Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308710
Type: TESE
Title: Programa de saúde auditiva : perfil dos usuários e avaliação dos resultados obtidos na intervenção fonoaudiológica
Title Alternative: Auditory health program : profile of users and results obtained during the audiological intervention
Author: Gomes, Marina, 1985-
Advisor: Couto, Christiane Marques do, 1968-
Abstract: Resumo: Introdução- Aqueles que apresentam diminuição da acuidade auditiva são encaminhados ao processo de reabilitação, que se inicia, em muitos casos, com a seleção e a adaptação de próteses auditivas. Objetivo- Traçar o perfil dos adultos e idosos usuários de aparelho de amplificação sonora individual fornecido pelo SUS e verificar os registros dos atendimentos a esses sujeitos. Métodos- Foi realizada uma pesquisa quantitativa documental retrospectiva. Foram avaliados prontuários de adultos e idosos que receberam aparelho de amplificação sonora individual pela UNICAMP no período de agosto a outubro de 2011. Os adultos e idosos foram separados em dois grupos, tendo sido o grupo de adultos chamado de Grupo A e o de idosos, Grupo I. Foram levantados dados do perfil do usuário e dos atendimentos realizados e feita análise estatística para avaliar a relação entre os dados. Resultados- O Grupo A foi formado por 56 sujeitos, sendo 32% do sexo masculino e 68% feminino, com idade média de 45 anos. O Grupo I foi formado por 103 sujeitos, sendo 48,54% do sexo masculino e 51,46% feminino, com idade média de 75 anos. A otosclerose foi a causa mais encontrada no Grupo A e a presbiacusia no Grupo I. Em ambos os grupos, a perda auditiva mais encontrada foi neurossensorial grau 2 bilateral. A maioria recebeu AASI retroauricular tipo A, mas não aderiu ao programa nem compareceu aos grupos de reabilitação auditiva, apresentando de zero a duas queixas, sendo a mais frequente delas a de não estarem usando o dispositivo. A regulagem e orientações gerais foram os procedimentos mais realizados e a pontuação geral do questionário QI-AASI foi alta, assim como o tempo de utilização diária do dispositivo. Ao cruzar as variáveis, apenas o número de queixas em função do número de retornos e o número de queixas em função dos procedimentos apresentaram diferença significante. Entre os grupos, foram encontradas diferenças estatisticamente significantes nas comparações entre tipo, grau e causa da perda auditiva e tecnologia dos AASI dispensados. Foi observado que os adultos apresentam mais perda auditiva do tipo condutiva do que os idosos. Em relação ao grau, o adulto teve mais perdas de grau 2 na OD e de moderado a severo na OE, os idosos grau leve a severo em ambas orelhas. A causa mais encontrada nos idosos foi presbiacusia e, ao Grupo A, foram fornecidos mais aparelhos "tipo C" que ao Grupo I. Conclusão- Apesar dos grupos serem populações com idades diferentes não houve diferença na adesão. A maioria, nos dois grupos, apresentou poucas queixas e estas foram semelhantes para ambos os grupos. Foi observado que quanto maior o numero de queixas maior o número de retornos e de procedimentos realizados

Abstract: Introduction- Those who have a hearing disability are directed to a rehabilitation program, which often starts with the selection and adaptation of hearing aids. Objective- Analyze the profile of adults and elderly hearing aid users who received the device from the Brazilian Health Care System and verify the register of their returns to the hearing aid program's appointments. Methods- Retrospective documental research. The health records of the adults and elderly who received hearing aids by the "Hearing Health Program" of the University of Campinas (UNICAMP) between August and November of 2011 were analyzed. Adults and elderly were separated into different groups called "group A" (adults) and "group E" (elderly). Statistic analysis were made to analyze the relation between the data found. Results- Group A was formed by 56 adults, 32% male and 68% female, with average age of 45 years old. Group E was formed by 103 elderly, 48,54% male and 51,46% female, with average age of 75 years old. Otosclerosis was the main cause of hearing loss in Group A and presbycusis was the main cause of hearing loss in Group E. In both groups The most common type of hearing loss in both ears was the sensorineural. The majority, in both groups, received a Behind-the-ear hearing aids with "A" technology . The majority didn¿t adhere to the treatment neither to the "formal auditive rehabilitation program". Most of them had from zero to two complaints, being the most frequent one "not using the device". The "setting" and "counseling" where the most frequent procedures realized during the returns. The scores on IOI-HA inventory were high, as well as the daily usage of the device. When the variables were compared, it was considered dependent variables the number of complaints with the number of returns and number of complaints with the number of realized procedures . When both groups were compared statistical difference were found when comparing type, degree and cause of the hearing loss, such as the technology of the received hearing aids. The adults presented more otosclerosis and conductive hearing loss than the elderly. They also presented more hearing loss with degree 2 on the right ear and 2 to 3 on the left ear while the elderly presented more hearing loss with degree 1 to 4 in both ears. The major cause of hearing loss in the elderly group was presbycusis. To the adults groups were given more "type C" devices than to the elderly group. Conclusion- No differences were found on the adherence of two groups. The majority in both groups presented few and similar complaints. The number of complaints was proportional to the presence in appointments, as well as to the number of procedures performed
Subject: Sistema Único de Saúde (Brasil)
Audição
Perda auditiva
Saúde pública
Auxiliares de audição
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gomes_Marina_M.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.