como essas barreiras são incompletas, o fluxo gênico se torna difícil, porém não é totalmente impedido. Em termos de sistema reprodutivo, M. tripartita parece ser auto-incompatível, tem alta proporção de pólen/óvulo e grande número de grãos de pólen por antera, se comparada com as outras espécies. As evidências de agamospermia são limitadas no cv. Branca de Santa Catarina, mas a freqüência desse fenômeno parece ser bom baixa, e as sementes ocasionalmente formadas podem ser resultados de contaminação e não de agamospermia. A partenocarpia também foi detectada e é muito mais freqüente e mais amplamente distribuída que a agamospermia. ...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital

Abstract: Pheonology, reproductive system, cytology, and embryology were investigated in two species of Manihot (M. tripartita and M. pilosa) and two varieties of M. esculenta (cv. Branca de Santa Catarina and Taquari). Although the number of plants available for testing was limited, the results obtained suggest the presence of external (premating) and internal (postmating) reproductive barriers between the wild species and between the wild species and the cultivated one. In the first case, two kinds of temporal divergence were detected: seasonal ¿ with differences in flowering periods, and diurnal, with differences in pollen presentation and stigma receptivity. In the second case, there was evidence for cross-incompatibility, involving either pollenpistil interactions (prezygotic) or seed inviability (post-zygotic). As these barreirs are incomplete, they make gene flow difficult, but do not completely prevent it. With regard to reproductive systems, M. tripartita appears to be self-incompatible, and has a higher pollen ovule ratio and a larger number of pollen grains per anther than the other species. There is limited evidence for the occurrence of agamospermy in cv. Branca de Santa Catarina, but the frequency of this phenomenon appears to be very low, and the occasional seeds formed may be the result of contamination and not agamospermy. ...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations
Subject: Reprodução - Biologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CREPALDI, Iara Candido. Biologia da reprodução em Manihot Mill. 1987. 162f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/315035>. Acesso em: 14 jul. 2018.
Date Issue: 1987
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Crepaldi_IaraCandido_M.pdf12.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.