Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313362
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Influencia das caracteristicas do semen e oocitos sobre a fertilização in vitro em humanos
Author: Biazotti, Maria Cristina Santoro
Advisor: Bahamondes, Luis Guillermo, 1946-
Abstract: Resumo: Este foi um estudo clínico descritivo, que teve como objetivo avaliar a influência de determinadas variáveis, entre elas alguns parâmetros espermáticos e o número de óvulos maduros, sobre a fertilização in vitro em humanos. Analisaram-se 98 amostras de sêmen e 678 oócitos de casais atendidos no Ambulatório de Esterilidade Conjugal do Departamento de Tocoginecologia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas. A avaliação dos gametas e a técnica de fertilização in vitro foram realizadas no Laboratório de Genética da Reprodução do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher. Para análise dos dados, consideraram-se como variáveis independentes a concentração de espermatozóides no sêmen fresco, a porcentagem de espermatozóides móveis, vivos, normais, maduros e aqueles com membrana íntegra, a concentração de leucócitos no sêmen, a concentração de espermatozóides e a porcentagem de espermatozóides progressivos rápidos recuperados após capacitação espermática, o número de microlitros utilizados na inseminação do oócito e o número de óvulos maduros utilizados no processo de fertilização in vitro. A variável dependente foi a ocorrência ou não de fertilização do oócito in vitro e a taxa de fertilização in vitro. Para avaliação estatística utilizou-se a análise de regressão logística univariada, seguida desta mesma técnica baseando-se em modelos múltiplos. Constatou-se que as variáveis de maior influência na fertilização do oócito in vitro foram: a motilidade grau A e o número de óvulos maduros. Outras variáveis espermáticas que tiveram influência na fertilização do oócito in vitro foram: a concentração espermática inicial; a porcentagem de espematozóides vivos; a porcentagem de espermatozóides morfologicamente normais; a porcentagem de espermatozóides maduros. O número de microlitros utilizados para a inseminação do oócito teve influência negativa sobre a fertilização do oócito in vitro. A taxa de fertilização in vitro aumentou significativamente q usando a porcentagem de espermatozóides normais foi superior a 14%, a motilidade grau A superior a 30% e a concentração espermática maior que 20 milhões por militro de sêmen fresco. Dados obtidos através da curva ROC demonstraram que o ponto de corte para porcentagem de espermatozóides com motilidade do grau A, foi ? 30/? 30, cujos valores de sensibilidade e especificidade foram respectivamente de 65,2% e 65,5%. Baseando-se neste valores, estima-se que o odds de ocorrer a fertilização, quando a porcentagem de espermatozóides móveis do grau A for superior a 30%, é de 1,89

Abstract: This was a descriptive clinical study, which aimed at evaluating whether there is any influence in determined variables, among them some spermatic parameters and number of mature ovules, with regards of fertilization in vitro of human gametes. Ninety eight samples of semen and 678 oocytes of couples, attended at the Infertility Clinic of UNICAMP, were analyzed. The evaluation of the gametes and the technique of in vitro fertilization (IVF) were performed at the Laboratory of Genetics of Reproduction of CAISM. For the data analysis, the independent variables were: the sperm count in the fresh semen; the percentage of motile, live, normal, mature spermatozoa and those with complete membrane; the leucocyte concentration in semen; the concentration of spermatozoa and the percentage of rapid progressive spermatozoa recovered after spermatic capacitation; the number of microliters inseminated per oocyte and the number of mature ovules used in the process of in vitro fertilization. The dependent variable was the occurrence or not of fertilization of the oocyte in vitro and the rate of fertilization in vitro. During statistics evaluation an analysis of univariated logistic regression was done, followed by multiple analysis. The variables with greater influence in the fertilization of the oocyte in vitro were: grade A motility and the amount of mature ovules. Others spermatic variables which influenced fertilization of the oocyte in vitro were: initial spermatic concentration; percentage of live spermatozoa; percentage of morphologically normal spermatozoa and percentage of mature spermatozoa. The amount of microliters used for the insemination of the oocyte had a negative influence on the fertilization in vitro of the oocyte. The rate of fertilization in vitro increased significantly when the percentage of normal spermatozoa was greater than 14%; grade A motility was greater than 30% and the spermatic concentration was greater than 20 million per milliliter of fresh semen. Data obtained from the ROC curve showed that the cut point for the percentage of spermatozoa with grade A motility was ? ?30/<30, with sensitivity and specificity values at 65.2% and 65.5% respectively. Based on these values, the odds for fertilization, when the percentage of motile grade A spermatozoa is greater than 30%, is 1.89
Subject: Reprodução
Espermatozóides
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BIAZOTTI, Maria Cristina Santoro. Influencia das caracteristicas do semen e oocitos sobre a fertilização in vitro em humanos. 1999. 110 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/313362>. Acesso em: 25 jul. 2018.
Date Issue: 1999
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Biazotti_MariaCristinaSantoro_M.pdf1.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.