Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281303
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: O efeito dos ions antagonicos K+ e Ca+++ e do IAA sobre as membranas da celula de Nitella cernua Braun
Author: Piccolo, Antonia Lelia Guadagnuci
Advisor: informado, Não
Abstract: Resumo: No presente trabalho estudou-se o efeito dos íons antagônicos K+ e Ca++ , do quelador EDTA e da auxina IAA, sobre a permeabilidade para a água das membranas citoplasmáticas. Foi escolhido como material uma espécie de alga da família das Characeas: Nitella cernua Braun. Por possuir células-gigantes, a Nitella se torna o objeto para demonstrar com facilidade, o efeito dos íons sobre a permeabilidade do plasmalema, Estudou-se o efeito dessas substâncias sobre a permeabilidade, através de dois métodos: transpiração de células isoladas e medição direta da saída de líquido de células tratadas. A. Efeito, sobre a membrana inerte. 1. O efeito do EDTA sobre a resistência mecânica da membrana externa da célula. Durante os estudos preliminares do efeito do EDTA sobre a permeabilidade do plasmalema, deparou-se com um fenômeno que inutilizou muitas experiências: quando o tempo de tratamento com EDTA é superior a 15 minutos, as células explodem; ocorre plasmoptise. A membrana celulósica arrebenta, rasgando-se em toda a sua circunferência ou se formam furos que não se repara, macroscopicamente. A plasmoptise ocorre devido a transformação do pectato de cálcio insolúvel em sal solúvel, potássico ou sódico do ácido galacturônico das pectinas, provocado pelo efeito quelador do EDTA. B. Efeito sobre as membranas citoplasmáticas. 1. Transpiração de células isoladas. Na transpiração verificou-se que o K+ aumenta a perda de água por transpiração das células, enquanto o C++ diminui. Esse fato e atribuido a hidratação dos componentes do plasmalema pelo K+, aumentando a permeabilidade; e a desidratação C++, pelo efeito de "pinças", diminuindo a permeabilidade. O EDTA age também sobre a membrana citoplasmática, quelando o C++ e tornando-a mais permeável. Nas experiências de transpiração, o resultado obtido foi o seguinte: célula inteira tratada com EDTA, apresentou maior transpiração do que o controle. Estudou-se o efeito do IAA sobre a transpiração células isoladas; observou-se um aumento inicial da permeabilida das células tratadas durante l0 minutos com IAA. O tempo de exposição tem um certo efeito: exposição menor do que 6 minutos, diminui a permeabilidade em relação ao controle exposição - maior do que 6 minutos ( até 16 minutos), aumentou a pemeabilidade. 2. Medição direta da saída ou entrada de água. Admitiu-se que o tratamento unilateral da célula de Nitella com EDTA podia causar a saída de líquido nessa área. Verificou-se que células tratadas unilateralmente com EDTA, eliminaram líquido pela região tratada: o volume de líquido eliminado pode atingir cerca de 40% do volume total da célula e contém K+; a célula continua túrgida durante este processo, pois a parte não tratada absorve água; trata-se de um processo regular de excitação, ficando a parte tratada, negativa; mediu-se diferenças de potencial entre 60 a 70 mv; o efeito é revertido por Ca++. Sabendo pela bibliografia que as auxinas produzem mudanças na absorção de vários materiais pelas células vegetais, estudou-se o efeito do IAA sobre o plasmalema, tratando a célula apenas unilateralmente, com uma solução de IAA. Os resultados obtidos demonstram que a auxina aumenta a permeabilidade da membrana para a água e íons, provocando a saída de água da célula; esse efeito é dependente do tempo e concentração; tratamento posterior com Ca++, reverte o efeito

Abstract: Not informed
Subject: Células - Membranas
Íons complexos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PICCOLO, Antonia Lelia Guadagnuci. O efeito dos ions antagonicos K+ e Ca+++ e do IAA sobre as membranas da celula de Nitella cernua Braun. 1968. 103 f. Tese (doutorado) - Universidade de Campinas, Faculdade de Filosofia, Ciencias e Letras de Rio Claro, Rio Claro, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/281303>. Acesso em: 17 jul. 2018.
Date Issue: 1968
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Piccolo_AntoniaLeliaGuadagnuci_D.pdf3.76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.