Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312353
Type: TESE
Title: Estudo de 100 pacientes com traumatismo craniencefalico grave internados na Unidade de Terapia Intensiva
Author: Falcão, Antonio Luis Eiras, 1959-
Advisor: Quagliato, Elizabeth Maria Aparecida Barasnevicius, 1954-
Abstract: Resumo: Cem pacientes com traumatismo craniencefálico grave (pontos na Escala de Coma de Glasgow de 8 ou menos) foram estudados e tratados segundo um protocolo baseado nos valores da pressão intracraniana. Todos os pacientes foram submetidos a tomografia computadorizada de crânio e a monitorização contínua da pressão intracraniana. Com o objetivo de caracterizar a população de pacientes com TRAUMATIS MO craniencefálico grave que são internados na Unidade de Terapia Intensiva e verificar quais os fatores relacionados ao prognóstico, foram analisados dados como sexo, faixa etária, principais causas do traumatismo, lesões associadas, pontos do sistema APACHE lI, Escala de Coma de Glasgow da admissão na Unidade de Terapia Intensiva, estado das pupilas, complicações durante a internação, necessidade de neurocirurgia, achados tomográficos e níveis de pressão intracraniana. Nós concluímos que: atendemos a uma população de adultos em idade economicamente ativa; os acidentes de trânsito são as principais causas; anisocoria pupilar não se relacionou a maior mortalidade ou a níveis elevados de pressão intracraniana; a necessidade de neurocirurgia não esteve associada a maior mortalidade; os achados tomográficos se relacionaram a níveis elevados de pressão intracraniana. Os fatores que interferiram significativamente no prognóstico conduzindo a maior mortalidade foram baixos pontos na Escala de Coma de Glasgow, hipotensão arterial, pontos elevados no APACHE lI, pupilas médio-fixas e níveis elevados de pressão intracraniana

Abstract: One hundred patients with severe head injury ( Glasgow Coma Scale Score 3 to 8) were studied. Treatment was based on the values of intracranial pressure (I.C.P.). AlI the patients underwent computed tomography scans (C.T.), and continuous I.C.P. monitoring. Patients' data were analyzed on age, sex, APACHE II score, associated lesions, Glasgow Coma Scale Score, C.T. I.C.P. pupillary reaction, as welI as indication of neurosurgical intervention, complications during treatment in the Intensive Care Unit. In this series of severe injuries moto-vehicles accidents were the main cause, unilateral pupillary dilatation was not related to greater mortality or to high intracranial pressure leveI. Neurosurgical intervention was not associated with greater mortality, and focallesion observed in C.T. scarts were related to high intracranial pressure level. Mortality in severe injury is significantly influenced bay low Glasgow Coma Scale Score on admition, associated hypotension, high APACHE II score and high levels of intracranial pressure
Subject: Prognóstico
Tomografia computadorizada
Traumatismo
Pressão intracraniana
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Falcao_AntonioLuisEiras_M.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.